Autoajuda ou terapia: como escolher o melhor?

Um homem de costas escolhendo um livro em uma grande estante

Categoria: Terapia online

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Uma das perguntas que as pessoas mais costumam se fazer é: “preciso consultar um Psicólogo ou posso lidar com meus problemas sozinho ?”. Muitos profissionais provavelmente vão responder com declarações como:

  • “Não há vergonha em procurar terapia.”;
  • “É normal pedir ajuda.”;
  • “É preciso muita força para se consultar com um Psicólogo.”

Embora eu concorde com todas essas afirmações, nós, os Psicólogos, somos tendenciosos.

A maioria optou por essa profissão porque acredita que a terapia é um meio poderoso para ajudar os outros. E muitos de nós fomos e continuamos a cuidar de pacientes.

Vejamos, então, algumas das razões pelas quais você pode escolher entre autoajuda ou terapia.

Obviamente que seus motivos podem ser diferentes do que apresento aqui, mas vamos começar!

Quando optar pela autoajuda?

Se você estava estável e feliz antes de uma mudança ou desafio recente na vida, a autoajuda pode ser tudo de que você precisa.

A autoajuda não se limita à área de aconselhamento. Portanto, algumas das maneiras pelas quais podemos melhorar nossa saúde mental incluem, mas não estão limitadas à:

Aquisição de conhecimento

  • Ler livros e artigos;
  • Fazer pesquisas online;
  • Ir à biblioteca;
  • Ouvir podcasts;
  • Redes sociais;
  • Cursos formais ou informais.
Leia também:  Quando a primeira sessão com o Psicólogo não funciona

Intervenções fisiológicas

  • Caminhar;
  • Correr;
  • Passear de bicicleta;
  • Fazer esportes solo ou em grupo;
  • Exercícios de respiração;
  • Exercícios somáticos (baseado no corpo): yoga, massagem terapêutica, etc;
  • Outras formas de movimento (do vigoroso ao lento) – dança, tai chi etc.

Atividades adjacentes à terapia

  • Grupos de suporte;
  • Grupos de psicoeducação;
  • Apostilas de terapia individualizada;
  • Diário.

Intervenções sociais

  • Abrir-se emocionalmente com amigos ou familiares;
  • Atividades compartilhadas com amigos, familiares ou outras conexões sociais;
  • Criar uma comunidade (em pequenos e grandes grupos, bairros);
  • Voluntariado;
  • Ativismo.

Atividades espirituais

  • Frequentar um templo, igreja, sinagoga, mesquita ou outro grupo religioso;
  • Mediação ou oração;
  • Participar de retiros.

Foco baseado em interesses

  • Envolver-se em interesses especiais ou hobbies;
  • Aprender novas habilidades;
  • Envolver-se em atividades de lazer.

Existem muitas razões pelas quais as escolhas de autoajuda são a melhor estratégia para se fazer em um determinado momento. Os motivos incluem, mas não estão limitados a:

  • Ver até onde se pode chegar sozinho;
  • Querer aprender mais sobre um problema antes de consultar um profissional;
  • Não nos sentimos prontos para a terapia neste momento;
  • É difícil pedir ajuda profissional. A terapia parece muito estigmatizante;
  • Tivemos uma experiência anterior negativa com a terapia;
  • Não encontramos um Psicólogo ou estamos esperando para ver um;
  • Não há recursos de aconselhamento disponíveis na comunidade;
  • No momento não temos dinheiro ou benefícios para acessar a terapia;
  • Uma oposição filosófica à terapia;
  • A autoajuda oferece um “experimente antes de comprar”, permitindo que se tenha uma sensação de terapia sem se comprometer com algo mais formal.

Quando escolher pela terapia?

Para a maioria de nós, a vida é um pouco mais complicada, e segui-la sozinho é uma estrada longa e solitária. Podemos até progredir, no entanto há coisas que você pode fazer em dois anos com o apoio certo, ao invés de dez.

Ansiedade, depressão e estresse afetam nossa capacidade de pensar com clareza e nos manter organizados. É por isso que tantas pessoas escolhem a terapia.

Leia também:  Como saber se você precisa começar a fazer terapia online?

Ela é um compromisso onde a cada semana você trabalhará consigo mesmo.

Os cuidados profissionais na área de saúde mental assumem várias formas diferentes. Certifique-se, porém, de garantir que seu Psicólogo seja bem treinado e registrado em um órgão profissional.

Terapia individual

Muitas vezes, o que se pensa quando se trata de terapia é: um paciente, um Psicólogo e um consultório.

Mas, é um pouco mais do que isso, como por exemplo:

  • A importância do aliança terapêutica;
  • A grande variedade de terapias disponíveis e os problemas em si (nem todos os Psicólogos servem para todos os problemas);
  • As necessidades individuais dos pacientes.

Terapia de casal

Assim como na terapia individual, há muita variação nos métodos usados, variedade de Psicólogos que fazem o trabalho e necessidades dos casais nessa área.

Terapia de grupo

Não tão amplamente oferecido, embora esses grupos possam ser encontrados, a terapia de grupo é mais amplamente adotada pelas autoridades locais de saúde, por meio de serviços públicos de saúde mental.

Existem várias razões pelas quais alguém pode escolher opções de terapia em vez de autoajuda. Os motivos incluem, mas não estão limitados a:

Publicidade
  • Um efeito de platô da autoajuda;
  • Buscar uma experiência de terapia personalizada;
  • O desejo de sentir o apoio de um Psicólogo exclusivo;
  • Reduzir a culpa relacionada a conversas excessivas sobre os próprios problemas com os amigos;
  • Reduzir sentimentos de isolamento;
  • Experiências anteriores positivas com a terapia;
  • Procurar ajuda especializada que vá além do que é prestado num contexto de autoajuda;
  • Indicação de um amigo ou familiar;
  • Buscar feedback de um terceiro;
  • Acelerar o crescimento pessoal em uma área específica;
  • Aprender novas habilidades;
  • Aumentar a responsabilidade pessoal;
  • Aprender a se abrir emocionalmente;
  • Como parte de um plano geral de bem-estar.
Leia também:  8 perguntas para se fazer após sua primeira sessão de terapia

Palavras finais

Um Psicólogo provavelmente terá mais impacto sobre você do que um livro. Mas, o poder nem sempre é necessariamente benigno, assim como um Psicólogo pode ser uma grande influência para o bem, um mau Psicólogo será mais prejudicial do que um mau livro de autoajuda.

Minha maneira de encarar a opção por autoajuda ou a terapia no momento é:

  1. Um bom Psicólogo é a melhor opção;
  2. Um bom livro de autoajuda é a segunda melhor opção;
  3. Um livro de autoajuda ruim causa menos danos;
  4. E um mau Psicólogo é o mais prejudicial.

O que quer que você decida fazer, encorajo-o a se lembrar de alguns princípios antes de tomar uma decisão se você deve buscar autoajuda ou terapia:

  • Não há uma resposta certa, então é melhor olhar para as diferentes opções ou combinações;
  • Os caminhos sempre podem ser modificados. Na verdade, deveriam, porque as necessidades mudam com o tempo. Além disso, fazer mudanças ao longo do caminho reflete seu envolvimento no processo, o que é bom!
  • Você não está preso! Se você está fazendo uma terapia com o qual não está satisfeito, fale com seu Psicólogo! A maneira como ele responderá às suas preocupações o ajudará a determinar se deseja continuar com ele;
  • Tudo bem fazer pausas em certas atividades de autoajuda ou na terapia.

No entanto, por que fazer disso uma situação de ou-ou? O melhor cenário é, na verdade, ambos.

Você pode fazer terapia e autoajuda simultaneamente, também.

Você pode até mesmo compartilhar os livros ou programas de autoajuda que está fazendo com seu Psicólogo, que irá utilizá-lo em seu processo de cura.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *