Buscar a felicidade o tempo todo pode deixar você triste

Três corredoras femininas em uma pista de atletismo

Categoria: Felicidade

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Poucas coisas tornam as pessoas mais infelizes do que a frenética busca pela felicidade. Crescemos aprendendo que, para ter uma vida boa, devemos ser “felizes”. A própria cultura nos ensina que a felicidade vem ao obtermos um bom carro, um bom emprego, um apartamento bonito, amigos e uma vida amorosa gratificante.

Mas e se:

  • Você não tiver conseguido essas coisas?
  • Você ainda pode ser feliz?
  • E se você tiver tudo e ainda não estiver feliz?

Você pode pensar que algo está errado com você. Todas as peças estão lá, então qual é o problema? Talvez você esteja se comparando com seus amigos que parecem tão felizes nas redes sociais. Isso pode resultar em uma sensação de desespero e você pode se sentir deprimido. Então por que parece que só você não é feliz?

Parte do problema reside em nossa definição errônea de felicidade

Felicidade é aquele sentimento que toma conta de você quando se sabe que a vida é boa e é impossível deixar de sorrir. O oposto de tristeza.

Leia também:  3 maneiras de como mudar a si mesmo

Esta definição não é útil. Se você basear sua experiência nesta definição, então estaria triste se não estivesse sorrindo, e certamente não diria que é feliz se houver um toque de tristeza. Em outras palavras, a maioria de nós não se sente feliz na maior parte do tempo.

Publicidade

Essa definição tem a felicidade como um humor ou sentimento, é como se todos devêssemos andar por aí com um grande sorriso no rosto.

A definição também afirma erroneamente que felicidade é o oposto de tristeza. Tristeza e felicidade não são opostas e podem existir ao mesmo tempo.

Mas em algum lugar, aprendemos a ideia de que “triste é ruim”, que não podemos ser felizes e tristes ao mesmo tempo. Portanto, a tristeza deve ser evitada a todo custo, seja por meio do trabalho, da busca por status, do amor e de qualquer outra coisa que você possa usar para se convencer de que está bem.

A ideia de que a tristeza é ruim também dá origem à depressão. Costumo dizer aos pacientes que depressão é tristeza junto com todas as defesas que você usa para evitá-la:

  • Como ruminar sobre como as coisas poderiam ter sido diferentes;
  • Se envolver em autocrítica;
  • Ficar irritado e com raiva, ou;
  • Se agarrar e mergulhar em seus devaneios.

Não evite a tristeza

Em minha prática clínica, passo muito tempo tentando quebrar a noção de que a tristeza é, de alguma forma, ruim. Se você começar com um alto nível de ansiedade e preocupação, posso até sugerir que, à medida que progride e seu cérebro se acalma, você pode se permitir começar a se sentir mais triste

Se você puder aceitar sua tristeza e não se assustar com ela, descobrirá que é uma emoção bastante tranquila, profunda e reflexiva. Nesse contexto, a tristeza não precisa tirar a alegria da vida.

Leia também:  3 razões que levam uma pessoa a não ser feliz consigo

Pessoalmente, aprendi essa lição com um paciente que perdeu a mãe aos 19 anos. Ele estava tão triste que mal podia falar, e palavras de conforto não ajudariam. Na verdade não havia nada que alguém pudesse dizer, e talvez nem devesse.

Ele apenas precisava experimentar todas as profundezas da sua dor. E, em meio às lágrimas, chegar a um lugar profundo de quietude e silêncio. E daquele lugar, experimentar um estado que faria sua alma se sentir verdadeiramente rica. Essa sensação não tiraria sua tristeza, nem traria um sorriso, mas daria uma sensação de estar bem.

Mas, nesse sentido mais maduro, a felicidade não é um humor. É um estado de ser derivado de um senso de integridade, propósito e significado na vida.

Outros podem definir a felicidade como um estado de bem-estar e contentamento. Mas, contentamento não significa que você não tome medidas para mudar situações negativas. Tome todas as medidas que puder e envolva-se em sua vida. Lute.

E quando você se deitar para dormir à noite, mesmo que esteja sozinho e não tenha dinheiro suficiente, lembre-se de aceitar a situação e se sentir bem em se comprometer com seus valores e ações. Então você pode obter uma sensação de felicidade, apesar de suas dificuldades.

Leia também:  O sucesso leva à felicidade?

Lembre-se de que você pode experimentar bem-estar e contentamento e ainda assim ficar triste. Nesse sentido, a felicidade não é um humor. É um estado de ser.

Na maioria dos dias, se você me perguntar se estou feliz, direi que sim. Alguém que não me conhece pode fazer o acompanhamento e dizer: “então você não está triste?” Devo dizer que estou realmente triste. Afinal, eu, como você, posso estar com um humor triste e ainda assim ter uma vida de felicidade.

Como promover um encontro o contentamento?

  • Aceite que a tristeza é uma emoção humana que não precisa ser evitada. Não precisa ser descoberta, explicada ou justificada;
  • Comprometa-se com uma vida de propósito. Encontre algo que o encha de paixão e ao qual você possa se dedicar. Não espere encontrar a resposta certa antes de agir. Encontre um propósito ou causa e vá em frente;
  • Defina quais são seus valores e viva de acordo com eles. Desenvolva um código de conduta pessoal;
  • Dê a si mesmo tempo e espaço para sentar e ficar quieto;
  • Aqui estão outras 15 dicas de como aumentar seu bem-estar e felicidade;

Observação: se você pesquisar mais sobre este tópico, os psicólogos também costumam usar os termos “bem-estar subjetivo” ou “satisfação com a vida” em vez de “felicidade”.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *