Os maiores sinais de que uma criança pode ser psicopata

Menino usando um casado quadriculado e de braços cruzados, fazendo cara de mau

Categoria: Psicopatia

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Com o aumento da popularidade de várias narrativas relacionadas à crimes, de livros e podcasts, a documentários e filmes feitos para a TV, também houve um aumento inegável na consciência geral dos sinais de psicopatia, mesmo entre os membros mais jovens da sociedade.

Embora atualmente não haja nenhum teste padrão que detecte sinais de psicopatia em crianças, um número crescente de especialistas na área acredita que é uma condição neurológica que pode ser encontrada em infantes de quatro ou cinco anos.

Isso porque, por mais chocante que seja, traços neurológicos e não emocionais (como insensibilidade) podem ser genéticos e/ou ambientais.

A boa notícia é que esses sinais podem ser detectados e corrigidos bem cedo, com muitos Psicólogos sugerindo grupos de pais para crianças entre quatro e sete anos de idade. Grupos que ensinam a socializar e controlar alguns instintos.

Se você estiver seriamente preocupado com a saúde mental e o bem-estar de seu filho, consulte o seu médico de família.

Psicopata vs. Sociopata: Qual é a diferença?

Vamos começar pelas diferenças entre um psicopata e um sociopata.

  • Um psicopata é muitas vezes predisposto a comportamentos egoístas e uma completa falta de remorso. Tudo isso enquanto ainda consegue desenvolver relacionamentos saudáveis e exalando um certo charme (embora superficialmente);
  • Em comparação, um sociopata é geralmente criado por vários fatores ambientais (uma infância abusiva, por exemplo) e tende a se comportar de forma impulsiva, errática e está sujeito a explosões violentas.

Embora ambos pareçam igualmente aterrorizantes, os psicopatas são muito mais difíceis de detectar porque, com o tempo, eles aprendem a imitar as emoções humanas básicas.

Curiosamente, as crianças não podem realmente ser chamadas de psicopatas, pois atualmente é designada apenas como uma “condição de adulto”, embora certamente haja maneiras de detectar os sinais nos mais pequenos.

Leia também:  Como identificar traços de caráter psicopata em alguém?

No Brasil, o diagnóstico de psicopatia só ser feito a partir dos 18 anos. Em vez disso, as crianças que apresentam sinais de psicopatia são consideradas como tendo comportamentos antissociais.

Falta de empatia

Este é um problema. Por definição, um psicopata é alguém que exibe empatia zero pelos outros e demonstra tendências anormais ou totalmente violentas sem remorso. Portanto, nem é preciso dizer que os sinais disso em uma criança é um grande sinal de alerta.

Os psicopatas podem cair em duas categorias quando se trata de interagir em ambientes sociais:

  • Eles podem se tornar retraídos e reservados, ou muito reagentes diante de um histórico de comportamento de bullying. Esse último tipo de criança não está apenas sendo um pouco travessa, mas está ativamente mostrando uma agressividade persistente, ou;
  • Eles podem parecer insensíveis em suas ações egoístas para com os outros, e são indiferentes aos sentimentos daqueles que magoaram, seja emocional ou fisicamente.

Raiva extrema

Andando de mãos dadas com a falta de empatia estão os ataques de raiva severos. Muitos psicopatas exibem problemas comportamentais dramáticos quando crianças, desde cometer pequenos furtos até brigas no pátio da escola (onde geralmente são os agressores).

Explosivos acessos de raiva que estão fora do esperado em uma criança é um sinal alarmante de que há algo mais em jogo. Especialmente se eles vão da raiva extrema ao charme calculado no período de minutos (ou mesmo segundos). Esteja ciente das mudanças drásticas de humor e da gravidade, frequência e contexto em que ocorrem.

Comportamentos altamente manipulativos

Muitas vezes os pais são culpados de se deixarem ser enganados por seu filhos. Aqueles olhos de cachorrinho lacrimejantes ou lábios trêmulos às vezes podem nos fazer ceder até mesmo às suas demandas mais tolas e bizarras.

Mas para as crianças que exibem sinais de tendências psicopáticas, isso atinge um nível totalmente novo. A criança pode parecer sufocá-lo com amor e cobri-lo de afeto de uma maneira exagerada para conseguir o que deseja.

Publicidade

Na idade adulta, se não for controlado, isso pode aumentar de intensidade. Principalmente se eles sentirem que um parceiro romântico está se afastando.

Os psicopatas também têm a capacidade inata de perceber onde estão as suas fraquezas e podem puxá-lo para a sua teia ao explorar essas inseguranças. E sim, mesmo quando crianças!

Leia também:  Projeção: quando você é acusado de fazer o que o outro faz

Os psicopatas também se desculpam rapidamente, embora pareçam não se incomodar com a punição e mostrem falta de remorso por seu mau comportamento.

Mentira crônica

Os psicopatas são, em sua essência, mentirosos crônicos. Eles não podem evitar, pois é uma parte arraigada de sua composição genética altamente manipuladora. Eles se tornam tão bons nisso, na verdade, que se acostumam com a ideia de que não serão pegos em uma mentira.

É também parte da razão pela qual muitos psicopatas são capazes de manter relacionamentos aparentemente felizes e saudáveis, pois eles sabem o que têm a dizer para permanecer ao lado das pessoas. Tecer uma teia que se adapte à sua narrativa torna-se uma segunda natureza para eles, mesmo em uma idade jovem.

Portanto, tenha cuidado com contos exagerados e histórias bizarras que estão fora do padrão da criança imaginativa média.

Ausência de sentimentos de culpa ou remorso

Por que um psicopata, mesmo pequenino, sentiria algum tipo de remorso ou culpa por uma ação que cometeu quando quase tudo o que fazem é uma tentativa de controlar a narrativa em qualquer situação? A seus olhos, cada ação que realizam é ​​a correta. Eles estão certos, você está errado.

Dada sua propensão para manipular sentimentos e usar as pessoas para seus próprios fins, não é surpreendente que eles não sintam culpa ou remorso. Se uma criança sempre parece apática sobre como tratou mal um colega de classe ou irmão, então este ser torna um grande sinal de alerta.

Indiferença ao castigo

Regras e punições não são barreiras para um psicopata. Se você ou qualquer outra pessoa tentar dissuadir um psicopata, independentemente da idade, com ameaças de punição, você pode ficar chocado ao ver como eles são imunes a essa ideia.

Na verdade, eles processam a punição de uma maneira totalmente diferente das outras. Como resultado, eles tomam decisões mais ousadas e arriscadas e exibem uma total falta de medo que é 100% enervante de se testemunhar.

Os psicopatas tendem a acreditar que serão recompensados ​​por todas as suas ações, e que têm uma razão nobre para fazer o que fazem.

Os psicopatas criminosos, por exemplo, às vezes parecem indignados com o seu encarceramento. Eles ficam surpresos ao serem pegos e pensam que a punição é imerecida. Eles pensam que têm a regra certa e, de repente, há uma punição, dizendo-lhes que eles estão errados. Se uma criança apenas encolher os ombros ao enfrentar uma ação disciplinadora regularmente, pode ser hora de visitar um Psicólogo.

Leia também:  Os principais sinais de que você pode ser um psicopata

Uso excessivo do charme e da sedução

Graças à sua capacidade inata de imitar o charme e respostas emocionais comuns, o psicopata engana a todos quanto a seus verdadeiros pensamentos íntimos. O encantamento é possivelmente um dos traços mais assustadores de um psicopata, e um prenúncio comum dessa condição na idade adulta.

É também uma das marcas de personalidade mais difíceis de detectar. Mesmo quando crianças, os psicopatas podem ser charmosos, conversadores e prontos para entretê-lo com uma piada rápida ou uma resposta inteligente.

Crueldade animal

Se uma criança exibir sinais de crueldade com pequenos animais, como gatinhos, cachorros e pássaro, então isso também é um sinal de alerta. Um dia essa criança poderá trocar as pequenas vítimas por vítimas maiores, os humanos.

A total falta de respeito pela vida, independentemente da espécie, é importante.

Tendência de fazer xixi na cama

Não estou falando de bebês, mas daqueles que costumam fazer xixi na cama bem depois da idade “aceitável”. Contudo, não há necessidade de entrar em pânico imediatamente. Xixi na cama é mais frequentemente o resultado de outra condição médica preexistente, mas também pode ser um sinal de psicopatia.

Para os pais essa é uma condição difícil de diagnosticar, afinal a maioria das crianças sofre desse distúrbio durante a infância. Mas ainda vale a pena mencionar, já que que é uma experiência comum entre assassinos em série durante sua própria juventude.

Brincar com fogo e iniciar incêndios

A piromania, ou qualquer tipo de propensão a danificar propriedades, é um hábito comum entre jovens psicopatas e relativamente fácil de detectar.

É difícil não perceber uma lata de lixo em chamas ou uma criança riscando fósforos. A característica provavelmente surge do desejo de exercer controle sobre uma situação, especialmente se a criança nutre sentimentos de frustração ou raiva de seus pais ou outras figuras de autoridade.

Acredita-se que as chamas aliviam o tumulto em suas mentes e alimentam seu desejo de supervisionar a destruição de algo valioso.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *