Existe alguma cura para o TDAH?

Um homem com a cabeça apoiada em cima de um livro em uma mesa de madeira

Categoria: TDAH

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Embora não haja cura para o TDAH, os tratamentos ajudam no controle dos sintomas e melhoram o funcionamento geral. Eles incluem medicamentos, terapia e intervenções educacionais.

O Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), é uma condição neurológica que se manifesta como problemas de foco, hiperatividade e impulsividade.

Com o tratamento, a maioria das pessoas com TDAH são capazes de viver uma vida bem-sucedida e relativamente livre dos sintomas.

O que é o TDAH?

O TDAH é uma condição que afeta a capacidade do cérebro em controlar a atenção e os impulsos. Caracteriza-se por problemas de concentração, hiperatividade e impulsividade.

As pessoas com TDAH geralmente têm problemas em prestar atenção ou se concentrar nas tarefas.

Publicidade

Elas se distraem facilmente, são incapazes de ficar paradas por longos períodos de tempo e apresentam um comportamento impulsivo. Esses sintomas inferem nos estudos, no trabalho e nos relacionamentos pessoais.

Leia também:  Eficazes estratégias para uma vida plena e produtiva com o TDAH

Acredita-se que o TDAH seja causado por uma combinação de fatores genéticos e ambientais.

Geralmente ele é diagnosticado ainda na infância, mas também pode ser diagnosticado em adultos.

Existem três tipos de TDAH:

  • Tipo desatento: caracterizado por problemas de atenção e foco;
  • Tipo hiperativo-impulsivo: caracterizado por problemas de hiperatividade e impulsividade;
  • Tipo combinado: caracterizado por problemas de atenção e hiperatividade-impulsividade.

Sintomas de TDAH

Os sintomas do TDAH variam de pessoa para pessoa, bem como se modificar com o tempo. A seguir estão os sintomas mais comuns para cada tipo:

Tipo desatento

  • Dificuldade em prestar atenção aos detalhes ou cometer erros por descuido;
  • Dificuldades para entender ou seguir instruções;
  • Problemas com a organização;
  • Evitar tarefas que exigem esforço mental sustentado;
  • Perder as coisas com frequência.

Tipo hiperativo-impulsivo

  • Inquietação;
  • Problemas para permanecer sentado;
  • Conversa excessiva;
  • Antecipar respostas antes de ouvir toda a pergunta;
  • Dificuldade em aguardar sua vez na fila.

Tipo combinado

  • Todos os sintomas acima dos tipos desatento e hiperativo-impulsivo.

Existe uma cura para o TDAH?

Não há cura para o TDAH porque ele é um problema neurológico, e não é uma doença. Na verdade, algumas pessoas com TDAH veem isso como algo positivo e não negativo.

Na comunidade neurodivergente (pessoas que têm um padrão de funcionamento neurológico diferente da sociedade em geral), por exemplo, o TDAH é conhecido como um “superpoder”.

Isso ocorre porque as pessoas com TDAH têm pontos fortes em áreas como criatividade, espontaneidade e pensamento inovador.

Leia também:  8 dicas de como viver com o TDAH na idade adulta

Uma das principais razões pelas quais muitas pessoas com TDAH não gostam de se referir ao transtorno como uma doença é que ele não tem cura e não necessariamente precisa de uma.

O TDAH é uma condição neurológica que traz muitos benefícios e características surpreendentes para a pessoa, e que em outras circunstâncias sociais, não precisaria de tratamento.

Dito isso, existem tratamentos que ajudam a controlar os sintomas negativos do TDAH e melhorar o funcionamento geral do indivíduo. Nos últimos anos, houveram avanços significativos em nossa compreensão da condição e como melhor tratá-la.

Com a pesquisa contínua, espera-se que tratamentos ainda mais eficazes sejam desenvolvidos no futuro.

O TDAH pode desaparecer sozinho?

O distúrbio é crônico, o que significa que dura muito tempo. Muitas pessoas com TDAH aprendem a controlar seus sintomas por meio do tratamento e do desenvolvendo de mecanismos de enfrentamento saudáveis.

Os sintomas podem ficar mais leves a medida que a pessoa envelhece, mas o distúrbio em si não desaparece. Ainda assim, muitos adultos que foram tratados vivem sem sintomas e funcionam da melhor maneira possível.

Como é o tratamento do TDAH?

Embora não exista cura para o TDAH, há tratamentos que ajudam a controlar os sintomas. O mais eficaz deles é a combinação de terapia com mecidamentos.

Medicamento

A medicação ajuda a reduzir a hiperatividade, a impulsividade e a desatenção.

Os estimulantes são os medicamentos mais comumente prescritos para o TDAH. Estes incluem o metilfenidato (Ritalina) e anfetaminas (Adderall).

Medicamentos não estimulantes, como atomoxetina (Strattera), também são eficazes.

Terapia

A terapia envolve ensinar as pessoas com TDAH como melhorar o comportamento e prestar atenção.

Leia também:  Qual a relação entre o TDAH e o perfeccionismo?

Ela envolve estabelecer regras, fornecer estrutura e ajudá-los a aprender habilidades organizacionais.

A terapia familiar também é útil para o controle do distúrbio.

Intervenções educativas

Intervenções educacionais, como adaptações e modificações, também ajudam as crianças com TDAH a ter sucesso na escola.

Isso inclui coisas como tempo extra para testes ou tarefas, permissão para fazer pausas e ter um local tranquilo para trabalhar.

Como lidar com o TDAH?

Não há cura para o TDAH, mas há maneiras de lidar com os sintomas. Esses incluem:

  • Encontrar um grupo de apoio ou Psicólogo que entenda de TDAH;
  • Praticar técnicas de relaxamento, como ioga ou meditação;
  • Exercitar-se regularmente;
  • Fazer pausas durante longas tarefas e dividi-las em metas menores;
  • Implementar sistemas para ajudar na organização, como um planejador ou lembretes;
  • Evitar distrações, como assistir televisão ou navegar na internet, ao tentar se concentrar em uma tarefa.

Palavras finais

Embora o TDAH não desapareça necessariamente, os sintomas são muito controláveis e respondem bem ao tratamento adequado. Em muitos adultos, eles tornam-se impercepiveis.

Se você tem TDAH, converse com seu médico sobre o uso de medicamentos e com um Psicólogo sobre terapia. Dessa forma, terá o melhor tratamento disponível para gerenciar os sintomas.

Com o tratamento e suporte certos, as pessoas com o transtorno atingirão todo o seu potencial.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *