Como lidar com as emoções negativas?

Homem negro concentrado em suas emoções negativas

Categoria: Resiliência

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Embora desagradáveis, as emoções negativas também podem ter funções produtivas. O ciúme, por exemplo, nos motiva a restaurar laços sociais importantes, enquanto a tristeza motiva a simpatia e leva as pessoas a se ajudarem mais.

Publicidade

Embora as emoções negativas pareçam ruins, elas nos ajudam a prosperar a longo prazo. Esta é a razão pelo qual evitá-las, ou reprimi-las, não é bom para nós.

Então, em vez de fugir delas, é melhor aprender a lidar e a processá-las de maneira saudável.

Como elas afetam a sua saúde?

Podemos supor que as emoções negativas são ruins para nossa saúde, mas não é tão simples assim. Apenas reprimi-lá ou experimentá-la com emoções positivas faz um grande diferença em nossa saúde.

Leia também:  Benefícios do pensamento positivo para o corpo e a mente

Sempre que possível misture emoções positivas com as negativas. Essa estratégia de “tomar o bem com o mal” é a melhor para nossa saúde, porque assim seremos capazes de encontrar algo de bom em experiências difíceis.

Como controlar as emoções negativas?

Embora elas proporcionem alguns benefícios, há momentos em que queremos controlá-las. Felizmente podemos diminuir a negatividade e aumentar as emoções positivas através de processos conhecidos como regulação emocional.

Algumas das estratégias de regulação emocional mais eficazes são:

  • Reenquadrar uma experiência negativa sob uma luz mais positiva;
  • Deixar nossas serem exatamente o que são. Ironicamente essa é uma estratégia bastante eficaz para reduzir seu mau estar;
  • Encontrar e reter emoções positivas.

Por outro lado, algumas estratégias de regulação emocional mais ineficazes são:

  • Não expressar suas emoções, seja corporalmente ou em palavras;
  • Envolver-se com comportamentos não saudáveis, como uso de drogas, uso de álcool, comer demais ou de menos;
  • Ficar preso à ruminação mental de pensamentos negativos.
Leia também:  Tudo que você precisa saber sobre a resiliência

Como gerenciar as emoções negativas?

Quando expressamos uma necessidade que as envolve, estaremos mais propensos a obter a ajuda que precisamos, facilitamos a intimidade e construimos redes sociais maiores.

Ao usar nossas emoções negativas da maneira funcional para as quais foram projetadas, podemos nos beneficiar mais delas. Então, aqui estão algumas dicas de como processá-las:

  • Exercite o autoconhecimento. O primeiro passo é entender o porquê. O que causou a emoção? O que poderia ser feito para tratar a causa da emoção? Como você pode evitar que essa causa aconteça novamente?
  • Elabore um plano de ação. Quais atitudes você pode tomar para eliminar as causas das emoções negativas? Por exemplo, se alguém fez algo doloroso, como você comunicará como se sente e por que gostaria que mudassem?
  • Tome uma atitude. Faça o que puder para reduzir ou eliminar as causas. Muitas vezes, nossas emoções negativas são causadas por outras pessoas. Isso envolve comunicar suas necessidades com cuidado e consideração;
  • Aceite-a. Se não houver ações que você possa tomar razoavelmente, então este é um bom momento para praticar a aceitação.
Leia também:  Por que você não deve bloquear o ex se quiser que ele volte?

Como liberar emoções negativas?

Depois de saber de onde elas vêm, determinar o que pode ser feito e de tomar ações potencialmente benéficas, é hora de liberá-las.

Apegar-se a emoções negativas, ruminando ou se preocupando faz mais mal do que bem. Portanto, pratique o desapego .

Tire um momento para si mesmo, respire fundo e imagine a emoção negativa diminuindo em tamanho e intensidade. A respiração profunda ativa o sistema nervoso parassimpático, ajudando a acalmar as emoções de alta intensidade, como ansiedade ou raiva.

Se você continuar a ter emoções negativas, como vergonha ou culpa, poderá se beneficiar da prática da autocompaixão. Todos nós merecemos um pouco de bondade e compaixão e, lembrando-nos gentilmente de nosso valor inerente, podemos dissolver algumas emoções autocentradas.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *