O que o Psicólogo anota durante a sessão de terapia?

Mulher segurando um lápis com a mão direita enquanto escreve em uma caderneta

Categoria: Terapia online

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Acontece na maioria das sessões de terapia: você fica sentado ali, falando sobre seus pensamentos e sentimentos enquanto o Psicólogo que o ouve faz algumas anotaçõs.

Essas anotações tiram muito da atenção. Afinal, não ter acesso a esse conteúdo deixa qualquer um curioso, e ter a capacidade de ignorá-lo é bastante incomum.

Naturalmente que isso levanta uma grande questão: o que há no conteúdo dessas anotações? O que os Psicólogos escrevem varia dependendo do estilo e o espaço em que você está. Contudo, há algumas semelhanças.

Por que o Psicólogo faz anotações?

O Psicólogo faz anotações:

  • Quando percebe um tema, um padrão, ou uma conexão entre o que o paciente diz agora com algo do passado;
  • Quando há algo que quer contar ou perguntar, mas o momento não é propício;
  • Quando algo dito parece ser importante, mas o Psicólogo ainda não tem certeza;
  • Para registrar detalhes importantes;
  • Para ajudar a lembrar de algo;
  • Para ajudar a pensar.

Mas, o que você provavelmente quer saber é por que e o que significam as anotações do seu Psicólogo. O que se passa na cabeça dele? Ele descobriu alguma conexão importante?

Com o tempo, ele compartilhará as percepções com você. Ele pode lhe dizer diretamente, ou oferecer um empurrãozinho ao ver que você está perto de ter o mesmo insight.

Leia também:  Os melhores benefícios em se consultar com um Psicólogo homem

Que tipos de anotações os Psicólogos fazem?

Diferentes Psicólogos fazem diferentes tipos e quantidades de anotações:

  • Alguns anotam os pensamento negativos de seus pacientes;
  • Outros se concentram no que aconteceu no sonho que o paciente contou;
  • Um Psicólogo humanista, por exemplo, provavelmente não fará qualquer anotação.

No entanto, embora o conteúdo de suas anotações varie dependendo do tipo de trabalho que você está fazendo com seu Psicólogo, a maioria deles mantém os mesmos tipos de anotações.

Geralmente, há duas partes nas notas de um Psicólogo:

No caso das anotações realizadas durante a sessão, elas servem para:

  • Ajudar os Psicólogos a solidificarem as memórias de detalhes importantes;
  • Lembrarem de temas aos quais desejam retornar posteriormente, de modo a não interromper o paciente no momento da sessão e;
  • Avaliar o progresso da terapia.

Algumas anotações são privadas e não vão no registro do paciente. Elas são usados ​​para o Psicólogo acompanhar o caso e orientar seu trabalho. Porém, o protocolo de registro pode diferir entre locais e práticas.

Geralmente, quanto maior a instalação, mais formal é o protocolo de anotações. Porém, a ausência de anotações do Psicólogo não indica necessariamente qualquer tipo de problema com o seu tratamento, pois nem todos eles fazem anotações durante uma sessão.

Como as informações pessoais do paciente são protegidas?

Exceto em alguns casos raros, quando a sua segurança ou a de outra pessoa está em jogo, o Psicólogo não pode divulgar suas informações de saúde.

A parte importante a saber é que seu Psicólogo precisará de sua permissão para compartilhar as informações com qualquer outra pessoa. Sem sua permissão ou uma exceção justificável para proteger alguém de danos, compartilhar suas informações é uma violação ética.

Publicidade

Esses requisitos existem para dificultar que qualquer pessoa acesse fisicamente suas informações, sem o conhecimento ou permissão do seu Psicólogo. Os Psicólogos levam muito a sério qualquer divulgação de suas informações. Contudo, se você está curioso para ver o registro, saiba que está legalmente autorizado a ter acesso a ele.

Para proteger a confidencialidade, o Psicólogo limita a quantidade de detalhes que ele coloca em suas anotações. Em outras palavras, ele deixa muita coisa de fora, incluindo a maioria das coisas que são realmente interessantes para o paciente.

Leia também:  A falta na sessão de terapia é culpa do paciente ou do Psicólogo?

O paciente pode ler as anotações feitas sobre ele?

Os pacientes têm direito a ver seus registros oficiais, incluindo:

Então, o ideal, é que seu Psicólogo permita que você veja as anotações, para que se tenha uma relação transparente. Contudo, a única exceção a isso é se o seu Psicólogo acreditar que ver as anotações podem lhe causar sérios danos. Nesse caso, ele pode recusar o seu pedido. Ainda assim, o Psicólogo precisa justificar qualquer negação de acesso aos registros.

Ter um “arquivo aberto” na mesa entre você e seu Psicólogo é mais producente, para que vocês possam revisar o que conversaram pela última vez. Meu entendimento é que são seus registros, e você precisa acompanhar tudo o que está sendo registrado.

O paciente deve ler as anotações?

Existem boas razões para o paciente ler suas anotações, mas também existem boas razões para não fazê-lo.

Para descobrir se você deve ler suas anotações, primeiro pergunte a si mesmo por que deseja lê-las. Então, converse com seu Psicólogo. Diga a eles que você deseja ver suas anotações e por quê.

A curiosidade não é um grande motivo para querer ver seu prontuário. Embora não haja nada de errado com a curiosidade, as anotações feitas não satisfarão sua curiosidade (ou responderão à maioria de suas perguntas).

O que as anotações mostrarão são os objetivos de terapia, se o paciente está progredindo e as técnicas específicas que o Psicólogo está usado. Portanto, pode valer a pena lê-los se você estiver tentando tomar uma decisão importante, como abandonar a terapia ou tentar uma abordagem diferente.

Leia também:  Para que servem os relógios no consultório dos Psicólogos?

O lado bom

Ao ler suas anotações, o paciente pode obter mais informações sobre seu progresso na terapia, refletir e entender melhor a maneira como ele e seu Psicólogo trabalham juntos.

O lado ruim

A linguagem usada nas anotações pode ser confusa ou ferir os sentimentos do paciente. Pode fazer ele se sentir diminuído ou reduzido a um diagnóstico, problemas ou sintomas.

O paciente pode se sentir insultado por quão curtas e “meia-boca” algumas das notas são. Ele pode entender mal como o Psicólogo realmente o vê ou se sente sobre ele. Como resultado, o paciente pode sair com menos confiança e respeito por seu Psicólogo.

Palavras finais

Pode parecer muito interessante, curioso, e até um pouco perturbador, quando seu Psicólogo faz anotações durante a sessão. As coisas que os Psicólogos anotam são apenas uma dimensão de como eles veem o paciente, da mesma forma que uma anotação médica se concentra apenas em um joelho machucado que está sendo tratando.

Claro, essa lesão ou sintoma não é tudo sobre quem o paciente é. Na verdade, é bem provável que ele já esteja lhe contando o que está registrando, como suas percepções e interpretações do que está acontecendo. O que quer que eles tenham escrito e por quê, provavelmente não é o que você pensa.

Portanto, se você não tem certeza do motivo pelo qual seu Psicólogo está fazendo anotações e deseja saber o que há nelas, ou apenas deseja que ele faça menos anotações porque se sente desconectado, então a solução é a mesma: converse com ele.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

4 comentários em “O que o Psicólogo anota durante a sessão de terapia?”

  1. Ao finalizar a terapia, posso pedir uma cópia dessa anotações, pra ir relembrando tudo que já conversamos?

    1. Sim, pode. Também é importante destacar os aspectos sigilosos dessas anotações. Converse com o seu Psicólogo, ele vai te orientar sobre o que é permitido ou não ser compartilhado com outras pessoas. Sucesso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *