Você está tendo problemas com o seu Psicólogo?

Uma mulher tendo problemas com o seu Psicólogo e discutindo a respeito

Categoria: Terapia online

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

A relação com o seu Psicólogo é um dos aspectos mais importantes da terapia, bem como um dos mais curativos. É o principal ingrediente que faz todo o resto funcionar.

Ainda que você encontre o Psicólogo perfeito para suas necessidades, ou vá para a terapia sabendo tudo o que precisa, não haverá progresso se vocês não se conectarem adequadamente.

Você também precisa ser capaz de reparar e corrigir os problemas que encontrarão ao trabalharem juntos. Mesmo os melhores Psicólogos cometerão erros, dirão coisas erradas ou, às vezes, o entenderão mal.

E esses momentos irão, inevitavelmente, colidir com as feridas emocionais que você está tentando tratar em terapia.

Se não forem resolvidos, eles vão afastá-lo de seu Psicólogo e até mesmo fazer você desistir.

Mas, esses desacordos não precisam prejudicar a relação terapêutica. Na verdade, eles podem aprofundar o relacionamento se forem abordados adequadamente.

Qual a importância da relação terapêutica?

A qualidade da conexão que você tem com seu Psicólogo é mais importante do que qualquer outra coisa na terapia.

Isso significa que um bom relacionamento com ele é mais importante do que seu nível de experiência, ou seus pontos fortes enquanto paciente.

Leia também:  Por que você deve evitar a terapia com valor social?

Mesmo Psicólogos inexperientes obtêm melhores resultados quando são treinados em métodos que focam o fortalecimento da relação terapêutica.

Como a relação terapêutica é testada?

Um bom Psicólogo é atencioso, caloroso, compreensivo e não fará julgamentos. Experimentar um relacionamento seguro com alguém que possui essas virtudes fará muito do trabalho de cura por conta própria.

Se você confia e gosta do seu Psicólogo, então será mais fácil se abrir com ele, bem como te deixará mais motivado para fazer sua lição de casa.

Ele tem de ser capaz de criar uma alquimia essencial que permitirá que a cura e a transformação ocorram.

Mas, mesmo com um bom Psicólogo, haverá momentos em que o relacionamento entre vocês não funcionará tão bem.

Ele pode interpretar mal algo que você está tentando dizer, ou parecer desinteressado por algo que é importante.

Há muitas chances de que ele o interprete mal pelo menos uma vez:

  • Talvez um dia ele pareça entediado, ou não ria de uma de suas piadas;
  • Talvez ele brinque com algo que para você não é engraçado;
  • Talvez ele fique em silêncio enquanto você quer que diga algo.

Dói quando alguém não entende suas intenções ou interpreta mal suas palavras. O mal-entendido é como um fio d’água que corrói lentamente.

O pior é quando seu Psicólogo parece julgá-lo ou interpretá-lo mal, da mesma forma que seus pais ou outras pessoas importantes em sua vida.

A maneira como fomos mal interpretados ou rejeitados por pais, cuidadores, amigos íntimos ou parceiros está no centro de nossas feridas mais profundas.

Leia também:  A importância do respeito à privacidade no sucesso da terapia

Porém, uma das coisas mais poderosas que um relacionamento terapêutico ensina é que as coisas podem ser consertadas.

Um mau Psicólogo pode ultrapassar limites na terapia que nunca deveria. Quando isso acontece, tudo o que você precisa fazer é tentar novamente com um novo profissional.

Publicidade

Na maioria das vezes, porém, um Psicólogo é sério, ético e qualificado para o trabalho que faz. Se ele entende algo errado, precisa resolver o problema.

A coisa mais importante que você deve fazer ao se sentir magoado, incompreendido ou rejeitado na terapia é contar à ele.

Se houver um problema, não importa quão grande ou pequeno, converse a respeito. Curar rupturas de relacionamento não é apenas um trabalho de reparação, é o coração do processo terapêutico.

Quando se fala sobre mal-entendidos com seu Psicólogo, isso dá a oportunidade de testemunhar um relacionamento sendo reparado. Isso é algo que muitas pessoas nunca experimentam.

Um bom Psicólogo irá surpreendê-lo com a disponibilidade para falar sobre como consertar a relação terapêutica e com o cuidado genuíno com suas preocupações.

Essa sensação de surpresa é uma indicação de que você está vivenciando algo diferente e melhor.

Relacionamentos conectam o passado ao presente

Explorar as dificuldades que você tem com seu Psicólogo lhe dará pistas vitais sobre onde os outros falharam com você, especialmente seus pais, e as feridas emocionais e bloqueios que essas falhas criaram.

Por exemplo:

  • Se seus pais nunca se importaram com você, ou você nunca acreditou que eles se importassem, você terá dificuldade em acreditar que seu Psicólogo se importa;
  • Se seus pais ou um parceiro de longa data minimizaram seus sentimentos, você pode ter uma reação extraordinariamente forte se se sentir rejeitado ou invalidado por seu Psicólogo.
Leia também:  A terapia por telefone é capaz de destruir barreiras emocionais

Fique atento a essas reações e fale sobre elas.

A natureza específica do que o afeta pode ser uma pista importante para o que precisa ser curado. Isso é ainda mais importante se o mesmo problema se repetir em vários relacionamentos.

Grandes reações emocionais são como migalhas de pão. Se você seguir a trilha, ela acabará levando a dores, perdas ou traumas do passado que precisam de atenção.

Rastrear os sentimentos até suas raízes mais profundas vai ajudá-lo a revisitar e resolver os problemas que o afetam há anos.

Portanto, preste atenção quando uma reação ao Psicólogo parecer desproporcional ao que aconteceu durante uma sessão.

Palavras finais

Quando estiver com seu Psicólogo, você deve se sentir aquecido e seguro. A terapia precisa lhe mostrar como é ser cuidado por uma pessoa generosa e espirituosa.

Idealmente, a qualidade do relacionamento com ele corresponde ao que todos esperam de uma terapia.

Mas, mesmo assim, as coisas não serão boas 100% do tempo. Quando as coisas dão errado na terapia, é vital trabalhar com elas.

A tentativa mútua de reparação não é apenas uma parte essencial do processo, mas será uma lembrança da parte mais significativa do seu processo de cura.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *