3 sinais de alerta de que você está em um relacionamento tóxico

Homem com uma roupa e máscara de proteção contra gases tóxicos

Categoria: Casamento

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

No reino dos relacionamentos, há muitas pessoas feridas andando por aí. Você é uma dessas pessoas que está em um relacionamento tóxico?

Por “pessoas feridas”, me refiro as massas de pessoas que se sentem insatisfeitas, ou pior, emocionalmente negligenciadas ou abusadas em seus relacionamentos românticos.

Parece que, independentemente para onde quer que nos voltemos, sempre vemos e ouvimos falar de pessoas infelizes, vivendo um relacionamentos tóxico. Pessoas estas que estão sempre em sua busca por se sentirem amadas.

Você está em um relacionamento tóxico?

Alguma perguntas que podem ajudá-lo a descobrir se está em um relacionamento tóxico:

  • A intimidade do seu relacionamento não parece ser mais a mesma?
  • Mesmo que você ainda ame seu parceiro, o relacionamento deixou de ser interessante?
  • Você se sente não compreendido por quem você é, e pelas necessidades que tem?
  • Vocês não conseguem parar de discutir, até mesmo sobre questões menores?
  • Você tem medo quando pensa em se encontrar com o parceiro, ao invés de ficar ansioso pelo tempo que poderão ficar juntos?
Leia também:  Como conviver com alguém que só reclama?

Analisando as toxinas do relacionamento

Aqui estão o que considero os três principais sinais de um relacionamento tóxico:

Comportamento passivo-agressivo

Um exemplo de comportamento passivo-agressivo é quando você sente que algo está errado, mas quando pergunta “O que está acontecendo?”, o parceiro responde: “Estou bem” ou “Nada”. Depois ele o pune com um tratamento de silêncio.

O grande problema resultante do comportamento passivo-agressivo é que os conflitos não podem ser adequadamente identificados, discutidos e gerenciados.

O comportamento passivo-agressivo geralmente é acompanhado por tentativas de fazer você pensar que está errado. Se você frequentemente sente que há algo errado, mas quando tenta conversar com seu parceiro sobre isso, se sente intimidado, então está em um relacionamento tóxico.

Outra forma de comportamento passivo-agressivo é o tratamento silencioso. A evitação é uma forma muito passivo-agressiva de toxicidade no relacionamento, e muitas vezes piora progressivamente ao longo do tempo.

Leia também:  Como sair de um relacionamento tóxico em 7 simples etapas?

Crítica e desprezo no relacionamento tóxico

A crítica e o desprezo são altamente destrutivos no relacionamento amoroso. Sinais de crítica e desprezo podem aparecer quando seu parceiro está tirando sarro de você.

Uma paciente minha dizia ao marido que ele era sexualmente inadequado, em resposta às críticas sobre seus hábitos de consumo excessivos. Um relacionamento tóxico, com certeza!

O desprezo também pode aparecer em um parceiro que o critica em público. Agir com superioridade também transmite uma mensagem desdenhosa e tóxica. Estar com uma pessoa que vive buscando falhas em você é altamente desmoralizante e emocionalmente insalubre.

Você se sente envolvido por uma energia negativa

Em relacionamentos saudáveis, ambos os parceiros se sentem normais e relaxados a maior parte do tempo. Nos relacionamentos tóxicos, os “bons momentos” que eram tão comuns no início começam a ser menores e mais distantes, e raramente duram muito.

Se você se sente constantemente esgotado e exausto em seu relacionamento, é hora de pensar em sair dele.

Publicidade

Quando você está em um relacionamento cheio de problemas, se sentirá exausto, abatido, emocionalmente falido e entorpecido. Ainda mais perturbador, as vezes que você se conecta positivamente com seu parceiro acaba sendo em vão, porque as vibrações positivas são engolidas pela energia negativa dele.

Leia também:  Você é casado, mas apaixonado por outra pessoa?

Parece, infelizmente, que quaisquer mudanças positivas inicialmente promissoras são insustentáveis?

Seja honesto com você mesmo

Se seu relacionamento for realmente tóxico e seu parceiro não se importar em fazer mudanças, talvez seja hora de terminá-lo. Reconhecer os persistentes sinais de um relacionamento tóxico pode capacitá-lo a sair dele.

Sim, eu já vi muitos casais jogarem a toalha do relacionamento muito cedo. Ao mesmo tempo, prolongar a agonia de uma situação verdadeiramente tóxica terá efeitos deletérios para você e seu parceiro.

Quando possível, consulte um Psicólogo de casal antes de tomar decisões significativas. Mesmo se você decidir sair, é importante aprender seu papel na dança tóxica do relacionamento, para que você não caia em uma situação destrutiva semelhante na próxima vez.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

2 comentários em “3 sinais de alerta de que você está em um relacionamento tóxico”

  1. Gostei muito da matéria, “3 Sinais de Alerta que você está num Relacionamento Tóxico”. Excelente!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *