Como conseguir convencer alguém a ir no Psicólogo?

Uma mulher tentando convencer o marido a ir no Psicólogo

Categoria: Terapia online

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Conseguir convencer alguém a ir no Psicólogo pode ser uma situação complicada. Se feito da maneira errada, a pessoa ficará irritada. Por outro lado, é difícil ver uma pessoa de quem se gosta desenvolvendo um transtorno mental, mesmo sabendo que ela pode buscar tratamento.

Algumas situações exigem ação rápida. Pode não haver tempo para esperar até que se abram à ideia de procurar ajuda.

Quando alguém simplesmente não parece ser ele mesmo, ou está agindo de maneira totalmente diferente do normal, então isso é um sinal de que pode se beneficiar da consulta com um Psicólogo.

Alguns sinais de que alguém precisa de tratamento são mais óbvios do que outros, como:

Comportamentais

Fazer escolhas perigosas, chorar com frequência, abuso de substâncias, perder o interesse em hobbies anteriores, afastar-se de amigos e familiares, expressar maior ansiedade ao sair de casa.

Alterações do sono

Incapacidade de sair da cama, padrões de sono incomuns, insônia.

Leia também:  Falando sobre a redução do preço da sessão de terapia

Dificuldade cognitiva

Dificuldade em se concentrar em uma conversa ou atividade, ficar desorientado, ver ou ouvir coisas que ninguém mais vê ou esquecer fatos importantes.

Negligência com o autocuidado

Mudança na rotina de higiene, como escovar os dentes, tomar banho ou vestir roupas limpas, uma mudança perceptível na limpeza da casa, como uma quantidade enorme de pratos se acumulando na pia;

Publicidade

É sempre útil comparar esses sinais em relação à forma comum de como eles costumam agir.

Cuidar da saúde mental é tão importante quanto cuidar da saúde física

Assim como cuidamos do nosso corpo com exercícios e alimentação saudável, a mente também precisa de atenção e cuidado para funcionar bem. Negligenciar a saúde mental pode levar a diversos problemas, como ansiedade, estresse, depressão e até mesmo doenças físicas.

A terapia é um tratamento eficaz para diversos problemas

Estudos comprovam a efetividade da terapia no tratamento de ansiedade, depressão, traumas, fobias, transtornos alimentares, entre outros. Ela oferece ferramentas para lidar com as dificuldades da vida de forma mais saudável e eficaz.

O Psicólogo é capacitado para te auxiliar

Psicólogos possuem formação específica para compreender e trabalhar com as emoções e comportamentos humanos. Eles são treinados para identificar a origem dos seus problemas e desenvolver soluções personalizadas para suas necessidades.

A terapia desenvolve o autoconhecimento

Ao entender seus pensamentos, emoções e comportamentos, você se torna mais consciente de si mesmo e das suas motivações. Essa consciência te permite tomar decisões mais assertivas, ter mais controle sobre suas ações e construir relacionamentos mais saudáveis.

A terapia ensina a lidar com emoções difíceis.

Ansiedade, tristeza, raiva, culpa e outras emoções são desafiadoras e interferir na sua qualidade de vida. A terapia ensina ferramentas para lidar com essas emoções de forma mais saudável, sem precisar reprimi-las ou negar seus sentimentos.

A terapia melhora os relacionamentos

Ao desenvolver habilidades de comunicação, empatia e resolução de conflitos, você pode melhorar seus relacionamentos com familiares, amigos, parceiros de trabalho e outras pessoas importantes em sua vida. A terapia também te ajuda a identificar padrões de comportamento prejudiciais em seus relacionamentos e a desenvolver novas formas de interagir com as pessoas.

A terapia facilita o alcance de seus objetivos

Ao superar obstáculos como a procrastinação, a baixa autoestima e a falta de confiança em si mesmo, você se torna mais capaz de alcançar seus objetivos pessoais e profissionais. A terapia te ajuda a identificar seus objetivos, traçar um plano para alcançá-los e manter a motivação durante o processo.

Leia também:  As maiores dicas para aproveitar melhor sua terapia online

A terapia é um investimento em si mesmo

Cuidar da sua saúde mental é um investimento que trará benefícios a longo prazo para sua vida pessoal e profissional. O retorno do investimento em terapia é significativo em termos de qualidade de vida, produtividade, felicidade e realização pessoal.

A terapia é confidencial e segura

Você pode falar livremente sobre seus pensamentos, sentimentos e experiências sem medo de julgamento ou crítica. O sigilo profissional garante a segurança e privacidade das informações compartilhadas em terapia.

A terapia é um processo que beneficia qualquer pessoa que busca melhorar sua saúde mental e bem-estar. Pessoas de todas as idades, classes sociais e origens podem se beneficiar dela, independentemente de ter um diagnóstico de transtorno mental.

A terapia pode ser breve ou de longo prazo

A duração da terapia depende das necessidades de cada pessoa e dos objetivos que ela deseja alcançar. Algumas pessoas preferem um acompanhamento breve, enquanto outras podem precisam de um acompanhamento mais longo.

Existem diversas opções de terapia

Você pode encontrar um profissional que se adeque às suas necessidades, preferências e orçamento. Existem diferentes tipos de terapia, como terapia individual, terapia familiar, terapia de grupo, terapia online, entre outras.

A terapia mudará sua vida para melhor

Com a ajuda de um profissional qualificado, você superará seus desafios, alcançará seus objetivos e viverá uma vida mais feliz, plena e significativa.
A terapia também ajudará a desenvolver todo o seu potencial e se tornar a melhor versão de si mesmo.

Se você se deparar com uma relutância

Esteja pronto caso não seja possível convencer alguém a ir no Psicólogo. É importante que você reserve um tempo para ouvir suas objeções, bem como tentar entender por que ela se sente assim em relação a terapia.

Se você mesmo já foi, compartilhe suas experiências positivas. A pessoa precisa ver os resultados positivos da terapia em sua vida diária. Se a pessoa com a qual você está preocupado for seu parceiro, vocês podem começar pela terapia de casal, como uma “ponte” para a terapia individual.

Ao começar com a terapia de casal, será possível mostrar ao parceiro que a terapia é um espaço seguro, aberto e livre de julgamento. Também pode ser que a pessoa precise de mais algum tempo. Então, se ela estiver relutante após a conversa, seja paciente.

Leia também:  Os 5 maiores motivos pelos quais os pacientes abandonam a terapia

Deixe-a saber que você está lá para ajudá-la e orientá-la, caso decida procurar os serviços psicológicos no futuro. Se ela ainda resistir, há algumas outras coisas que você pode fazer:

  • Use o relacionamento como alavanca: Diga quanto o relacionamento é importante para você, e como a terapia vai beneficiá-la;
  • Cite as qualidades admiráveis: ao apontar as qualidades positivas, você vai motivá-a a tomar as medidas necessárias para melhorar ainda mais;
  • Explique áreas específicas de comportamento problemático: ao apontar problemas específicos sem ser crítico, você vai ajudá-la a ver a necessidade de procurar ajuda profissional.

Opor-se à terapia agora não significa necessariamente opor-se à terapia para sempre. Às vezes, um período estressante ou um momento de transição muda a perspectiva de uma pessoa e ela tenta.

E se a pessoa simplesmente não ouvir?

Infelizmente, se a pessoa estiver relutando em seguir com a conversa, não há nada que se possa fazer para convencê-la do contrário. Insistir prejudicará o relacionamento.

As pessoas sabem do que precisam, e quando começamos a impor coisas sobre elas, isso tira seu poder. Entendo que é desanimador ver seu ente querido lutando desnecessariamente, mas lembre-se de que a terapia funciona melhor quando a pessoa está motivada.

Seu amigo ou cônjuge precisará decidir por si mesmo se parece uma boa ideia e se vale a pena tentar. Ele tem que ter a mente aberta e vontade própria, sem persuasão externa.

Palavras finais

Convencer alguém a ir no Psicólogo nem sempre é fácil mas, com as estratégias anteriores, você pode quebrar algumas das defesas e, com sorte, ajudá-lo a superar qualquer incerteza que tenha.

Por outro lado, você não pode forçar alguém a consultar-se com um Psicólogo. Contra-intuitivamente, tentar obter ajuda para alguém quando ela não está disposta a fazê-lo por si só deixará as coisas muito piores.

Na verdade, às vezes, o rompimento de uma relação leva a pessoa a procurar terapia, seja para reparar algo com você ou com ela mesma.

Mas, sempre lembre-se: não depende de você.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *