Infidelidade: como superar um caso extraconjugal?

Um homem sentado na beira da cama enquanto é flagrado em um caso extraconjugal com outra mulher

Categoria: Infidelidade

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Ser vítima de um caso extraconjugal em relacionamentos românticos é uma experiência extremamente dolorosa. Abala a própria fundação, destrói a confiança e provoca profunda dor. Isso vira o relacionamento de cabeça para baixo e não é uma coisa banal, mas uma catástrofe relacional.

A infidelidade não afeta apenas os parceiros românticos, ela também interrompe e traz muita dor para a vida de todo o sistema familiar. O caminho para a cura geralmente leva anos e é um processo doloroso e angustiante. É preciso grande empenho e coragem de ambas as partes.

Durante essa jornada de cura, várias vezes ouço o infiel dizer na terapia de casal: “Se eu soubesse a devastação que isso causaria, nunca teria tido um caso extraconjugal”.

Apesar de tudo, relacionamentos românticos podem ser reconstruídos após um caso de infidelidade. Com comprometimento, paciência e honestidade, uma conexão ainda mais forte pode ser forjada.

Leia também:  Microtraição: como lidar com comportamentos inadequados?

A única maneira de superar um caso extraconjugal é enfrentá-lo

Você não supera um caso extraconjugal afastando-o, não falando sobre ele e fingindo que nunca aconteceu. Antes de vir para a terapia de casal, muitos de meus pacientes tentaram esse caminho, apenas para descobrir que a desconfiança e o ressentimento apodrecem e tornam a intimidade emocional e sexual impossível.

É importante explorar a contribuição não intencional de ambos antes que o caso acontecesse. Uma vez que o casal entende isso, poderá construir um relacionamento novo e mais forte.

Isso não quer dizer que esse insight justificará as atitudes do parceiro infiel. Ele ainda é totalmente responsável por suas ações. Ainda que houvesse infelicidade no relacionamento, ele optou por se voltar para outra pessoa, em vez de abordar a insatisfação diretamente com seu parceiro.

É preciso estar disposto a responder todas as perguntas

A parte complicada ao reconstruir um relacionamento após a infidelidade é que, agora, o parceiro infiel precisará se tornar o curador. Ele precisa estar disposto a tolerar sua vergonha e dor, e enfrentar a devastação emocional que trouxe ao parceiro ferido.

Publicidade

Os relacionamentos românticos têm uma chance maior de recuperação se o parceiro infiel estiver disposto a responder aos questionamentos daquele que sofreu a traição.

Leia também:  As mulheres traem quando uma destas 3 coisas acontecem

Se as perguntas não forem respondidas, isso perpetuará a falta de transparência, a falta de honestidade e prejudicará a construção da confiança.

Para a maioria das pessoas que foram traídas, a mentira é uma das partes mais difíceis de lidar. Uma conexão íntima só pode ser construída com absoluta honestidade.

O parceiro infiel deve interromper todo o contato com o amante

Em minha experiência como Psicólogo de casais, só é possível tentar reconstruir um relacionamento depois que essa decisão for tomada. Isso inclui não ver mais o amante pessoalmente, bem como interromper toda a comunicação.

Antes que esse passo seja dado, a terapia de casal será uma perda de tempo. Se o amante entrar em contato com o parceiro infiel, ele precisará compartilhar isso o mais rápido possível com o parceiro traído. Não pode haver segredos, ou o processo de cura será comprometido.

Lamentar-se profundamente por suas ações

Este é um pré-requisito fundamental para poder iniciar o processo de reconstrução. O antigo relacionamento morreu, e um novo relacionamento só pode ser construído sobre uma base sólida de responsabilidade e remorso.

Se a pessoa que foi traída não acredita que seu parceiro está arrependido com a dor que lhe causou, bem como não a expressou explicitamente, o caminho para a recuperação está bloqueado.

Leia também:  Por que os narcisistas têm casos e traem os cônjuges?

É especialmente difícil para um parceiro infiel se expressar, pois significa que ele precisa enfrentar sua vergonha e a devastação que causou de frente. Eles têm que admitir para si mesmos toda a extensão da destruição que suas ações causaram.

Para reconstruir o relacionamento será necessário uma terapia de casal

É comum que, a própria fraqueza que tornou o relacionamento vulnerável a um caso extraconjugal agora bloqueia o caminho para a recuperação. Digamos que você tinha uma comunicação fraca, um conexão frágil antes que a infidelidade acontecesse e:

  • Você não sabia como expressar suas necessidades ou como estabelecer limites;
  • Você não sabia como expressar suas emoções de forma produtiva.

Então, após um caso extraconjugal, ainda faltam-lhe as ferramentas necessárias para reconstruir o relacionamento. Um Psicólogo de casal ensinará essas habilidades para você. Sem isso, nenhuma recuperação duradoura será possível.

O Psicólogo vai orientá-lo passo a passo, bem como ajudá-lo a descobrir se há como construir um relacionamento saudável e satisfatório para ambos, ou se é melhor se separar e começar de novo.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *