3 maneiras de como mudar a si mesmo

Homem deitado no chão admirando a luz de uma vela

Categoria: Felicidade

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Você está se sentindo desanimado com sua vida? Se envolve em hábitos que deseja parar? Quer que sua vida se mova em uma direção diferente e precisa descobrir como mudar a si mesmo?

Independentemente se você está tentando parar de fumar, quer iniciar aquele negócio com o qual sempre sonhou, ou ser mais aberto e aceitar o que a vida traz, há 3 coisas que você pode fazer para começar a mudar a si mesmo e a vida.

O primeiro e mais importante passo para mudar sua vida é mudar seus pensamentos.

Os pensamentos geralmente vêm antes das emoções e ações. E dependendo de quais são eles, podemos experimentar emoções diferentes e escolher ações diferentes.

Leia também:  15 dicas para aumentar seu bem-estar e felicidade

Por exemplo, digamos que você está tentando parar de fumar:

  1. Antes de realmente fumar um cigarro, há o pensamento em querer um cigarro;
  2. Pode-se então, tentar racionalizar por que fumar um cigarro agora é uma boa ideia (mais pensamentos);
  3. Pode-se pensar em sair para uma pausa para fumar;
  4. As emoções surgem em seguida;
  5. Por fim, vem então o comportamento (fumar o cigarro).

Dado que os pensamentos guiam nossas ações, mudar nossos pensamentos de maneiras específicas facilita a mudança.

Aqui estão algumas estratégias que podem ajudá-lo a começar.

Publicidade

Mude sua mentalidade

Uma mentalidade de crescimento pode ser uma das mentalidades mais benéficas para mudar ou melhorar sua vida.

Com ela é possível acreditar que o trabalho duro desenvolve habilidades ao longo do tempo.

Leia também:  A busca da felicidade: características de pessoas felizes

Aqueles com uma mentalidade de crescimento se esforçam mais, para aprender novas abordagens e buscam feedback quando estão em um impasse. Essas são algumas das razões pelas quais ter uma mentalidade de crescimento é associada ao sucesso em vários domínios da vida.

Mude suas expectativas

Outra coisa importante ao fazer uma mudança positiva é ter expectativas positivas.

As expectativas positivas são simplesmente pensamentos de que as coisas vão funcionar bem. Sabemos que, por causa do efeito placebo, uma intervenção ou tratamento não ativo pode resultar em mudanças positivas, desde que acreditemos que isso aconteça.

O que o efeito placebo realmente demonstra é que nossas expectativas têm um enorme impacto em nossos resultados.

Se esperamos que algo que estamos fazendo vá fazer a diferença, é mais provável que faça. Por exemplo: se esperamos conseguir parar de fumar, é mais provável que consigamos.

Ou, se acreditarmos que uma aula nos ajudará a aprender alguma habilidade que queremos aprender, é mais provável que isso aconteça.

Leia também:  Por que é tão difícil ser feliz?

Mude suas emoções

Se emoções positivas se constroem sobre si mesmas, eventualmente levando a resultados positivos como sucesso profissional e bem-estar no relacionamento.

Elas geralmente levam a um maior sucesso, e não o contrário.

Por outro lado, muitos de nossos hábitos mais autodestrutivos são alimentados por emoções negativas, como podemos fumar para controlar o estresse, beber para nos sentirmos mais felizes ou fazer compras como “terapia de varejo “.

Nossos comportamentos insalubres ou indesejáveis tentam controlar ou reduzir nossas emoções negativas. Essas são apenas algumas razões pelas quais aprender a mudar as emoções é a chave para mudar seu comportamento e sua vida.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *