Coisas a saber sobre o transtorno de personalidade borderline

Homem de costas e em frente à uma estante cheia de livros

Categoria: Borderline

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Pessoas com transtorno de personalidade borderline sofrem de uma adversidade que afeta a maneira como pensam e sentem a respeito de si e dos outros.

Frequentemente:

  • Têm um forte medo de abandono;
  • Lutam para manter relacionamentos saudáveis;
  • Têm emoções muito intensas;
  • Agem impulsivamente;
  • Podem sentir paranóia e;
  • Dissociação.

É uma doença assustadora de se conviver, por isso é tão importante que elas estejam rodeadas de outros que consigam entendê-las e apoiá-las.

Devido a uma abundância de equívocos, muitas delas têm medo de falar sobre o assunto, e como conviver com ele.

Entrei em contato e pedi as pessoas com transtorno de personalidade borderline que me contassem o que desejam que outros saibam sobre como é conviver com a doença.

Aqui estão sete de suas respostas:

Pessoas com transtorno de personalidade borderline tem medo de que o outro vá embora

Um dos maiores sintomas do transtorno de personalidade borderline é o medo do abandono.

Leia também:  Como é namorar uma pessoa com borderline?

Existe esse medo generalizado de que as pessoas os deixem ou de que a pessoa com transtorno de personalidade borderline não seja boa o suficiente para essa pessoa.

Mesmo que esse medo pareça irracional para os outros, para elas é real.

Ela faria qualquer coisa para impedir que isso aconteça, e é por isso que elas parecem “pegajosas” ou “necessitadas”. Embora possa ser difícil ter empatia, lembre-se de que isso se origina de um sentimento de medo, com o qual pode ser incrivelmente difícil conviver.

É como ter queimaduras emocionais de terceiro grau, onde tudo é quente e doloroso de tocar

Pessoas com transtorno de personalidade borderline têm emoções muito intensas, que duram de algumas horas a alguns dias, e também podem mudar muito rapidamente.

Por exemplo, elas podem ir de um sentimento muito feliz para um sentimento repentino de tristeza e desânimo. Às vezes, ter transtorno de personalidade borderline é como pisar em ovos, onde nunca se sabe para onde o humor vai.

Mesmo que elas pareçam “excessivamente sensíveis”, lembre-se de que nem sempre isso está sob controle dessas pessoas.

Os sentimentos são mais intensos

Ter transtorno de personalidade borderline pode ser muito intenso, como se estivessem oscilando entre extremos. Isso pode ser exaustivo para elas, e para as pessoas ao seu redor.

É importante saber que tudo o que a pessoa com transtorno de personalidade borderline está pensando é mais do que realidade naquele momento.

Leia também:  O impacto dos pais borderline na vida adulta dos filhos

Portanto, não diga à ela que está sendo tola, ou a faça sentir como se seus sentimentos não fossem válidos.

O transtorno de personalidade borderline não é ter múltiplas personalidades

Por ser um transtorno de personalidade, ele costuma ser confundido com alguém que tem transtorno dissociativo de identidade, no qual as pessoas desenvolvem múltiplas personalidades.

Mas este não é o caso. Pessoas com transtorno de personalidade borderline não têm mais de uma personalidade.

Ele é um transtorno no qual se tem dificuldades em como se pensa e se sente sobre si mesmo e outras pessoas, e consequentemente ocasionando problemas na vida.

Elas não são perigosas ou manipuladoras

Muitos ainda acreditam que aqueles que vivem com o transtorno de personalidade borderline podem ser manipuladoras ou perigosas devido aos sintomas.

Embora esse possa ser o caso em uma minoria, a maioria das pessoas com transtorno de personalidade borderline está apenas lutando com seu senso de identidade e seus relacionamentos.

É importante observar que elas não são pessoas perigosas. Na verdade, as pessoas com doenças mentais têm maior probabilidade de se machucar do que a outras pessoas.

Ter transtorno de personalidade borderline é exaustivo e frustrante

Muitas pessoas com transtorno de personalidade borderline não são tratadas, não porque não querem, mas porque ela não é tratada como outros transtornor.

Por um lado, o transtorno de personalidade borderline não é tratado com medicamentos. Ele só pode ser tratada com terapia.

Não há medicamentos comprovadamente eficazes no tratamento do transtorno de personalidade borderline (embora às vezes os medicamentos sejam usados para aliviar os sintomas).

Publicidade

Também é verdade que, devido ao estigma, alguns psiquiatras presumem que essas pessoas serão pacientes difíceis e, como tal, pode ser complicado encontrar um tratamento eficaz.

Leia também:  Por que as pessoas com borderline são procrastinadoras?

Se alguém com transtorno de personalidade borderline não está “melhorando”, não se precipite em culpá-lo. Conseguir ajuda por si só já é difícil.

Pessoas com transtorno de personalidade borderline são capazes de amar muito

Pessoas com transtorno de personalidade borderline têm muito amor a dar, tanto que chega a ser exagerado.

Os relacionamentos podem parecer um turbilhão, porque quando elas (especialmente aqueles que lutam com sentimentos crônicos de vazio ou solidão) fazem uma conexão real, a pressa pode ser tão intensa quanto qualquer outra emoção que elas experimentam.

Isso pode dificultar o relacionamento com alguém com transtorno de personalidade borderline, mas também significa que essa é uma pessoa que tem muito amor a oferecer.

Elas só querem saber se seus sentimentos foram correspondidos, e podem precisar de um pouco mais de garantias para que o relacionamento seja satisfatório.

Se você ler algo sobre o transtorno que não gostaria que fosse dito à você , então as pessoas com transtorno de personalidade borderline também não se beneficiarão de escutar isso sendo dito sobre elas.

Lembre-se de que o melhor apoio vem de cuidar de você da melhor maneira possível.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *