Mulher negra atravessando um buraco cheio de lama

6 obstáculos comuns na terapia de casal. A terapia de casais pode ajudar a melhorar seu relacionamento de várias maneiras. Por exemplo: resolver conflitos, aprender a se comunicar de maneira eficaz, entender melhor um ao outro, aprimorar a conexão emocional e fortalecer os vínculos.

Naturalmente, os casais podem enfrentar obstáculos na terapia que impedem seu progresso. Eles podem ter suposições imprecisas sobre como a terapia funciona, o que pode mantê-los inertes, ou podem demorar para ver um Psicólogo, o que apenas aprofundam os problemas.

A seguir você encontrará seis destes obstáculos e suas respectivas soluções:

Querer que o parceiro mude

Quando os clientes buscam a terapia de casal é porque querem uma mudança. No entanto, às vezes o que eles realmente querem é que a terapia mude o comportamento do parceiro.

Por exemplo, esses clientes podem querer que o Psicólogo mude os hábitos de gastos de seus parceiros, mas eles próprios não gostariam de mudar.

No entanto, na terapia de casais o objetivo da mudança é o relacionamento e para isso ambos os parceiros precisam fazer alterações. Ambos precisam mudar suas percepções e comportamentos.

Por exemplo, casais que querem mudar suas brigas por dinheiro precisarão examinar seus próprios padrões em relação ao dinheiro e o papel que ele desempenha no relacionamento.

Leia também:  Equívocos sobre a terapia de casal

Não reconhecer o seu papel

Outro obstáculo comum é não assumir a responsabilidade nos seus problemas de relacionamento. A terapia de casais geralmente pode parecer um tribunal para o Psicólogo.

Isso ocorre porque os dois parceiros estão tentando se comunicar e esperando receber validação e feedback um do outro.

Eles podem se concentrar no que o parceiro fez de errado, dizendo: “Você fez isso” ou “Eu fiz isso porque você fez isso”.

No entanto, para que a terapia de casais seja eficaz, ambos os parceiros devem reconhecer como estão contribuindo para a manutenção do problema, e trabalhar na mudança de comportamento.

Por exemplo: “Sinto muito, sei que não lidei com a minha reclamação da melhor maneira. Vou tentar expressar as coisas de maneira diferente no futuro. ”

Manter segredos

Alguns parceiros iniciam a terapia de casais com segredos, como um caso ou vício, e pretendem manter esses segredos. No entanto, os clientes que continuam escondendo segredos de seus cônjuges enquanto fazem terapia de casal estão enganando a si mesmos e a seus entes queridos, além de criar barreiras para alcançar mudanças reais.

Se você está mantendo um segredo do seu cônjuge, considere as implicações para o seu relacionamento. Segredos podem minar a confiança e a vida dos casamentos.

Leia também:  Fantasias sexuais: falar ou não falar ?

Eles podem se transformar em grossas paredes contra a intimidade interpessoal.

Embora você não precise compartilhar todos os seus segredos, é melhor revelar e trabalhar com os segredos que estão afetando seu relacionamento.

Seu Psicólogo pode ajudá-lo nesse processo, e seu relacionamento provavelmente será mais forte e terá maior integridade devido a isso.

Não ter paciência

Os casais podem concordar com o que precisa mudar em um relacionamento, mas seguir ou aplicar técnicas úteis durante uma discussão pode ser difícil.

Para superar esse obstáculo, os casais precisam aprender a ser pacientes e trabalhar juntos como uma equipe.

É importante aprender a identificar e depois expressar a sobrecarga emocional. Uma pista é quando você “sente que está sobrecarregado demais para ouvir ou se envolver de maneira produtiva”.

Fazer uma pausa de 20 minutos para relaxar e focar novamente pode ser importante. Assim, ambas as partes podem usar o tempo para se acalmar, além de concordarem em retornar à discussão após 20 minutos.

Não confiar no processo

Os casais podem entrar em terapia querendo uma solução rápida ou querendo que o clínico diga ao parceiro que eles precisam mudar. No entanto, para melhorar seu relacionamento, é importante que os casais confiem no processo de terapia.

Leia também:  Terapia de casal: um guia para iniciantes

Para realmente chegar à raiz do seu conflito conjugal e iniciar o processo de cura, você e seu cônjuge terão que investir seu tempo e se comprometer a aprender a ficar vulneráveis ​​um com o outro, expressando sentimentos em vez de pensamentos, reconhecendo seu papel na dança e aprender a ouvir o que seu parceiro está realmente dizendo.

Esperar demais

Muitos casais usam a terapia de casal como sua última parada antes de formularem um divórcio. No entanto, esses casais têm menos chances de melhorar seu relacionamento.

Se um conflito está afetando negativamente o seu casamento e não desaparece, procure ajuda com antecedência. Evite esperar que isso passe. Não vai.

Se você vai à terapia como último recurso, então mantenha a mente aberta. Os “casais atrasados ​​em busca de ajuda” também podem usar a terapia para “pesar suas escolhas, resolver alguns conflitos ou até planejar uma separação estruturada que mantenha seu relacionamento civil e funcional”.

Por fim, consulte um Psicólogo de casais o mais rápido possível. Se você e seu parceiro estão com dificuldades, procure ajuda enquanto ambos estão dispostos a fazer alterações e investindo no relacionamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *