5 formas de lidar com a crença de que você não é bom o suficiente

Uma menina de óculos com a cabeça encostada em um quadro negro, com cálculos de frações escritos

Categoria: Autoestima

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Todos nós já acreditamos no “não sou bom o suficiente” em algum momento da vida. Pensamos em coisas como:

  • “Nunca passarei no exame”;
  • “Nunca terei um bom parceiro” ou;
  • “Nunca conseguirei um cargo melhor na empresa”.

Apesar de tudo, é essencial que você desafie esses pensamentos. Se insistir neles por muito tempo, eles vão se transformar em crenças totalmente desenvolvidas, impactando negativamente sua autoestima.

Aqui estão 5 perguntas que você deve se fazer quando não estiver se sentindo bom o suficiente:

Que evidências você tem de que não é bom o suficiente?

Frequentemente, nossos pensamentos negativos são baseados em sentimentos e não em evidências. E quando paramos para examinar os fatos, percebemos que somos mais capazes do que pensávamos.

Leia também:  Por que alguém busca validação por meio das redes sociais?

Você pode até ter a “síndrome do impostor ”, um fenômeno psicológico que faz com que duvide de suas próprias realizações. As pessoas com a síndrome do impostor acreditam que seu sucesso se deve à sorte, ou a outros fatores externos, e nunca às suas próprias habilidades.

Você está se comparando injustamente com os outros?

Às vezes sentimos que não somos bons o suficiente porque estamos nos comparando com outras pessoas, mas que estão em circunstâncias diferentes.

Também podemos comparar nossas próprias fraquezas com os pontos fortes de outra pessoa.

No entanto, é importante lembrar que cada um tem sua própria jornada.

Quais são seus pontos fortes e realizações?

Concentrar-se em seus pontos fortes vai ajudá-lo a se sentir mais confiante e capaz. Reserve algum tempo para listar suas realizações e qualidades positivas.

Esta lista não precisa incluir prêmios tangíveis como um troféu, embora certamente possa. Você também pode incluir qualidades positivas que possui, como sempre fazer o seu melhor ou ser gentil com os animais.

O que de pior vai acontecer se você não for perfeito?

Às vezes colocamos muita pressão sobre nós para sermos perfeitos, mas isso é irreal e inútil. Você pode até ter atelofobia, um medo obsessivo da imperfeição ou de falhar.

Geralmente é útil se perguntar qual é o pior cenário caso não seja perfeito. Você provavelmente descobrirá que não é tão ruim quanto imaginou. Na verdade, é por meio dos erros que aprendemos, crescemos e amadurecemos.

O que você deve fazer para melhorar o que sente

Investigue as coisas que você pode fazer para melhorar seu humor e sentimentos de autoestima, incluindo:

  • Tirar uma folga;
  • Praticar o autocuidado;
  • Conversar com um amigo ou Psicólogo;
  • Fazer algo que te traga alegria.
Leia também:  "Por que ninguém gosta de mim": como superar essa crença?

Veja por que você é, sim, bom o suficiente

Existem inúmeras razões pelas quais você é bom o suficiente. Aqui estão quatro deles:

Publicidade

Você é único

Seu conjunto único de habilidades, qualidades e experiências é que fazem de você quem você é.

Ninguém mais pode ser exatamente como você, e isso o torna especial.

Você é capaz de crescer

Ninguém é perfeito, e todos têm áreas em que podem melhorar.

Porém, o fato de você reconhecer que quer melhorar e estar disposto a trabalhar nisso mostra que tem capacidade de crescer e aprender.

Você conquistou coisas em sua vida

Provavelmente já realizou muitas coisas em sua vida, grandes e pequenas. Coisas como:

  • Concluir um projeto;
  • Ser um bom amigo ou;
  • Cuidar de sua família.

Essas realizações mostram que você tem a capacidade de vencer.

Você está aqui-e-agora

Você está vivo e vivendo nesta terra, o que significa que tem um propósito e um lugar neste mundo.

Tem a oportunidade de fazer a diferença, criar algo ou contribuir para a sociedade à sua maneira.

Quais são os benefícios de acreditar em si mesmo?

Acreditar em si mesmo vai ajudá-lo a viver uma vida mais plena e satisfatória. Ela está ligada a:

  • Uma maior resiliência;
  • Melhoria da saúde mental e;
  • Melhor tomada de decisão.

Uma maior resiliência

O nível de autoestima prediz positivamente a resiliência.

A resiliência é considerada um traço de personalidade e que nos ajuda na adaptção diante dos estressores negativos, bem como manter a função psicológica.

Quando você acredita em si mesmo, tem mais confiança em suas habilidades e em sua capacidade de superar desafios. Isso vai ajudá-lo a se recuperar de contratempos e falhas, bem como permitir que se mantenha motivado e persevere em tempos difíceis.

Leia também:  Como superar o medo da rejeição?

Saúde mental melhorada

Acreditar em si mesmo vai ajudar a:

  • Reduzir a ansiedade e o estresse;
  • Melhorar seu humor e;
  • Aumentar sua sensação geral de bem-estar.

Tomar decisões mais acertadas

Quando você confia em si mesmo e em suas habilidades, é mais provável que tome decisões alinhadas com seus valores e objetivos.

Essa confiança vai lhe dar coragem para tomar decisões que, de outra forma, hesitaria em tomar.

Você também terá menos chances de duvidar de si mesmo, ou de ser influenciado pelas opiniões dos outros.

Estabelecer melhores relacionamentos

Quando você acredita em si mesmo, é mais provável que:

  • Forme relacionamentos saudáveis;
  • Esteja menos propenso a precisar da validação dos outros e;
  • Mais propenso a aparecer autenticamente em seus relacionamentos.

Relacionamentos sociais positivos, apoio social e aceitação social ajudam a moldar a autoestima positiva em pessoas de todas as idades.

Por outras palavras, sentir-se bem consigo mesmo melhora seus relacionamentos.

Por último

Acreditar que você é “bom o suficiente” é extremamente importante para o seu bem-estar geral. Vai melhorar sua saúde mental, relacionamentos e habilidades de tomada de decisão, entre muitas outras coisas.

Se você está tendo um daqueles dias onde sente que “não sou bom o suficiente”, reserve um tempo para se analisar as cinco perguntas acima.

Lembre-se de que você é uma pessoa única e que tem muito a oferecer ao mundo. Você não está sozinho.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.