Os maiores motivos para você não ir ao Psicólogo

A terapia não é indicada para todos e existem inúmeros motivos para não ir ao psicólogo se você não quiser usá-la da maneira correta.

Em um mundo cada vez mais acelerado e exigente, cuidar da saúde mental se tornou crucial. A terapia surge, portanto, como uma ferramenta poderosa para auxiliar nesse processo, oferecendo apoio, orientação e ferramentas para lidar com os desafios da vida.

No entanto, é importante ressaltar que a terapia não é indicada para todos. Se você se identifica com as situações descritas a seguir, questionar a necessidade da terapia será um passo importante para tomar a melhor decisão.

Antes de prosseguir, é importante ressaltar que:

  • Este artigo não visa desmerecer a importância da terapia, mas sim apresentar uma visão crítica e realista sobre sua aplicação;
  • A decisão de fazer ou não terapia é individual e deve ser tomada com base em suas necessidades e contexto específico.

Se você está satisfeito com sua vida

De um lado, a busca pela felicidade e contentamento é natural e essencial para o bem-estar. Se alguém está genuinamente satisfeito com seus relacionamentos, carreira, saúde e outros aspectos da vida, não há a necessidade de mudar algo.

Por outro lado, a vida é dinâmica e a estagnação é prejudicial. Mesmo que esteja satisfeito com o momento presente, é importante buscar o crescimento pessoal e profissional, explorar novas oportunidades e se desafiar.

Manter a mente aberta para novas experiências e aprendizados contribui para uma vida mais rica e completa.

Se você acredita que tem todas as respostas

Se você tem certeza de que já tem todas as respostas e não precisa de ajuda para se entender melhor, você está perdendo uma oportunidade incrível de crescimento e transformação.

Lembre-se: Ninguém é uma ilha. Todos nós temos algo a aprender e a crescer. Abra-se para a possibilidade de receber ajuda e descobrir novas perspectivas sobre si mesmo.

Se você acha que é coisa de “gente fraca”

A terapia é um recurso valioso para qualquer pessoa que deseja cuidar da sua saúde mental e alcançar o seu potencial máximo. Afirmar que terapia é coisa de “gente fraca” é um mito que precisa ser combatido.

Devemos incentivar as pessoas a buscarem ajuda profissional sem medo ou vergonha, reconhecendo o valor e a importância do cuidado com a mente.

Se você não tem tempo

Compreendo que a falta de tempo é um obstáculo real para iniciar ou manter uma terapia. A vida moderna, com suas demandas profissionais, sociais e pessoais, é realmente esmagadora.

A terapia exige um investimento de tempo e energia. As sessões semanais, o compromisso com as lições de casa e a reflexão sobre os próprios sentimentos e comportamentos demandam dedicação.

Se você não tem dinheiro

Concordo com a afirmação de que a terapia não deve ser feita se não se tem dinheiro apenas em um sentido literal, no qual a falta de recursos impossibilite completamente o acesso ao tratamento.

Afinal, o pagamento dos honorários do Psicólogo é fundamental para garantir a qualidade do serviço prestado, a sustentabilidade da profissão, a valorização da terapia e o acesso à saúde mental de qualidade para todos.

Se você tem medo de se abrir

É natural sentir medo de ser julgado, incompreendido ou até mesmo rejeitado. Compartilhar nossas vulnerabilidades exige um alto nível de confiança e coragem.

Existem diversas razões pelas quais as pessoas têm receio de se abrir com um estranho. Algumas tiveram experiências negativas no passado, como traição ou ridicularização. Outras se sentem envergonhadas ou constrangidas com seus problemas, achando que não são dignas de ajuda ou compreensão.

Há também quem simplesmente prefira manter suas dificuldades privadas, por acreditar que ninguém mais poderia entender.

Se você acha que é uma perda de tempo

Compreendo a frustração que leva à afirmação de que a terapia é uma perda de tempo e não funciona. É natural buscar soluções rápidas e eficazes para os problemas que enfrentamos, e ela, com seu processo gradual e muitas vezes desafiador, parece um caminho pouco atraente.

Afinal, a mudança leva tempo, exige esforço e nem todas as pessoas se beneficiam da mesma forma. Algumas pessoas preferem outras formas de lidar com seus problemas.

Se você prefere se afogar em seus problemas

É compreensível que algumas pessoas prefiram lidar com seus problemas sozinhas, mesmo que isso signifique “afogar-se” neles. As razões para essa escolha podem ser complexas e multifacetadas, como:

  • Medo de julgamento;
  • Vergonha;
  • Falta de confiança;
  • Orgulho;
  • Falta de conhecimento;
  • Estresse e desespero.

Se você acha que é coisa de “gente louca”

Historicamente, a saúde mental foi envolta em estigma e preconceito, associando-a à “loucura” e fraqueza. Essa visão leva muitos a acreditar que apenas indivíduos com distúrbios graves necessitam de ajuda profissional.

A cultura popular, com suas representações distorcidas da terapia, também contribui para o estigma. Filmes e séries frequentemente retratam a terapia como algo excêntrico ou reservado para “casos extremos”.

Se você espera que a vida melhore por si

Algumas pessoas acreditam que as coisas podem melhorar mesmo sem fazer nada a respeito por diversos motivos, como otimismo natural, crença em fatores externos, falta de autoeficácia, esperança passiva ou foco no presente.

Embora esses argumentos sejam válidos, é importante ressaltar que a crença na melhora passiva não isenta os indivíduos de sua responsabilidade social. A ação individual, mesmo que pequena, contribui para um futuro melhor de diversas maneiras.

Palavras finais

Embora a terapia seja uma ferramenta poderosa para o bem-estar mental, é importante reconhecer que existem algumas razões para você não ir ao Psicólogo. Quando as pessoas não usam a terapia pelos motivos certos, elas podem se sentir pior e culpar o profissional.

Ainda que a terapia não seja para você agora, não descarte a possibilidade de buscá-la no futuro. Você é um ser em constante evolução e suas necessidades podem mudar com o tempo.

Se sentir que precisa de ajuda profissional para lidar com alguma dificuldade específica futuramente, considere seriamente essa possibilidade.

É melhor optar por um Psicólogo homem ou mulher?

Encontrar um Psicólogo do gênero masculino ou feminino tem a ver com encontrar alguém com quem você se sinta confortável.

Quando se trata de buscar ajuda psicológica, as pessoas se perguntam se é melhor optar por um psicólogo homem ou mulher. Embora a escolha do gênero do profissional possa ser uma preferência pessoal, é importante entender que ambos os gêneros são capazes de oferecer suporte emocional e tratamento eficaz.

Portanto, a escolha entre um psicólogo homem ou mulher não deve ser baseada em estereótipos de gênero, mas sim na empatia, na conexão e na confiança que você sente com o profissional. Cada pessoa é única e o que funciona para uma pode não funcionar para outra.

Você pode escolher entre um Psicólogo homem ou mulher?

Sim, absolutamente. A preferência por um psicólogo homem ou mulher é uma questão pessoal e cada paciente tem o direito de escolher o profissional com o qual se sinta mais confortável. Afinal, o processo terapêutico envolve a abertura de sentimentos, emoções e experiências pessoais, e é essencial que o paciente se sinta à vontade para compartilhar essas informações.

Algumas pessoas se sentem mais à vontade em falar sobre questões íntimas com um Psicólogo do mesmo gênero, enquanto outras preferem a perspectiva diferente que um profissional do sexo oposto pode oferecer. Não há uma resposta certa ou errada, pois cada indivíduo é único e tem suas próprias necessidades e preferências.

Vantagens de um Psicólogo homem

Experiência pessoal

Ele compartilha experiências pessoais semelhantes e oferece insights valiosos para lidar com questões específicas relacionadas à masculinidade, relacionamentos ou outros desafios enfrentados pelos homens.

Empatia

A conexão emocional estabelecida durante a terapia é fortalecida quando o paciente se sente compreendido e ouvido por alguém que possa se identificar com suas experiências masculinas.

Abordagem diferenciada

Ele pode trabalhar com questões relacionadas à masculinidade tóxica, pressões sociais, expectativas de gênero e construção de identidade masculina.

Modelo positivo

Ter um Psicólogo homem como modelo positivo é muito benéfico, especialmente para aqueles que tiveram experiências negativas com figuras masculinas em suas vidas.

Vantagens de uma Psicóloga mulher

Empatia e compreensão

As mulheres se sentem mais à vontade para falar sobre questões íntimas e sensíveis com outra mulher, pois a Psicóloga pode oferecer empatia e compreensão baseadas em experiências semelhantes.

Sensibilidade para questões de gênero

Ela pode entender melhor as pressões sociais, os estereótipos e as expectativas que as mulheres enfrentam na sociedade.

Foco na saúde feminina

Uma Psicóloga mulher tem um conhecimento mais aprofundado sobre questões de saúde feminina, como a reprodutiva, maternidade, menopausa e outros desafios específicos que elas enfrentam em diferentes fases da vida.

Representatividade

Ver alguém do mesmo gênero em uma posição de autoridade e cuidado é empoderador e inspirador. Isso ajuda as mulheres a se sentirem mais confiantes e encorajadas a buscar ajuda profissional.

Desvantagens em ambos os casos

Limitação de perspectivas

Consultar com profissionais de ambos os gêneros pode oferecer uma gama mais ampla de perspectivas.

Identificação pessoal

Em alguns casos, uma pessoa pode sentir dificuldade em se identificar ou se conectar com um Psicólogo homem ou mulher. Isso é devido a experiências pessoais, crenças ou preferências individuais.

Estereótipos de gênero

Alguns indivíduos podem ter preconceitos ou expectativas inconscientes em relação ao papel do gênero oposto na sociedade, afetando a dinâmica terapêutica.

Viés de gênero inconsciente

Assim como qualquer profissional, um Psicólogo homem ou mulher pode ter seus próprios preconceitos inconscientes em relação a questões de gênero.

Desconforto

Alguns pacientes sentem desconforto ao compartilhar questões íntimas ou sensíveis com um Psicólogo do sexo oposto.

Palavras finais

É fundamental que os pacientes estejam dispostos a serem flexíveis e abertos em relação à escolha de um psicólogo homem ou mulher. Às vezes, é mais benéfico trabalhar com um Psicólogo que tenha uma perspectiva diferente da sua, pois isso ajuda a desafiar e expandir seus pensamentos e pontos de vista.

Em resumo, a escolha entre um psicólogo homem ou mulher é uma decisão pessoal que deve ser baseada nas necessidades e preferências individuais de cada paciente. A empatia, a identificação, a experiência, a especialização e as preferências pessoais são fatores a serem considerados, mas a competência e a ética profissional devem sempre ser priorizadas.

Existem várias perguntas-chave que você deve se perguntar ao procurar um Psicólogo. Se você está escolhendo procurar alguém com identidade de gênero específica, pode ser útil adicionar mais uma pergunta à lista: Por que o gênero do Psicólogo é importante?

O que você pode e o que não pode esperar da terapia?

É importante ter expectativas realistas sobre o que a terapia pode e não pode oferecer. A parceria colaborativa é um elementos-chave.

Uma das coisas mais úteis da terapia é a esperança que ela proporciona. Muitos homens e mulheres dizem que se sentiram melhor depois da primeira sessão, embora nada tenha realmente mudado em tão pouco tempo.

Na maioria das vezes, esses pacientes descrevem sentir-se mais esperançosos de que os problemas que trouxeram para a terapia pudessem melhorar.

Portanto, é fundamental abordar a terapia como uma parceria colaborativa entre você e seu Psicólogo. Ambas as partes devem estar comprometidas em trabalhar juntas para alcançar os objetivos estabelecidos.

O que você pode esperar da terapia?

Assim como a esperança é animadora, a decepção é desanimadora. Portanto, o que você pode esperar da terapia?

Um espaço seguro

A terapia proporciona um ambiente seguro e confidencial, onde você pode compartilhar seus pensamentos, sentimentos e experiências sem julgamento.

Autoconhecimento

Um Psicólogo qualificado vai ajudá-lo a descobrir aspectos dos quais você talvez não tenha consciência. Ele também vai ajudá-lo a reconhecer como seus padrões de pensamento contribuem para suas lutas, ou como suas reações atuais a certas pessoas se assemelham a alguns de seus primeiros relacionamentos. Esses tipos de insights ajudam a fazer mudanças importantes.

Regulação Emocional

A terapia é capaz de ajudá-lo a obter mais controle sobre como você lida com as emoções. Você aprenderá como domar a ansiedade , por exemplo, ou canalizar a raiva de maneiras mais eficazes.

Validação

A maioria dos Psicólogos é empático e afirmativo com as pessoas com quem trabalha. Mesmo que você esteja confuso ou desanimado com as coisas que sente e faz, ele vai ajudá-lo a ver que seus pensamentos, sentimentos e ações fazem sentido, dada a sua história, padrões de aprendizagem e crenças.

Autoaceitação

Praticamente todas as formas de terapia visam ajudá-lo a aceitar melhor quem você é, incluindo as partes de você mesmo das quais tem vergonha e quer renegar. Paradoxalmente, a disposição de aceitar tudo de si é um passo extremamente importante em direção às mudanças que deseja fazer.

Redução de sintomas

Quaisquer que sejam os problemas que o levaram à terapia, tenderão a melhorar: a depressão desaparece, a ansiedade diminui, o estresse se torna mais controlável e assim por diante.

Tolerância ao sofrimento

A terapia reduz o sofrimento não apenas aliviando os sintomas, mas também ajudando a fazer as pazes com os que permanecem. Você aprenderá a estar aberto à ansiedade, a liberar a resistência às quedas de humor ou a uma noite de sono ruim, ou a encontrar resiliência diante do estresse. Embora às vezes ainda sinta dor, você sofrerá menos.

Desenvolvimento de habilidades

Um Psicólogo qualificado ensinará habilidades de enfrentamento, comunicação e resolução de problemas para lidar com desafios futuros.

Abertura à vida

Assim como você aprende a se aceitar, você também aprende a aceitar as coisas como elas são. Você mudará de uma postura de afastar as coisas para uma abertura que diz tudo bem ao que a vida traz. A terapia ajuda a ver a realidade menos como uma luta e mais como uma dança, menos como uma série de problemas indesejáveis ​​e mais como uma aventura contínua.

O que você não pode esperar da terapia?

Embora a terapia seja poderosa e transformadora, há algumas coisas que ela não pode prometer.

Mudanças instantâneas

A mudança leva tempo e esforço. A terapia ajudará a fornecer as ferramentas e o suporte necessários, mas a responsabilidade de implementar mudanças na vida diária é do paciente.

Eliminação total dos sintomas

A terapia é extremamente útil, mas quase nunca elimina totalmente os sintomas. Mesmo os tratamentos mais testados, como a terapia cognitivo-comportamental (TCC), reduzem os sintomas sem aboli-los.

Mudanças forçadas

É normal sentir-se ambivalente quando se precisa fazer uma mudança importante. Você quer fazer a mudança, mas outra parte não quer. Trabalhar com um Psicólogo fornecerá apoio para o lado que se deseja mudar, mas nenhum deles fará você mudar antes de estar pronto.

Garantia de felicidade

Embora a terapia ajude a encontrar mais satisfação e bem-estar, não há garantia de felicidade absoluta. A felicidade é um processo contínuo e individual.

Mudança nos outros

Você aprenderá na terapia como lidar de maneira mais eficaz com os outros, sejam eles um filho, um chefe, um cônjuge, um pai ou qualquer outra pessoa. Mas, assim como a terapia não torna a vida mais tranquila e fácil, ela não faz com que outras pessoas se comportem. Paralelamente, você não pode fazer com que outra pessoa mude, enviando-a para terapia, caso ela não deseja fazer as mudanças que você espera.

Ter uma vida mais fácil

A terapia vai ajudá-lo a lidar com as coisas de maneira mais eficaz e até torná-la mais fácil, ajudando-o a fazer mudanças importantes. Mas, nenhuma terapia tornará a vida mais fácil. Ela é um desafio para todos, mesmo para as almas mais “bem ajustadas”, privilegiadas e iluminadas. Lidar com as dificuldades faz parte do ser humano.

Palavras finais

A terapia é uma jornada transformadora, mas é importante ter expectativas realistas. Ela fornece um espaço seguro, apoio emocional, autoconhecimento e habilidades de enfrentamento, mas não oferece respostas rápidas, soluções mágicas ou garantias de felicidade.

Abordá-la como uma parceria colaborativa e estar disposto a se comprometer com o processo são elementos-chave para obter os seus máximos benefícios.

Sinais de que a terapia está fazendo efeito

A sua terapia está fazendo efeito quando existem, principalmente, mudanças específicas na atitude e estilo de vida.

São, principalmente, as mudanças específicas em sua atitude e estilo de vida que lhe dirão se sua terapia está fazendo efeito. Veja:

As relações interpessoais melhoraram

Isso é melhor representado quando a relação com os outros começa a se fortalecer, você começa a estabelecer novos relacionamentos mais facilmente e as pessoas começam a responder às melhorias que vêem em você, incluindo-o em suas atividades.

A relação com seu Psicólogo se fortaleceu

Se você se sentir mais aberto e mais confortável para falar de suas coisas desde quando começou, então é sinal de que a terapia está fazendo efeito e você está mais disposto a resolver seus conflitos.

Geralmente, quando estamos sozinhos com nossos pensamentos, é muito fácil pensar negativamente. Toda esse pensamento negativo leva à crítica, à ansiedade e à depressão. Se você “escuta” seu Psicólogo quando ele suavemente contraria esses pensamentos a ponto de acreditar e integrá-los, então a terapia está fazendo efeito.

Sua autoestima melhorou

Esse é dos sinais mais importante de que a terapia está fazendo efeito. Você começa a descobrir o que é realmente importante para si, melhorando a autoestima. Ao invés de preencher sua autoestima apenas de fontes externas, você aprende a fazer isso a partir de dentro.

Sua tolerância emocional aumentou

A terapia ajuda a entender suas emoções porque você as experimenta de uma determinada maneira e aprende como controlá-las. Você descobre que essas emoções podem ser toleradas, ajudando na identificação das que são negativas, enquanto também aprecia emoções mais positivas.

Os sentimentos sobre os problemas mudaram

Em primeiro lugar pense no que fez você procurar a terapia. Esse evento ou experiência ainda traz os mesmos sentimentos de antes? Pergunte a sua família ou amigos próximos se eles acham que você melhorou desde que começou o acompanhamento psicológico.

Maior responsabilização por suas ações

Se você perceber que aprendeu a lidar com situações que normalmente o incomodam, então sua terapia está fazendo efeito. É possível melhorar muito se você aprender a aceitar que pode ser o único responsável pelo que sente.

Só você é responsável por seus problemas

Torna-se claro para você quais problemas são realmente seus e quais você está assumindo e que não têm nada a ver com você. Por exemplo, você pode aprender a apoiar amorosamente seu marido e ouvir suas reclamações de emprego sem atualizar freneticamente o currículo dele, ou enviar uma mensagem de texto proativa para sua mãe para que ela saiba que você não estará disponível para o seu bate-papo habitual na terça à noite, sem culpa.

O autocuidado se tornou uma prioridade

Perceber que você está começando a prestar atenção em si mesmo é um grande sinal de que a terapia está fazendo efeito. Isso pode ser tão simples quanto marcar uma massagem semanal, registrar seus pensamentos e sentimentos ou pedir ao seu chefe o aumento atrasado.

Sua saúde geral melhorou

Outro sinal de que sua terapia está fazendo efeito é a melhora na saúde física, e não apenas sua saúde psicológica. As melhorias mais comuns incluem dormir melhor, sentir-se melhor e diminuição em eventuais problemas de estômago.

Seu pensamento mudou

Você tem menos pensamentos negativos ou destrutivos e mais pensamentos positivos e construtivos. Em vez de fantasiar sobre coisas que não podem ser controladas, você está se envolvendo em um pensamento mais realista e desenvolvendo metas alcançáveis.

Seus comportamentos mudaram

Por exemplo, você está deixando hábitos indesejados para trás. Outro exemplo: você foi à terapia para trabalhar a auto-afirmação. Agora, você está tomando a iniciativa com mais frequência do que antes.

Seu Psicólogo diz que você melhorou

Essa parece ser uma maneira muito óbvia para saber se sua terapia está fazendo efeito ou não. Porém, é importante que você e seu Psicólogo elaborem um plano de tratamento, de modo que seja possível observar onde você começou, e onde você está agora. Ou seja, o Psicólogo deve ter a capacidade de lhe dizer como o vê progredindo.

O diagnóstico mudou

Uma ótima maneira de saber se você está progredindo na terapia é obter um diagnóstico que melhorou. Se você está em tratamento para depressão e você e seu Psicólogo concordam que os sintomas se dissiparam, então a terapia está fazendo efeito.

Palavras finais sobre se terapia está fazendo efeito

O tratamento eficaz causa mudanças significativas em sua vida, mas essas mudanças acontecem gradualmente ao longo do tempo, não de uma vez. A terapia que faz efeito não é um negócio único, mas pode ser de curto prazo. É claro que também existe o outro lado da moeda: quando a terapia não está mais funcionando para você.

São necessárias pelo menos quatro a oito sessões, e mais sessões podem ser necessárias se os problemas forem muitos ou complexos.

Como falar para a Psicóloga que não quer ir mais?

Se você quer falar para a Psicóloga que não quer ir mais, faça-o de forma diplomática e considere expor suas principais razões.

Se você quer falar para a Psicóloga que não quer ir mais, faça-o de forma diplomática. Considere expor suas razões para que tenha um controle sobre sua motivação. Abra um diálogo com ela, seja gentil e honesto. Além disso, se você está pronto para trocar de Psicólogo, saiba que existem recursos disponíveis.

Antes de entrarmos em como você deve falar para a Psicóloga que não quer ir mais, gostaria de abordar algumas coisas que podem surgir.

Por que os pacientes param de fazer terapia?

Colaboração, capacidade de resposta, sensibilidade à orientação sexual e crenças espirituais do paciente, todos são a chave para uma relação paciente-Psicólogo de sucesso. Talvez você:

  • Tenha encontrado um relacionamento benéfico com um Psicólogo, mas agora se sente pronto para enfrentar as complexidades da vida sem a ajuda dele, ou;
  • Talvez você sinta que seu Psicólogo não entende sua identidade cultural ou de gênero e você deseja mudar para uma diferente.

Este é um trabalho intensamente pessoal e você não vai se encaixar com todos os Psicólogos que estão por aí. Confie na sua intuição. Seja qual for o motivo, a decisão de falar para a Psicóloga que não quer ir mais ou trocar de Psicólogo está inteiramente em suas mãos.

Tem certeza que deseja parar?

Às vezes, as pessoas param a terapia em vez de falar e perguntar o que desejam dela. Sua Psicóloga está tentando ao máximo atender às suas necessidades, mas às vezes ela pode estar errada. Talvez você sinta que ela está:

  • Se concentrando na coisa errada;
  • Gastando muito tempo com o seu passado;
  • Sem entender como você está se sentindo;
  • Oferecendo pouco desafio, e você quer que eles o desafie um pouco mais.

Existem toneladas de coisas que podem não estar funcionando para você, e a Psicóloga não está ciente disso. Nós, Psicólogos, gostamos de pensar que podemos descobrir o que nossos pacientes precisam e desejam da terapia. Mas nem sempre é assim.

Portanto, mesmo que sua Psicóloga não esteja pedindo feedback, você deve estar mais do que disposto a dar isso à ela. Confie em mim, adoramos receber feedback sobre a qualidade da terapia que estamos oferecendo. Isso nos ajuda a nos tornarmos melhores.

Portanto, antes de pensar em falar para Psicóloga que não quer ir mais porque não está funcionando como você gostaria, primeiro tente perguntar à ela exatamente o que você deseja dele. Isso pode mudar tudo.

Você quer uma Psicóloga diferente?

Talvez você tenha tentado dar um feedback à sua Psicóloga e simplesmente não deu certo. Ou talvez você não queira continuar com ela porque acha que não é uma boa opção. Mas, antes de encerrar completamente a terapia, você pode experimentar outro Psicólogo.

Mesmo que você trabalhe com um Psicólogo por um tempo, pode acabar descobrindo que ele não é a melhor opção. Pode haver muitas razões para isso.

Mas o que você precisa entender é que todos os Psicólogos são diferentes. Eles não praticam da mesma maneira. Todos nós temos maneiras diferentes de olhar as coisas e tratar os problemas. Um Psicólogo incrível para seu amigo pode ser um tédio total para você.

Portanto, antes de falar para a Psicóloga que não quer ir mais, experimente outro Psicólogo que tenha um estilo diferente. Você pode encontrar o que está procurando na segunda (ou terceira) tentativa.

Talvez você só precise de uma pausa

Por mais que eu pessoalmente ame ir à terapia, às vezes preciso de uma pausa. A terapia pode ser exaustiva. O Psicólogo geralmente tentará se certificar de que nem todas as sessões sejam emocionalmente opressoras, pois os pacientes iriam se esgotar com a terapia se tiverem que fazer uma tonelada de trabalho emocional a cada sessão.

Mas, mesmo que as sessões pesadas sejam equilibradas com outras mais leves, ainda assim é totalmente aceitável querer um intervalo. Portanto, verifique com você mesmo e veja se quer apenas tirar um tempo e voltar mais tarde. Ou diga à sua Psicóloga que você não tem certeza se deseja encerrar oficialmente a terapia para sempre e que pode voltar no futuro.

Como saber se é hora de parar a terapia ?

Alguns motivos comuns pelos quais você pode falar para a Psicóloga que não quer ir mais são:

  • Você não sente mais vontade de crescer;
  • Você não está mais se sentindo desafiado pelo seu Psicólogo;
  • Você resolveu o problema inicial que o trouxe;
  • Você alcançou todos ou a maioria de seus objetivos;
  • É muito caro;
  • Há outras coisas que você gostaria de fazer com seu tempo que poderiam agregar mais valor à sua vida;
  • Você sente que não está vendo progresso ou está melhorando;
  • Você quer experimentar um profissional diferente, como um acupunturista ou um coach;
  • Você está emocionalmente exausto.

A lista pode continuar indefinidamente e você não precisa do melhor motivo do mundo para parar de consultar seu Psicólogo.

Eu realmente o encorajaria a se perguntar, e talvez discutir com seu Psicólogo, se seu desejo de parar é porque deseja evitar algum problema. E evitar é um bom motivo para parar.

Mas, é melhor ser honesto consigo mesmo e com sua Psicóloga, se esse for o motivo. Se evitar é o principal motivo pelo qual você não quer mais falar, então pode ser uma boa ideia tentar superar o desconforto em vez de fugir dele.

Como você deve parar?

Quando você decidir parar, é sempre uma boa ideia obter algum feedback da sua Psicóloga sobre o encerramento das sessões. Se você deseja encerrar a terapia, é apropriado avisá-la. Trazer o assunto pessoalmente funciona melhor porque os Psicólogos gostam de processar por que você acha que é um bom momento para parar.

Mas, se você quiser enviar um e-mail para ela em vez de falar pessoalmente, isso também funcionará. É provável que sua Psicóloga peça uma “sessão de encerramento” para finalizar as coisas, em vez de um fim abrupto.

Você não é obrigado a ter uma sessão final com ela, mas geralmente é útil se o fizer. Só não seja o que chamamos de paciente ghost! Uma sessão de encerramento é diferente para cada Psicólogo. Mas, em geral, sua Psicóloga desejará revisar o progresso que você fez.

Os Psicólogos tendem a ser mais diretos nessas sessões, explicando como viram seu progresso e onde acham que você precisa continuar trabalhando.

Os pacientes podem obter um feedback realmente valioso nessas sessões finais. É também uma chance de dizer adeus. Dizer adeus e encerrar um relacionamento importante de maneira saudável pode ser incrivelmente curador.

Na vida, nem sempre temos a chance de terminar um relacionamento de uma forma realmente deliberada e honesta. Então, falar para a Psicóloga que não quer ir mais lhe dará a chance de ver como é, caso você nunca tenha experimentado.

Às vezes, encerrar a terapia é muito emocional. Não é incomum para você ou sua Psicóloga ficar triste e até derramar algumas lágrimas. Também pode ser muito empolgante terminar este capítulo em sua vida e seguir sozinho com novas ferramentas para lidar com a situação e insights sobre quem você é.

Em resumo, ao falar para a Psicóloga que não quer ir mais, sugiro que você:

  • Descubra o “porquê” de querer parar de fazer terapia;
  • Converse com seu Psicólogo, por email ou mensagem de texto;
  • Seja honesto se você não estiver vendo benefícios;
  • Considere um “adeus consciente”;
  • Tenha um outro plano para continuar tratando seu problema;
  • Discuta o fim da terapia desde o início.

Como se sentirá depois de parar?

Você poderá sentir uma gama completa de emoções nos dias e semanas após o término da terapia, como dor e tristeza, ou você poderá sentir liberdade e liberação. É realmente diferente para cada pessoa. De qualquer modo, você realmente conseguiu algo especial com o relacionamento terapêutico.

Talvez você tenha integrado a voz da Psicóloga em suas narrativas cotidianas. Portanto, mesmo que não os veja regularmente, provavelmente pode prever o que ela dirá à você. O que é muito útil quando você está se perguntando sobre uma situação complicada.

Você também deve saber que provavelmente causou um impacto positivo nela e que ele também cresceu com a experiência. Ela se lembrará e pensará em você de tempos em tempos, bem como estará torcendo por você e esperando pelo melhor em sua vida.

Como a Psicóloga vai reagir?

É comum se preocupar com a reação à sua decisão de falar para a Psicóloga que não quer ir mais. Mas, uma boa Psicóloga sempre tem em mente os melhores interesses de seus pacientes.

Se a sua Psicóloga dificultar ou forçar você a ficar, considere isso como um alerta e comunique sua sensação. Quando você comunica o que funcionou e o que não funcionou, está ajudando os outros.

Uma boa Psicólogo vai caminhar com você por apenas parte de sua jornada, antes que você decida querer outra coisa. Em outras palavras, uma boa Psicóloga não levará sua decisão de parar de fazer terapia para o lado pessoal.

O que é e o que faz um terapeuta?

Descubra o que faz um terapeuta, como eles estudam e praticam terapia, e administrar problemas sociais, familiares e profissionais.

Um terapeuta é uma designação ampla que se refere a profissionais treinados para fornecer tratamento e reabilitação.

O termo é frequentemente aplicado a Psicólogos, mas pode incluir outros que prestam uma variedade de serviços, incluindo assistentes sociais, coaches e muitos outros.

Na grande maioria das vezes, os problemas tratados por terapeutas estão relacionados com as atividades sociais, o trabalho e as relações familiares.

Ele entra em um relacionamento de ajuda, com fronteiras e expectativas bem definidas, sobre os mais variados tipos de problemas.

Normalmente esse relacionamento continua com uma série de sessões de terapia regulares durante um período de tempo, a curto, médio ou longo prazo.

Alguns terapeutas estudaram e exercem a terapia, e essa é sua prática inteira e exclusiva.

Outros profissionais que também estudaram terapia podem ter outras profissões:

  • Medicina de família;
  • Psiquiatria;
  • Psicologia;
  • Serviço social;
  • Enfermagem;
  • Terapia ocupacional ou;
  • Cuidado pastoral.

Eles se chamam terapeutas se a terapia for o principal trabalho que fazem, mesmo que sua formação seja em outra profissão. Ou eles ainda podem se chamar, por exemplo, de Médico ou Psicólogo, mesmo oferecendo serviços de terapia.

Quem é o público-alvo dos terapeutas

Os terapeutas podem desenvolver um contrato formal ou informal para trabalhar com:

  • Pessoas;
  • Casais;
  • Famíias ou;
  • Empresas.

Assim, qualquer terapeuta que você escolher terá estudado apenas uma (ou algumas) das muitas formas de terapia, e trabalhar com apenas certas idades e configurações de clientes.

Razões para consultar um terapeuta

Existem muitas razões pelas quais buscar um terapeuta.

A experimentação negativa de sintomas relacionados a uma condição de saúde mental é uma das principais razões pelas quais as pessoas decidem consultá-lo.

Outras razões também incluem:

  • Ansiedade;
  • Problemas de comportamento;
  • Depressão;
  • Dificuldade em lidar com as mudanças da vida;
  • sintomas de transtorno alimentar;
  • Sentimentos de solidão;
  • Sentimentos de inutilidade;
  • Pesar;
  • Baixa autoestima;
  • Pensamento negativo;
  • Problemas para lidar com uma doença crônica;
  • Problemas para dormir;
  • Dúvidas sobre sexualidade ou identidade de gênero;
  • Problemas de relacionamento;
  • Problemas sociais;
  • Estresse;
  • Problemas com substâncias ou álcool;
  • Pensamentos de suicídio ou automutilação;
  • Trauma.

No entanto, é importante lembrar que qualquer pessoa que esteja passando por estresse ou que queira superar um problema que possa estar atrapalhando pode se beneficiar.

Você não precisa esperar até que algo esteja lhe causando sofrimento significativo ou interferindo em sua capacidade de funcionar para estender a mão.

Impacto dos terapeutas

Um terapeuta ajuda as pessoas a fazerem mudanças positivas na vida.

O impacto que ele pode causar depende de uma série de fatores, incluindo a gravidade de seus sintomas e o tipo de tratamento que você precisa.

Algumas maneiras pelas quais você pode se beneficiar incluem:

  • Adotar hábitos que levem a uma melhor saúde física e mental;
  • Construir uma melhor consciência de seus próprios pensamentos e como esses pensamentos determinam para seus comportamentos;
  • Explorar suas ações e pensamentos por uma perspectiva diferente;
  • Sentir-se apoiado e compreendido;
  • Obter maior percepção sobre suas experiências e comportamentos;
  • Ganhar maior autoconsciência;
  • Melhorar seu relacionamento com os outros;
  • Aprender novas habilidades de enfrentamento que o ajudarão a gerenciar o estresse de maneira mais eficaz;
  • Compartilhar seu medo, fardos e preocupações com uma pessoa neutra e atenciosa.

Quão eficaz é uma terapia?

A terapia é eficaz no tratamento de condições de saúde mental.

Comparada aos medicamentos, ela tem menos efeitos colaterais e menores taxas de recaída quando interrompida.

Também ajuda as pessoas a desenvolver novas habilidades de enfrentamento que promovem a resiliência.

Simplificando o que é um terapeuta

O que mais importa para você como paciente de terapia é que a pessoa que lhe fornece os serviços tenha sido bem treinada, seja exclusivamente ou em adição a qualquer outra profissão.

Para sua proteção, o terapeuta deve seguir padrões de prática e procedimentos de disciplina.

Qualquer terapeuta deve estar disposto a discutir sua formação e treinamento profissionais com você.

Por que seu Psicólogo te responde com outras perguntas?

Descubra porque o Psicólogo te responde com outras perguntas. Entenda como isso extrai questões incumbidas na dúvida inicial.

Você já se perguntou por que seu Psicólogo não responde às suas perguntas? Ou por que ele às responde com outras perguntas? Mais importante ainda, qual é o objetivo?

Brincar com perguntas durante uma sessão de terapia online é uma parte importante do trabalho, mas sem alguma transparência quanto ao por que isso é importante pode acarretar em confusão e desanimo.

Entender porque perguntas são feitas precisa ser um processo colaborativo e exploratório, e não uma tarefa de “gato e rato”.

Por que o Psicólogo não responde diretamente às suas perguntas?

O Psicólogo está buscando entender sua dúvida

Às vezes, você faz perguntas sobre si, sobre a terapia, sobre o que deve fazer em uma determinada situação, e o Psicólogo o responde fazendo outra pergunta.

Ele faz isso para esclarecer uma situação. Isso ajudará a extrair outras questões e preocupações que você não verbalizou, mas que estão implícitas na dúvida inicial.

Se ele conseguir esclarecer a natureza da pergunta, poderá dar-lhe uma resposta honesta e direta.

O Psicólogo que descobrir a “pergunta por trás da pergunta”

Quando os pacientes fazem perguntas mais pessoais, como se é casado, onde mora, etc., o Psicólogo tem a sensação de que a pergunta não é realmente sobre essa questão.

Em vez disso, a pergunta é sobre algo muito mais profundo, como:

  • “Você se identifica comigo?”;
  • “Você entende o que estou passando?”;
  • “Você me entende de uma forma realmente profunda?”
  • “Estou ansioso, portanto você é capaz de me entender?”;
  • “Você vai gostar de mim?”;
  • “Você vai me rejeitar se não tivermos algum ponto em comum?”

Na terapia online, o Psicólogo quer chegar à pergunta por trás da pergunta, porque isso o ajuda a entender o que realmente te preocupa.

Se ele entender o que realmente preocupa um paciente, poderá tornar a terapia mais eficaz e mais útil.

O Psicólogo quer te “ensinar a pescar”

Existe aquele velho ditado: Dê um peixe a alguém e ele comerá por um dia. Ensine alguém a pescar, ele comerá para o resto da vida.

Quando os pacientes fazem perguntas ao Psicólogo eles esperam respostas imediatas porque precisam resolver rapidamente um problema.

Podemos pedir conselhos aos nossos amigos, familiares e entes queridos. Às vezes seguimos esse conselho, apenas para perceber mais adiante que ele não nos ajudou.

Para você aprender como se alimentar, o Psicólogo vai incentivá-lo a realmente refletir sobre sua dúvida. Às vezes, a própria questão é parte do problema.

Talvez você não esteja fazendo as perguntas certas, e o Psicólogo quer ajudá-lo a fazer perguntas muito mais profundas sobre o problema.

O Psicólogo se sentiu desconfortável

Em alguns casos, o Psicólogo não se sente confortável em responder determinadas perguntas, pois isso desvia o foco de você e do seu problema.

Um bom Psicólogo será honesto e te informará. Ele ou ela dirá: “Entendo que há razões pelas quais você está me fazendo essa pergunta, e certamente deveríamos passar algum tempo conversando sobre quais são as razões. Mas, no momento, não me sinto confortável em respondê-la.”

O Psicólogo quer se focar em você

O Psicólogo sempre quer colocar o foco em você e, no máximo, no relacionamento. A interação e o relacionamento que vocês estabelecem é uma grande fonte de informação.

Mas, em última análise, a decisão de qualquer terapia recai sobre você se comprometendo a fazer mudanças.

Palavras finais

Estes são os principais motivos pelos quais seu Psicólogo não responde diretamente às suas perguntas durante a terapia.

É importante deles é o mais aceitável para você, qual o deixa mais desconfortável e a qual você é aberto.

O que quero dizer é que a forma como você se relaciona com seu Psicólogo ao explorar suas questões precisa ser semelhante à terapia em geral.

A terapia deve tirar você da sua zona de conforto e, ao fazê-lo, expandi-la. E isso, por si só, é um grande motivo pelo qual seu Psicólogo não reponde diretamente à sua pergunta.

Quando optar entre a terapia individual e a terapia de casal?

Em última análise, a decisão entre terapia online individual e terapia online de casal depende de suas necessidades e objetivos específicos.

Tomar a decisão de procurar terapia online é assustador, especialmente quando enfrentamos desafios no relacionamento romântico.

Se você não tem certeza se precisa de terapia online individual ou de terapia de casal online, então continue lendo para aprender as diferenças entre essas duas modalidades.

É importante observar que diferentes Psicólogos online empregam diferentes abordagens terapêuticas.

Terapia online individual

A terapia online individual é uma jornada profundamente pessoal e exploratória.

Ela investiga aspectos inconscientes, de modo que os pacientes descubram aspectos de si mesmos e dos quais não estavam conscientes.

Durante as sessões de terapia online individual, os pacientes embarcam em um processo muito íntimo de autodescoberta e autointegração, conectando holisticamente as diferentes partes internas de si mesmos em um todo.

Por meio de sessões individuais com o Psicólogo online, os pacientes encontrarão locais de auto-apoio, ganharão autoconfiança e uma sensação de controle sobre suas vidas.

Este processo envolve lidar com questões da infância e reavaliá-las a partir da perspectiva adulta, aprendendo simultaneamente sobre si mesmo, estabelecendo uma relação amorosa com esta “criança interior” e, portanto, com a própria infância. Tanto real, como aconteceu, quanto a infância.

A terapia online individual também consiste em encontrar satisfação na vida, superar emoções negativas e torná-las mais controláveis, bem como compreender a própria constituição e peculiaridades psicológicas, apesar das contínuas dificuldades externas.

Outro aspecto importante da terapia online individual é o luto, um processo que envolve abandonar experiências passadas e reconciliar-se com a realidade.

O luto, portanto, consiste em aceitar a si mesmo, a sua família e as suas limitações, permitindo uma compreensão mais realista da vida, das habilidades e das possibilidades.

O resultado de conhecer e aceitar os próprios limites, individualidade e absorver diversas experiências de vida, inclusive as traumáticas, ajuda a construir relacionamentos prósperos com outras pessoas.

Vantagens da terapia ONLINE individual:

  • Autoexploração e compreensão profunda;
  • Crescimento e desenvolvimento pessoal;
  • Descoberta de padrões e comportamentos inconscientes;
  • Luto e abandono do passado;
  • Aumento da autoaceitação e autopercepção realista;
  • Superação de emoções negativas e trauma(s) que influenciam o presente.

Terapia de casal online

A terapia de casal online, por outro lado, concentra-se na resolução de conflitos e na melhoria da comunicação entre os parceiros.

Ela tem, como objetivo, promover uma melhor compreensão mútua e desenvolver as competências necessárias para chegar a acordos dentro do casamento.

Até mesmo decidir o que discutir numa sessão específica requer acordo mútuo. A prática para chegar a esse acordo se torna, portanto, um valioso exercício de comunicação.

Algumas sessões online são dedicadas exclusivamente a formular e ouvir as expectativas de cada um, destacando as diferenças individuais.

Descobrir essas diferenças não é algo negativo. Na verdade, elas ajudam os casais a reconhecerem e apreciarem a singularidade de cada um dos parceiros.

Emoções autênticas surgem rapidamente durante a terapia de casal online, proporcionando uma oportunidade de trabalhá-las juntos.

Um lugar especial é dado à análise e ao trabalho com a raiva , pois é um marcador muito significativo que surge quando duas pessoas se encontram e descobrem que têm um conflito de interesses.

Aprender a lidar com a raiva e a decepção de um parceiro é uma parte importante da terapia de casal online.

Em contraste com a terapia online individual, na terapia online de casais são exploradas questões pessoais, tomadas de decisão e comportamentos que influenciam o relacionamento, bem como a resistência a mudanças que dificultam o crescimento e a transformação pessoal.

Um dos principais objetivos da terapia de casal online é criar sincronicidade no relacionamento.

Além disso, a terapia online de casal também permite que tanto o Psicólogo quanto o casal observem a dinâmica durante a sessão, o que sempre reflete seu comportamento fora da sessão.

Tanto na terapia online individual quanto na terapia online de casal, a regularidade é fundamental.

O atendimento consistente e o envolvimento com o processo terapêutico produzem os melhores resultados.

Vantagens da terapia de casal ONLINE:

  • Melhora as habilidades de comunicação e resolução de conflitos;
  • Maior compreensão e empatia pelo seu parceiro;
  • Identifica e aborda a dinâmica do relacionamento;
  • Define e trabalha em prol de objetivos compartilhados;
  • Cria sincronicidade e harmonia no relacionamento;
  • Gestão das emoções que antecedem o presente;

Em última análise, a decisão entre terapia online individual e terapia online de casal depende de suas necessidades e objetivos específicos.

Consulte um Psicólogo online especializado nessas áreas para determinar a melhor escolha.

A terapia é uma jornada pessoal, mesmo quando feita em casal, que, além de resolver desafios, proporciona um aprendizado muito gratificante.

Portanto, encontrar o Psicólogo online certo é essencial para o seu crescimento e bem-estar.

Como a terapia online por mensagens de texto pode te ajudar?

A terapia online por mensagens de texto é real e muitas pessoas descobrindo como ela é eficaz no tratamento de condições de saúde mental.

Hoje em dia, fazemos praticamente qualquer coisa por meio do telefone celular: verificar e-mails, mensagens de texto, enviar fotos para um amigo e pagar contas.

E, agora, o telefone celular também desempenha mais um papel importante no tratamento da saúde mental: a terapia online por mensagens de texto.

Mas será que o telefone celular é uma fonte de terapia online real, transformadora e de apoio à saúde mental?

Se você nunca ouviu falar de terapia online por mensagens de texto, ela é real, e muitas pessoas estão começando a descobrir como ela é eficaz no tratamento de certas condições de saúde mental.

A terapia online por mensagens de texto está crescendo em popularidade, especialmente para aqueles que procuram suporte imediato.

Ela significa simplesmente realizar suas sessões por meio de interfaces de mensagens, que podem ser mensagens de chat, e-mails ou mensagens de áudio por meio de seu telefone ou computador.

A terapia online por mensagens de texto é a opção mais conveniente para muitos indivíduos.

Embora não sirva para situações de emergência, ela é mais um canal de comunicação para progredir nas sessões e no próprio ritmo do paciente.

Ela oferece a possibilidade de se encontrar com um Psicólogo conforme a necessidade.

Com o surgimento dos atendimentos online, cada vez mais pessoas estão usando a terapia online por mensagens de texto para tratar uma série de problemas de saúde mental, desde ansiedade até transtornos alimentares.

Para muitos, enviar mensagens de texto para um Psicólogo é mais confortável do que falar em uma consulta presencial.

Vantagens da terapia online por mensagens de texto

A importância dessas vantagens varia de acordo com cada pessoa. Uma possível vantagem é que a descoberta de que esse tipo de atendimento é coberto por um plano de saúde.

Ou, para aqueles que não tem um plano de saúde, um atendimento por um custo menor.

Aqui está uma breve visão geral das vantagens da terapia online por mensagens de texto:

Ser atendido sem precisar sair de casa

Iniciar a consulta com um Psicólogo online é difícil para algumas pessoas.

Pode ser que alguém viva com ansiedade social e não queira sentar-se na frente de um estranho para falar sobre seus sintomas.

Outros têm uma agenda muito ocupada, sem tempo para marcar mais uma consulta, enquanto alguns têm filhos pequenos em casa para os quais não conseguem encontrar uma babá e não podem deixá-los sozinhos.

Ainda assim, há aqueles que vivem em áreas que não têm uma grande população de profissionais de saúde mental disponíveis para apoio.

Todos esses são exemplos de por que algumas pessoas preferem a terapia online por mensagens de texto em vez da presencial.

A terapia online por mensagens de texto dá à pessoa a oportunidade de se comunicar com um Psicólogo online no conforto de sua casa ou em qualquer outro local que seja conveniente.

Oportunidade de processar melhor as respostas

Quando você está sentado na frente de um Psicólogo para uma sessão presencial e que só tem 30 ou 60 minutos no total, pode parecer que a pressão por falar algo só aumenta.

Isso dificulta o processamento de informações e de responder honestamente às perguntas que lhe são feitas.

Ao usar a terapia online por mensagens de texto, você pode reservar um tempo a mais para pensar nas perguntas, facilitando a comunicação. Afinal, as informações fornecidas são fundamentais.

A terapia online por mensagens de texto também permite respostas mais perspicazes às perguntas e comentários do Psicólogo.

Falar sobre coisas difíceis

Algumas pessoas se comunicam melhor com palavras escritas do que verbalmente.

Anotar as coisas e reservar um tempo para pensar sobre as respostas do Psicólogo online faz diferença na hora de processar e responder às perguntas.

As perguntas o ajudarão a refletir sobre suas memórias, situações e chegar a revelações de coisas que podem ser feitas de forma diferente.

Você também pode enviar mensagens ao seu Psicólogo online a qualquer momento.

Ele pode não ser capaz de responder imediatamente, mas você pode escrever.

Rever facilmente a conversa

Durante uma sessão presencial, o Psicólogo faz anotações durante o tempo que passam juntos.

No entanto, você, como paciente, geralmente não toma notas sobre o que está acontecendo.

No final do dia, após o término da sessão, você pode ter dúvidas sobre as coisas que foram ditas. Portanto, se você não tiver anotações, não poderá consultá-las.

A terapia online por mensagens de texto permite que você releia a conversa que teve.

Ela permite rever o que foi discutido nas sessões, bem como as informações fornecidas, de modo a reprocessá-las por meio de uma nova perspectiva, se necessário.

Sentir-se menos julgado

Algumas pessoas se sentem menos julgadas ao conversar por mensagens do que ao conversar pessoalmente.

Um Psicólogo online nunca deveria julgá-lo, não importa o tipo de terapia que esteja fazendo. Mas, o paciente, pode sentir-se julgado ao enfrentar muitas emoções difíceis, como vergonha e culpa.

Só a ideia de que podem ser julgadas com severidade faz com que algumas pessoas se calem durante uma sessão.

Quando essas mesmas pessoas estão conversando na terapia online por mensagens de texto, elas ficam menos preocupadas com o julgamento e falam mais abertamente.

É muito mais fácil digitar seus pensamentos e sentimentos do que falar pessoalmente ou por meio de uma videochamada.

Mais conforto e segurança

Sessões de terapia online levam as pessoas para fora de sua zona de conforto.

A maioria delas não se sentem naturalmente confortáveis em falar sobre seus sentimentos e emoções com estranhos.

No entanto, terapia online por mensagens de texto oferece a oportunidade para um maior nível de conforto e segurança do que se encontra na terapia presencial.

Os pacientes sabem que ninguém os vê na terapia online por mensagens de texto, o que os ajuda a se sentirem mais confortáveis.

Algumas pessoas também preferem enviar mensagens porque não querem serem vistas entrando e saindo de um consultório.

Isso se deve aos estigmas que cercam a saúde mental e as impedem de obterem a ajuda de que precisam.

As limitações da terapia online por mensagens de texto

A terapia online por mensagens de texto não é uma abordagem ou tratamento de saúde mental que serve para todas as situações.

Por exemplo, se você gosta de terapia de grupo, grupos de apoio ou sessões por videochamada, então ela não é a melhor opção.

Existem também algumas limitações sobre que tipo de transtornos podem ser tratados adequadamente por meio da terapia online por mensagens de texto.

Ela ajuda muitas pessoas a lidar com coisas como ansiedade, depressão, tristeza e problemas de relacionamento.

Cabe ao Psicólogo online escolhido ajudá-lo a determinar se a terapia online por mensagens de texto é adequada para você, ou se a terapia presencial é mais adequada.

Aqui estão algumas das limitações da terapia online por mensagens de texto:

Você não receberá nenhuma receita

Alguns transtornos de saúde mental exigirão o uso de medicamentos para ajudar a aliviar os sintomas, e os Psicólogos não podem prescrever medicamentos.

Para este tipo de intervenção, você deverá consultar um médico, especialmente um Psiquiatra.

Não há como avaliar o seu tom de voz

Os Psicólogos são capazes de perceber coisas que seus pacientes estão tentando comunicar ao prestar atenção no seu tom de voz durante a terapia presencial, ou mesmo por meio de mensagens de áudio e videochamada.

Neste caso, o que importa, não são as palavras que são ditas, mas como são ditas.

A terapia online por mensagens de texto elimina a possibilidade do Psicólogo online de captar pistas sutis.

Tudo o que ele tem para trabalhar são as palavras que o paciente digita em cada mensagem sendo, portanto, incapaz de detectar mudanças nas emoções.

Os sinais não-verbais são perdidos

Os Psicólogos também são capazes de captar sinais não-verbais quando se reúnem para sessões presenciais ou por meio de videochamada.

É como ler a sua linguagem corporal quando você entra no consultório ver a sua postura mudar quando fala sobre uma situação diferente.

Na terapia online por mensagens de texto você parecerá indiferente ao enviar uma mensagem ao seu Psicólogo online, mas sua linguagem corporal mostra suas verdadeiras emoções, como se sentir fechado ou vulnerável.

A terapia online por mensagens de texto funciona?

Conforme descrito neste artigo, certas tecnologias estão a ser cada vez mais utilizadas na área de saúde mental.

Enviar mensagens a um profissional de saúde por meio de terapia baseada em texto proporciona melhores resultados e aumenta o envolvimento com as lições de casa, reforçando as habilidades aprendidas.

A terapia online por mensagens de texto também facilita e complementa uma abordagem global de saúde mental.

A terapia online por mensagens de texto é a melhor opção para você?

Não há dúvida de que a terapia online por mensagens de texto é conveniente e menos ameaçadora ou arriscada.

Isso não significa, no entanto, que seja a modalidade certa para você.

Ao escolher um Psicólogo online, é importante reservar um tempo para encontrar o profissional certo, na plataforma certa, que atenda às suas necessidades e ao seu estilo de vida.

Aqui estão algumas dicas de que a terapia online por mensagens de texto é uma boa opção para você:

  • Você está sempre no seu telefone ou computador;
  • Você é muito ocupado para se comprometer com um horário regular para as sessões;
  • Você se sente mais confortável em expressar a si mesmo e seus sentimentos por meio de palavras;
  • Você está de acordo com o preço das sessões;

Por outro lado, se terapia online por mensagens de texto não funcionar, então é porque há uma incompatibilidade de plataforma, o formato, ou o profissional.

Aqui estão algumas maneiras de saber se a terapia online por mensagens de texto está funcionando para você:

  • Você se sente melhor depois de se comunicar com o Psicólogo online;
  • Você usa a plataforma regularmente;
  • Você se sente bem com o preço pago pelas sessões;
  • Você se refere ao seu Psicólogo online pelo nome;
  • Você busca ativamente se preparar para as sessões com o Psicólogo online;
  • Você sente que está progredindo.
  • Você conta a outras pessoas sobre o impacto que a terapia online por mensagens de texto tem sobre você.

Resumindo, se a plataforma está causando um impacto positivo em sua vida, então ela está funcionando e vale o investimento de tempo e dinheiro.

Palavras finais sobre a terapia online por mensagens de texto

A terapia online por mensagens de texto é uma excelente opção para aqueles que não querem fazer as sessões presenciais tradicionais.

Ainda que não seja uma solução perfeita, ela é uma possibilidade que facilita o tratamento.

Também é uma opção mais acessível para quem não tem um plano de saúde.

Encontrar o melhor Psicólogo online nem sempre é fácil, mas vale a pena investir seu tempo.

Ele pode ajudá-lo em sua jornada para melhorar a saúde mental e o seu bem-estar geral.

Com que frequência você deve fazer sessões de terapia online?

Determinar a frequência ideal para sessões de terapia online é personalizado, dependendo das necessidades e circunstâncias do paciente.

Uma das perguntas mais comuns que recebo de novos pacientes é: “com que frequência devo fazer minhas sessões de terapia online?”

Não há certo ou errado no que diz respeito à frequência das sessões de terapia.

Ao contrário da crença comum, a terapia não é aplicada como uma “solução única, para todos”.

Cada indivíduo tem seu conjunto único de desafios e precisará de uma abordagem de tratamento personalizável para suas situações específicas.

Porém, antes de tomar qualquer decisão sobre a frequência com que fará terapia online, é altamente recomendável conversar com um Psicólogo.

Durante sua consulta inicial, ele dedicará um tempo para conhecer você e suas dificuldades.

É importante notar que a frequência das sessões de terapia online não é necessariamente uma “garantia” de que seus problemas serão resolvidos dentro do número especificado de sessões, mas sim uma estimativa baseada nas experiências anteriores do Psicólogo.

Algumas advertências

Fatores mitigantes

As recomendações de frequência para fazer sessões de terapia online depende de cada paciente, individualmente.

Ou seja, uma recomendação geral não é aplicável.

No entanto, algumas das razões pelas quais um Psicólogo modifica à frequência incluem:

  • Situação financeira do paciente: ele pode pagar os honorários do Psicólogo? Ele tem fontes alternativas de financiamento?
  • Circunstâncias: ele têm tempo para participar da terapia online na frequência recomendada?
  • Circunstâncias extraordinárias: existem barreiras sistêmicas que impedem a participação no esquema terapêutico sugerido?

A importância da colaboração

Além disso, embora o Psicólogo tenha uma ideia sobre qual frequência é a melhor para um paciente, esta recomendação deve incorporar colaboração.

Qual a opinião do paciente? Ele concorda ou acredita que uma frequência diferente seria mais apropriada?

A importância da revisão

A frequência das sessões de terapia online muda ao longo do tempo.

Uma situação típica é que os pacientes compareçam com mais frequência no início e, à medida que os ganhos são obtidos, o tempo entre as sessões aumenta.

Isto promove a confiança do paciente e aumenta suas habilidades de enfrentamento.

De tempos em tempos, é fundamental revisar o cronograma de terapia online com o Psicólogo.

Ela ainda está atendendo às suas necessidades?

Os Psicólogos variam na quantidade de tempo disponível para atendimento ao longo do ano, influenciando a frequência das sessões.

Os motivos incluem:

  • Período de férias;
  • Doenças eventuais;
  • Fatores da vida pessoal, como por exemplo, cuidados com crianças, idosos, morte de entes queridos, outras circunstâncias da vida;
  • Fatores adicionais, como feriados, eventos climáticos, etc.

Agendamento

Alguns Psicólogos têm todos ou a maioria de seus pacientes em um horário fixo, enquanto outros são mais flexíveis.

Há, ainda, aqueles que oferecem uma combinação de ambos.

Obviamente, fatores como procrastinar o agendamento ou faltar às sessões interferem na frequência ideal da terapia online.

Os Psicólogos também devem ter suas agendas abertas com antecedência suficiente para que os pacientes se planejem adequadamente.

Recomendação de frequências

Vamos analisar mais de perto por que determinadas frequências de sessões de terapia online são mais recomendadas do que outras.

É claro que o que funciona para um pode precisar ser modificado, dependendo da situação e dos fatores mencionados acima.

E, como quase tudo na vida, não existem regras rígidas e rápidas.

A situação de cada paciente é única, assim como as recomendações.

Uma vez por semana

As sessões semanais são as mais comuns para pacientes que estão iniciando na terapia online.

Reunir-se semanalmente com um Psicólogo permite que ambos co-criem a jornada.

As sessões semanais de terapia online ajudam a desenvolver habilidades relacionadas à comunicação, enfrentamento e atenção plena, junto com muitas outras.

Essas habilidades se desenvolvem em qualquer frequência, mas a frequência semanal faz com que essas habilidades “peguem” muito mais cedo!

Depois de algum tempo nessa rotina, paciente e Psicólogo conseguem tomar a melhor decisão para aumentar ou diminuir a frequência da sessão.

  • Proporciona um apoio mais intensivo, muitas vezes relacionado com sofrimento/crise intensa, situações de vida altamente desafiadoras ou preocupações de saúde mental mais agudas;
  • Oferece uma abordagem mais intensiva, de modo a acelerar os ganhos terapêuticos;
  • Para quem está começando na terapia online, deseja desenvolver a aliança terapêutica mais rapidamente e busca um crescimento precoce;
  • Indicado para quem está passando por uma fase difícil e precisa se beneficiar de um suporte extra.

Uma vez a cada duas semanas

As sessões quinzenais são praticamente o mesmo das sessões semanais, mas ocorrem quinzenalmente.

Alguns pacientes consultam-se com seus Psicólogos a cada duas semanas, dependendo de suas necessidades terapêuticas.

Isso também é benéfico se ele estiver pagando do próprio bolso ou apenas precisar de um check-in quinzel.

O paciente obtém benefícios semelhantes às sessões semanais, mas com um pouco mais de tempo para o processamento.

Isso significa que ele terá um pouco de lição de casa extra para fazer entre as sessões de modo a mantê-lo responsável por sua jornada terapêutica.

  • Proporciona crescimento constante e sustentado, o suficiente para ganhar impulso, mas não tanto apoio que torne difícil avaliar se o enfrentamento pessoal está ou não melhorando;
  • Para quem está enfrentando um nível moderado a alto de estresse na vida, problemas de saúde mental ou circunstâncias desafiadoras;
  • Para quem quer trabalhar questões mais profundas ou antigas de forma dedicada.

Uma vez por mês

As sessões mensais são ótimas para quem progrediu na maior parte da jornada terapêutica e só precisa de suporte mensal.

A maioria dos Psicólogos não recomendará esta opção até sentir que o paciente está bem o suficiente para fazê-lo.

Começar com tão pouca frequência torna mais desafiador obter o suporte necessário ao desenvolver novas habilidades.

  • Pacientes que querem mais espaço para trabalharem em seus objetivos;
  • Aqueles que fizeram mudanças por meio da terapia online e dos quais se orgulham;
  • Pacientes que estão se sentindo mais confiantes em suas habilidades de enfrentamento;
  • Pacientes que reconhecem que os principais aspectos da sua situação melhoraram.

Conforme o necessário

Sessões de terapia online conforme o necessário variam em frequência.

Normalmente, elas começam depois do paciente ter passado por uma terapia online de curto ou longo prazo, mas também é usada por aqueles que não têm necessariamente quaisquer problemas de saúde mental.

Em uma semana, pode-se consultar o Psicólogo duas vezes e depois passar algumas semanas ou meses sem ele.

  • Pacientes que já alcançaram vários de seus objetivos;
  • Pacientes que desejam manter os ganhos;
  • Pacientes que valorizam a conexão com o Psicólogo, de uma forma que os ajude a se sentirem encorajados e afirmados;
  • Pacientes que estão procurando um check-in periódico para “se manterem no caminho certo”;
  • Pacientes que estão buscando soluções esporádicas.

Embora alguns pacientes compareçam com uma frequência superior a uma vez por mês, isso não é ideal.

Com uma frequência tão espaçada, a primeira parte da sessão sera gasta na reorientação para as circunstâncias atuais, e que mudaram desde a última sessão.

Assim, haverá menos tempo para trabalhar com os problemas atuais.

Palavras finais

O recomendado é iniciar com sessões semanais durante 4 a 6 semanas, independentemente de você estar sendo proativo ou trabalhando em um desafio específico.

No entanto, em situações de crise, várias sessões por semana serão necessárias para estabilizar a situação.

Realizar as primeiras 4 a 6 sessões semanais são importantes porque duas coisas estão acontecendo:

  1. Conhecer seu Psicólogo, como ele trabalha e se você se sente confortável. Veja se pode confiar na orientação e nos insights que ele apresenta, se considera que as respostas e a forma de trabalhar são úteis. Se essa confiança não existir, você não obterá o retorno do investimento;
  2. Seu Psicólogo precisa saber tudo sobre você e o que o levou à terapia online. Ele está coletando informações sobre sua história, sua família, sua saúde, sua rede de apoio e suas estratégias atuais de enfrentamento por meio do que você diz e do que não diz.

Depois que construírem confiança e um bom relacionamento, vocês poderão decidir juntos o que será melhor em termos de frequência de sessão.

Por outro lado, se você já faz terapia e acha que seu Psicólogo está recomendando uma frequência que não faz sentido para você, fale!

Se não estiver satisfeito com a resposta dele, faça uma pausa ou escolha outro Psicólogo.

O que considerar e quanto custa uma terapia online?

Embora os custos e taxas possam variar, a maioria dos pacientes afirma que a terapia online é mais acessível do que a terapia presencial.

Em um mundo cercado por tanta tecnologia, não é surpresa que muitas pessoas estejam se beneficiando das sessões de terapia online como alternativa à terapia presencial.

A terapia online é uma ótima opção para aqueles que não têm acesso ao atendimento presencial, ou desejam mais flexibilidade em seus planos de tratamento.

Embora ela ofereça muitas vantagens, é importante compreender o custo desses serviços antes de tomar qualquer decisão.

Ela, assim como a terapia presencial tradicional, varia de custo dependendo do tipo de serviço que você precisa.

Alguns Psicólogos oferecem atendimento com preços variáveis, o que significa que o custo do tratamento depende de sua renda e de outros fatores.

Dada a ampla gama de preços, é importante pesquisar diferentes profissionais antes de se comprometer com algum.

No geral, o custo da terapia online tende a ser mais acessível do que o presencial porque os Psicólogos não precisam pagar aluguel, luz e outros custos de um consultório.

Além disso, há Psicólogos que oferecem terapia online mediante um pacote de sessões.

Os pacotes são benéficos para aqueles que pretendem economizar algum dinheiro ao longo do tempo, caso queira participar de várias sessões.

Embora a terapia online seja mais acessível do que a presencial, há algumas coisas importantes a serem consideradas.

Por exemplo, você precisa certificar-se de que o Psicólogo tem sua inscrição no Conselho Regional de Psicologia ativo, bem como esteja qualificado para fornecer serviços de terapia online.

Também é importante entender como o pagamento é processado.

Enquanto alguns aceitam planos de saúde, outros aceitam apenas cartões de crédito ou outras formas de pagamento.

No geral, a terapia online é uma maneira fantástica de melhor sua saúde mental sem sair de casa.

Embora os custos e taxas possam variar, a maioria dos pacientes afirma que a terapia online é mais acessível do que a terapia presencial.

Com a pesquisa certa e um pouco de conhecimento, você pode aproveitar ao máximo essa forma conveniente de atendimento.

Como funciona a terapia online?

A terapia online é uma forma de terapia na qual você se comunica com um Psicólogo licenciado, pela internet.

Este tipo de terapia é fornecida por mensagem de texto, videochamada ou telefone.

Durante a sessão, você discutirá com ele os desafios e dificuldades que está enfrentando e, então, ele criará um plano de tratamento e o apoiará durante o processo.

A terapia online é uma forma eficaz de receber cuidados de saúde mental sem ter que comparecer fisicamente à um consultório.

Ele é mais conveniente porque pode ser feito a qualquer hora do dia ou da noite, no conforto da sua casa.

Ao invés de ficar restrito a Psicólogos em sua região, você poderá acessar uma gama mais ampla de profissionais, de qualquer lugar do mundo.

Se você está pensando em iniciar uma terapia online, pense sobre que tipo de atendimento precisa e pesquise.

Ao encontrar um Psicólogo online, pergunte sobre suas qualificações, honorários e o tipo de tecnologia que utiliza.

Você também deve certificar-se de que seus serviços sejam seguros e privados, de modo que você se sinta seguro ao discutir suas questões pessoais.

Por que não considerar a terapia online hoje?