Como identificar um psicopata durante a entrevista de emprego?

Um homem de costas participando de uma entrevista de emprego com 3 gerentes

Categoria: Psicopatia

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Um psicopata só é prejudicial para uma empresa se ela o contratar e depois o tolerar.

No entanto o ponto principal é que, apesar das aparências superficiais, essa definitivamente não é o tipo de pessoa que alguém deseja ter em sua empresa a longo prazo. Então, como impedi-la de se contratada?

É possível identificar um psicopata durante a entrevista?

Infelizmente, o método usual de consultar uma lista de verificação de traços psicopáticos comuns não vai servir muito bem para esse propósito, uma vez que o psicopata se apresenta de forma muito convincente e charmosa para conseguir o que deseja, incluindo trabalho.

Portanto, é melhor procurar os sinais indiretos de alguma espécie de farsa durante a entrevista de emprego, mas em um grau extremo e manipulador.

Em geral pode-se esperar, da parte do psicopata, uma ofensiva de charme em uma entrevista de emprego, muitas vezes apresentando-se de forma convincente, como sendo o candidato perfeito.

O psicopata vai demonstrar uma personalidade calorosa, charmosa e identificável, dizendo ao entrevistador tudo o que ele quer ouvir e, muitas vezes, parecendo bom demais para ser verdade.

A boa notícia é que, mesmo que ele não seja flagrado na fase de entrevista, a verificação de referências é outra grande oportunidade de identificá-los, desde que o entrevistar não o deixe manipulá-lo para pular esta etapa.

Leia também:  Como uma mãe psicopata é capaz de afetar o seu filho?

Traços comuns exibidos pelo psicopata na entrevista de emprego

Um psicopata sabe que precisa se apresentar de maneira oposta a de quem realmente é em uma entrevista de emprego. Ele é tóxico, desordenado e manipulador, mas vai se apresentar como charmoso e amigável.

Portanto, é isso que ele faz nas entrevistas de emprego. Ele coloca uma quantidade enorme de energia neste “ato de fachada”.

Publicidade

Aqui estão alguns sinais a serem observados:

  • Ele costuma se apresentar com uma arrogância forte e confiante, muito bem vestido, com um sorriso largo e um aperto de mão firme. Ele estará procurando causar uma boa primeira impressão;
  • Ele parece exalar um calor superficial e carisma, pelo menos quando alguém os conhece, de modo a deixar as pessoas cativadas por ele. O psicopata é muito carismático;
  • Uma “astúcia” e “frieza” que facilmente atraem pessoas mais materialistas e superficiais. Uma habilidade social de “bater papo” e aparentemente fazer e dizer coisas certas na hora certa. Frequentemente, parecerá socialmente muito engajado;
  • Seu charme e confiança são frequentemente caracterizados por uma total falta de timidez, autoconsciência, humildade ou dúvida. É descarado e não tem medo de se aproximar ou dizer qualquer coisa;
  • Ele é muito elogioso sobre o entrevistador, o chefe, a empresa e os arredores, talvez de forma suspeita, a fim de se insinuar o melhor que puder;
  • Ele geralmente apresenta um currículo de aparência impressionante, com falsas extensas realizações, status e estabilidade;
  • Ele apresenta uma fachada que é tão charmosa e envolvente que facilmente enganam, a ponto de renunciarmos às precauções de bom senso e apenas deixá-los entrar em nossas vidas;
  • Ele é muito engraçado e cativante, conta grandes histórias, anedotas, etc. Parece muito extrovertido, extrovertido e sociável;
  • Em suma, ele pode ler as pessoas muito rapidamente e muito bem, se comportando da maneira que as pessoas querem. Ele manipula a percepção dos outros, então raramente fará uma entrevista ruim.

Por outras palavras, o psicopata investirá uma quantidade enorme de energia para se apresentar como o candidato perfeito, sendo tudo o que alguém espera e muito mais. Se a empresa contratar essa pessoa, começará a ter sérios problemas em sua organização.

Leia também:  Por que alguém sorri durante uma discussão?

As melhores práticas para evitar a contratação de um psicopata

O melhor lugar para eliminar psicopatas é em entrevistas de emprego, mas às vezes também pode-se identificá-los na fase de verificação de referências, desde que se saiba com o que está lidando e seguir os procedimentos adequados.

Aqui estão algumas práticas recomendadas para evitar a contratação de candidatos psicopatas:

A regra do “é bom demais para ser verdade”

Se algo parece bom demais para ser verdade, provavelmente é. O entrevistador precisa desconfiar de alguém que se apresenta literalmente como o candidato “perfeito” em uma entrevista, especialmente se houver muito charme aparecendo.

É muito raro alguém se apresentar como literalmente perfeito e impecável em uma entrevista de emprego, pois todo mundo tem fraquezas, pontos fracos e falhas. O psicopata tenta criar uma imagem perfeita, mas irrealista.

Verificações de currículo

O psicopata é implacavelmente manipulador e enganador, sendo muito descarado ao colocar coisas em seu currículo que é simplesmente falso ou inventado.

O entrevistador sempre precisa verificar se o histórico do candidato é verdadeiro. Se achar que não, e houver evidências de falsificação, então precisará descartar esse candidato imediatamente, independentemente de quão bem ele se sair na entrevista.

Verificações de referência

É sempre melhor fazer verificações de caráter e de referências ao contratar alguém, especialmente aquele que parece especialmente charmoso e carismático, quase a ponto de parecer “bom demais para ser verdade”.

Quando cavamos o passado do psicopata, sua verdadeira personalidade se torna mais aparente, e é por isso que ele coloca tanta energia no encantador “ato de fachada” inicial.

Então, o ideal é seguir os procedimentos de seleção ainda mais rigorosamente com candidatos que parecem particularmente charmosos.

Qualidade das referências

Além disso, é fundamental ser cauteloso com a qualidade das referências que se recebe de candidatos particularmente charmosos.

Se o entrevistador encontrar referências não contatáveis, então está diante de um sinal de alerta. Obter continuamente apenas referências neutras é outra.

De forma mais geral, é importante atentar-se a referências que pareçam ser uma dinâmica de “amigo” com o candidato, mais do que um relacionamento profissional.

Leia também:  Como desmascarar um psicopata e suas consequências

Mais uma vez: é difícil definir uma fórmula, mas encontrar informações que simplesmente não parecem muito corretos apontam que essa pessoa pode não ser como ela se apresentou.

Como um psicopata se comportará ao entrar em uma empresa

Se um psicopata for inteligente e as práticas de contratação de uma empresa inadequadas, ele provavelmente passará por todos os estágios de recrutamento. Quer essa empresa perceba ou não, há um problema.

Assim que ele entrar, agirá de maneiras muito previsíveis e criará as conexões necessárias para solidificar seu poder e posição. Aqui estão algumas coisas a serem observadas:

  • O psicopata frequentemente procura encantar seus superiores, geralmente 2-3 ou mais níveis acima. Ele precisa se misturar com os “figurões” o mais rápido possível para solidificar sua posição na empresa;
  • O psicopata procura subir a escada muito rapidamente, buscando mais posições de poder e controle sobre pessoas e recursos, independentemente do desempenho ou capacidade;
  • O psicopata é um parasita e tende a não ter um desempenho particularmente bom;
  • O psicopata é provocativo e busca reações. Portanto, muitas vezes, estará constantemente em conflito com pessoas de baixo escalão;
  • O psicopata também lança campanhas de difamação contra aqueles de quem não gosta, tem inveja ou vê como uma ameaça. Portanto, a qualidade da força de trabalho da empresa diminuirá.

Em geral, um psicopata irá intoxicar qualquer qualquer ambiente em que entrar, incluindo locais de trabalho. Haverá um aumento na divisão, na política, na mentira, na manipulação e em outras características tóxicas.

As consequências em deixar ser enganado por loquacidade, charme superficial, atalhos no recrutamento e falta de limites adequados e integridade profissional com a gerência são claramente definidas, mostrando como elas permitem que um psicopata entre em empresas e, em seguida, obtenha à dianteira às custas de seus verdadeiros colaboradores.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.