Mulher com os olhos sangrando

Sinais de alerta de suicídio. Conhecer os sinais que alguém apresenta quando começa a pensar em suicídio pode ajudá-lo a impedir que alguém morra.

Embora conhecer os sinais de suicídio possa ser útil, lembre-se de que mesmo que você faça todas as tentativas para ajudar, a pessoa ainda pode ter sucesso em realizar o plano de acabar com a própria vida.

Não é sua culpa se isso ocorrer. Se uma pessoa está empenhada em acabar com sua vida, às vezes nenhuma intervenção no mundo é capaz de intervir.

O primeiro passo na prevenção do suicídio é reconhecer os seus muitos sinais de alerta. Se você suspeitar que um ente querido está pensando em suicídio, reserve um tempo para conversar com ele, diga-lhe que você o ama e se preocupa com ele e que notou uma mudança em seu comportamento.

Leia também:  Adolescentes e suicídio

Não desanime com uma negação inicial, pois a maioria das pessoas se sente desconfortável e até mesmo envergonhada por seus pensamentos suicidas. Continue a conversa enquanto minimiza esses sentimentos de desconforto.

O suicídio é uma questão séria que ameaça a vida e não é algo para o qual a maioria das pessoas esteja preparada. Em muitos casos, você não pode simplesmente “dissuadir alguém” de querer morrer por suicídio sem algum treinamento profissional.

Depois da conversa, incentive-o a procurar ajuda profissional ou, se não estiver pronto para tal, até mesmo o CENTRO DE VALORIZAÇÃO DA VIDA (CVV), por meio do número 188.

Deixe-o saber que você está lá para ajudar, e não para julgar.

Leia também:  Suicídio na perspectiva de um Psicólogo

Sinais de alerta de suicídio

Os sinais de alerta de suicídio incluem:

  • Isolamento da família e colegas;
  • Uso de álcool e drogas;
  • Queda no desempenho escolar;
  • Aumento da irritabilidade;
  • Mudança dramática no mode de se vestir;
  • Distribuição de bens;
  • Discussão sobre suicídio;
  • Mudanças no sono ou apetite;

Suicídio em adultos mais idosos

Para os adultos mais idosos, os sinais de suicídio variam um pouco, pois doenças crônicas e enfermidades costumam ser precursoras de alguém que decide pôr fim à própria vida.

Os idosos estão significativamente mais expostos ao suicídio como um grupo, já que o fim da vida pode ser um momento muito desafiador psicológica e mentalmente.

O suicídio é uma preocupação ainda maior para as pessoas em residências de longa permanência, ou que sofreram de uma condição física debilitante, como uma queda resultando em uma fratura de quadril ou joelho.

Leia também:  Palavras positivas que proporcionam felicidade

A quantidade de trauma emocional e energia necessária para lidar com a cirurgia e a recuperação de um procedimento pode ser opressora para muitos.

Em indivíduos mais idosos, os sinais de suicídio incluem:

  • Doença médica crônica;
  • Perda de função física;
  • Depressão;
  • Desesperança;
  • Isolamento;

Se forem identificados sinais de suicídio, ajude a pessoa a marcar uma consulta o mais rápido possível com um profissional de saúde mental.

As pessoas podem negar a necessidade de ajuda ou tratamento adicional, então encontre uma maneira de encorajar e educar o indivíduo sobre os benefícios de se sentir melhor emocionalmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *