Como superar o medo da rejeição?

Mulher oriental tensa enquanto espera o resultado de uma entrevista de emprego

Categoria: Autoestima

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

O medo da rejeição é muito poderoso e tem um grande impacto na vida. A maioria das pessoas fica nervosa ao se colocar em situações de risco à rejeição, e para alguns, esse medo é avassalador.

Ele tem muitas causas subjacentes e, se não tratado, piora com o tempo, levando a limitações cada vez maiores.

Como o medo da rejeição limita a vida?

Embora nem todas as pessoas sintam esse medo da mesma forma, ele tende a afetar a capacidade de sucesso em uma ampla gama de situações pessoais e profissionais.

Entrevista de emprego

O medo da rejeição leva à sintomas físicos que são interpretados como falta de confiança. Confiança e um pouco de autoridade são atributos críticos em muitos cargos, e aqueles que experimentam esse medo vão parecer fracos e inseguros.

Se você tem medo de rejeição, também terá problemas para negociar contratos relacionados ao trabalho, perdendo a chance de conquistar melhores salários e benefícios.

Negócios empresariais

Em muitos cargos, a necessidade de impressionar não termina quando se consegue o emprego. Entreter clientes, negociar acordos, vender produtos e atrair investidores são componentes-chave de muitos trabalhos.

Mesmo algo tão simples como atender o telefone é aterrorizante para pessoas com medo da rejeição.

Expansão do laços sociais

Nós somos criaturas sociais, e espera-se que sigamos as sutilezas sociais básicas em público. Se alguém tem medo da rejeição, então se sentirá incapaz de conversar com estranhos ou até mesmo amigos de amigos.

Leia também:  Siga estes passos se quiser aprender a gostar de si mesmo

Isso impede o estabelecer de conexões duradouras com outras pessoas.

Namoro

Os primeiros encontros são assustadores, mas aqueles com medo da rejeição sentem uma ansiedade significativa. Em vez de se concentrarem em conhecer a outra pessoa e decidir se gostaria de um segundo encontro, ela passará o tempo todo se preocupando se essa pessoa gosta dela.

Dificuldades para falar, preocupação obsessiva com a aparência e um comportamento visivelmente nervoso são comuns.

Casamento

A vida de casado consiste em uma série interminável de negociações e compromissos. Por mais compatíveis que sejam, é impossível duas pessoas concordarem em tudo. Aqueles com medo da rejeição não conseguem expressar suas próprias necessidades e defender sua posição.

Também pode haver sentimentos de ciúme ou de desconfiança, pois o medo da rejeição se transforma em medo de ser abandonado. Às vezes, isso é expresso em comportamentos prejudiciais, como verificar as mensagens telefônicas ou as contas de redes sociais.

Relacionamento entre pares

A necessidade de pertencimento é uma condição humana básica, de modo que as pessoas geralmente se comportam de maneira a se encaixar em um grupo.

Embora se vestir, falar e se comportar como um membro desse grupo não seja necessariamente prejudicial à saúde, a pressão dos colegas vai longe demais. Isso leva você a fazer coisas com as quais não se sente confortável, apenas para continuar fazendo parte do grupo.

Respostas ao medo da rejeição

Quando você tem medo da rejeição, se envolverá em comportamentos que possam encobrir ou compensar esse medo.

Falta de autenticidade

Muitas pessoas que têm medo da rejeição desenvolvem um modo de vida cuidadosamente monitorado e roteirizado. Temendo ser rejeitado se mostrar seu verdadeiro eu, você viverá atrás de uma máscara.

Isso fará com que pareça falso e inautêntico para os outros, e causará uma relutância rígida em aceitar os desafios da vida.

Querer ser agradável

Embora seja natural querer cuidar de quem amamos, quem teme a rejeição costuma exagerar. Você pode achar impossível dizer não, mesmo quando o sim cause grandes inconvenientes ou dificuldades em sua própria vida.

Se você gosta de agradar as pessoas, pode assumir muitos riscos, aumentando o esgotamento. No extremo, agradar às pessoas às vezes se transforma em permitir o mau comportamento dos outros.

Atitude de passividade

Pessoas com medo da rejeição se esforçam para evitar confrontos. Elas se recusam a pedir o que desejam ou falar sobre o que precisam. Uma tendência comum é tentar simplesmente ignorar suas próprias necessidades, ou fingir que não importam.

Leia também:  O que a selfie revela sobre nossa Psicologia?

O medo da rejeição impede o alcance de todo o seu potencial. Expor-se é assustador para qualquer um, mas com o medo, se sentirá paralisado.

Comportamento passivo-agressivo

Desconfortáveis ​​em exibir seu verdadeiro eu, mas incapazes de excluir totalmente suas próprias necessidades, muitas pessoas que temem a rejeição se comportam de maneira passivo-agressiva.

Você pode procrastinar, “esquecer” de cumprir promessas, reclamar e trabalhar de forma ineficiente nos projetos que assume.

Consequências do comportamento de medo

O medo da rejeição leva a comportamentos que nos deixam inseguros, ineficazes e oprimidos. Você pode suar, tremer, ficar inquieto, evitar o contato visual e até mesmo perder a capacidade de se comunicar com eficácia.

Embora os indivíduos reajam a esses comportamentos de maneiras muito diferentes, essas são algumas das reações que alguém pode ver.

Autorrejeição

Ironicamente, o medo da rejeição se torna uma profecia autorrealizável. É bem conhecido na psicologia que a confiança aumenta a atratividade. Como regra geral, a falta de autoconfiança inerente ao medo da rejeição nos torna mais propensos a sermos rejeitados.

Manipulação

Algumas pessoas atacam as inseguranças dos outros. Aqueles que sofrem de medo da rejeição estão em maior risco de serem manipulados para ganho de outra pessoa.

Os manipuladores experientes geralmente parecem charmosos, gentis e atenciosos. Eles sabem quais gatilhos acionar para parecerem de confiança. Também sabem como manter alguém com medo da rejeição, como se o manipulador pudesse ir embora a qualquer momento.

Invariavelmente, o manipulador acaba saindo depois de conseguir o que deseja.

Frustração

A maioria das pessoas é decente, honesta e franca. Em vez de manipular alguém com medo da rejeição, elas tentarão ajudar. Procure sinais de que seus amigos e familiares estão tentando encorajar sua assertividade, pedindo que você seja mais aberto com eles ou sondando seus verdadeiros sentimentos.

Muitas vezes, no entanto, as pessoas que temem a rejeição consideram esses esforços como uma ameaça emocional. Isso leva amigos e familiares a pisar em ovos, com medo de piorar as coisas. Com o tempo, eles ficam frustrados e com raiva, confrontando você sobre seu comportamento ou começando a se distanciar.

Leia também:  Por que alguém busca validação por meio das redes sociais?

Como superar o medo da rejeição?

Se você está sentindo medo da rejeição, existem passos para impedir que ele afete negativamente sua vida. As seguintes estratégias são úteis para aprender a superar o medo da rejeição.

Melhore suas habilidades de autorregulação

A autorregulação refere-se à capacidade de identificar e controlar emoções e comportamentos. Também desempenha um papel importante na superação do medo da rejeição.

Publicidade

Ao identificar pensamentos negativos que contribuam para os sentimentos de medo, tome medidas ativas para reformulá-lo, de um modo mais otimista e encorajador.

Enfrente os teus medos

A evitação compreende o gerenciamento de sentimentos desagradáveis, simplesmente evitando as coisas que desencadeiam essas emoções. O problema é que ela contribui para aumentar os sentimentos de medo, deixando-o ainda mais temeroso e sensível a ele.

Portanto, em vez de evitar situações em que você possa sofrer rejeição, concentre-se em se expor e enfrentar a situação. Ao adquirir mais experiência, você começará a reconhecer que as consequências provocam menos ansiedade do que você esperava.

Cultive a resiliência

Resiliência é a capacidade de se levantar após um revés e seguir em frente com um renovado senso de força e otimismo. As estratégias que ajudam a promover um maior senso de resiliência incluem aumentar a confiança em suas próprias habilidades, ter um forte sistema de apoio social, nutrir e cuidar de si mesmo.

Ter metas e tomar medidas para melhorar suas habilidades também lhe darão fé na sua capacidade de se recuperar da rejeição.

Uma palavra final

Se você acha que o medo da rejeição está afetando negativamente sua vida e causando sofrimento, pode ser hora de procurar um Psicólogo. Isso vai ajudá-lo a explorar e entender melhor algumas das contribuições subjacentes ao seu medo, bem como encontrar maneiras mais eficazes de lidar com essa vulnerabilidade.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *