Decidindo como e quanto pagar pelas sessões de terapia

Uma mulher segurando 6 notas de 100 reais

Categoria: Terapia online

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Procurar um Psicólogo e iniciar uma terapia é, afinal, um grande investimento no seu futuro, e isso vai mudar sua vida. Então, é preciso economizar quando tanto está em jogo?

É bom estar disposto a investir em terapia, mas você precisa escolher com sabedoria se quiser que seu investimento seja bem-sucedido. Se você não escolher um Psicólogo cujos honorários caibam em seu orçamento, a terapia vai rapidamente se tornar insustentável.

Fazer um planejamento financeiro desde o início evita que você tenha que pensar nisso mais tarde, tendo que parar a terapia simplesmente porque não consegue mais pagar.

Por que você precisa saber como vai pagar?

Para poder escolher um Psicólogo compatível, você precisa saber como vai pagar. Essa é a única maneira de saber se está procurando um Psicólogo no lugar certo, e garantir que continue na terapia pelo tempo que precisar.

A terapia nem sempre precisa demorar muito, mas é difícil saber quantas sessões serão necessárias.

Você pode pensar que tem um único objetivo e que não levará muito tempo para ele ser alcançado, mas depois percebe que é apenas a ponta do iceberg e que há muito mais.

Não espere uma solução rápida

Em geral, é uma boa ideia presumir que você estará em terapia por mais tempo do que o planejado. Talvez precise ir por seis meses em vez de três, por exemplo, ou ir por dois anos em vez de um.

Publicidade

Por esse motivo, você não deve escolher um Psicólogo que irá maximizar seu orçamento anual de terapia em apenas seis meses.

Leia também:  Quanto custa a consulta com um Psicólogo?

Definir um orçamento sustentável fará a diferença entre ser capaz de chegar ao final da terapia ou desistir antes de fazer algum progresso real.

Não há maior desperdício de dinheiro do que pagar muito pela terapia, mas ter que parar antes de ver os resultados reais.

Quando isso acontece, você não começará de onde parou ao voltar para a terapia, mas geralmente terá que começar tudo de novo e desde o início com um novo Psicólogo.

Como definir um orçamento para terapia?

Você estabelece um orçamento para a terapia da mesma forma que estabelece um orçamento para qualquer outra coisa.

Liste as despesas fixas ​​que você tem todos os meses e, em seguida, veja quanto dinheiro sobra. Isso lhe dirá o máximo que você pode gastar.

Ao configurar um orçamento, observe quanto você gasta em cada uma das seguintes categorias todos os meses:

  • Aluguel ou prestação da casa;
  • Despesas com alimentação;
  • Despesas com transporte;
  • Contas de telefone e internet;
  • Despesas médicas fixas;
  • Pagamentos recorrentes que você não pode ou não deseja cancelar, como pagamentos de empréstimos, serviços de streaming ou academias.

O que sobra quando você subtrai suas despesas de sua renda mensal lhe dirá quanto você pode gastar em terapia mensalmente.

Uma das partes mais complicadas da criação de um orçamento é tomar decisões sobre o que você pode ou não viver sem. Quanto do que sobra depois de cobrir suas despesas fixas ​​é justo reservar para a terapia?

Você precisa pensar sobre isso com cuidado. Coisas que você pode ficar sem por um mês serão difíceis de ficar sem por um ano.

Leia também:  Religião e espiritualidade na prática da terapia psicológica

Certamente que você não pode ficar sem comprar roupas novas, ingressos para shows ou outras coisas que lhe trazem alegria enquanto estiver fazendo terapia.

A terapia não é apenas o que acontece no consultório do seu Psicólogo. É contraproducente trocar outras coisas essenciais para sua saúde mental por terapia.

No entanto, você precisa estar disposto a abrir espaço em seu orçamento, o que incluirá alguns sacrifícios.

Se você não está disposto a sacrificar nem mesmo um único serviço de streaming ocioso ou uma academia que não usa, então é sinal de que o dinheiro não é realmente o problema.

Pode ser um sinal de que você não está pronto para se comprometer com ela, e que não é o momento certo para começar.

Qual opção você deve escolher?

Há momentos em que vale a pena pagar mais pela terapia, mas nem sempre é fácil descobrir quando você deve. E pode ser difícil saber o que escolher quando as opções e orçamento são limitados.

No entanto, responder a qualquer uma ou a todas as perguntas a seguir vai ajudá-lo na decisão:

  • Você tem algum motivo pelo qual precisa iniciar a terapia imediatamente, como um evento importante, decisão ou transição que está chegando?
  • Você tem uma condição ou problema de saúde mental que requer um estilo especial de terapia para tratar com eficácia?
  • Você terá de abrir mão de necessidades diárias importantes para pagar a terapia ou pode abrir espaço em seu orçamento sacrificando algo não essencial?
  • Você tem tempo em sua agenda para a terapia agora ou precisa esperar um pouco mais tarde para começar?
  • Se você tem tempo e capacidade para ir agora, você se sente pronto?
  • Você tem tempo e recursos para se deslocar para a terapia ou precisa escolher um Psicólogo cujo consultório esteja localizado em um determinado raio de onde você mora?
Leia também:  Por que é necessário pagar pelas sessões de terapia?

Se você acabou de passar por uma crise e está lutando para se ajustar há algum tempo, a terapia será o nível certo de cuidado.

Você deve usar o seu plano de saúde?

Uma das decisões a se tomar quando você está decidindo como pagar pela terapia é usar o plano de saúde ou não. A desvantagem é que ele limita significativamente suas opções.

No entanto, isso não é um problema se você ainda não tiver certeza do que está procurando em um Psicólogo.

É importante descobrir se o tipo de terapia que você deseja é coberto pelo seu plano. Às vezes, ele cobre apenas a terapia quando é para o tratamento de uma condição de saúde mental diagnosticável.

A terapia exclusivamente para fins de crescimento pessoal geralmente não é coberta. Pergunte ao Psicólogo que você está pensando em ver se ele aceita seu plano para cobrir o que você deseja trabalhar.

A principal razão pela qual você não precisa usar o plano de saúde é se você encontrar um Psicólogo que passou uma boa impressão, mas não aceita o plano.

Encontrar um Psicólogo que seja a combinação certa é essencial para ter uma boa experiência de terapia, mas também é fácil pensar demais nisso.

A melhor combinação é quele em que você pode continuar indo, sem ter que parar apenas por causa de dinheiro.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *