Como reconhecer o comportamento passivo-agressivo?

Como reconhecer o comportamento passivo-agressivo?

O comportamento passivo-agressivo é um comportamento inócuo, acidental ou neutro, mas que exibe um motivo agressivo inconsciente.

O comportamento passivo-agressivo é definido como um comportamento aparentemente inócuo, acidental ou neutro, mas que indiretamente exibe um motivo agressivo inconsciente.

Pessoas passivo-agressivas são indiretamente agressivas, em vez de diretamente agressivas. Por exemplo, resistir aos pedidos de outra pessoa, procrastinando, expressando mau humor ou agindo com teimosia.

Publicidade

Alguém que é passivo-agressivo geralmente permite que outros assumam o controle, enquanto alguém que é agressivo é mais conflituoso ou diretamente enérgico. Assim, alguém passivo-agressivo exerce seu controle sobre as situações de forma menos direta ou reconhecível.

Sinais de comportamento passivo-agressivo

O comportamento passivo-agressivo aparece de várias formas:

  • Fazer um elogio indireto;
  • Dar um tratamento silencioso;
  • Recusar indiretamente uma solicitação (não dizer não, mas também não atendendo o pedido);
  • Dar desculpas em vez de dizer o que está pensando;
  • Procrastinar quando você pede que façam algo;
  • Responder às suas solicitações com sarcasmo.

Uma pessoa passivo-agressiva também afirma repetidamente que não está brava ou que está bem, mesmo quando aparentemente está furiosa e obviamente não está bem.

Ao negarem o que estão sentindo e se recusando a serem emocionalmente abertas, essas pessoas interrompem a comunicação e evitam discutir o assunto.

Exemplos de comportamento passivo-agressivo

O comportamento passivo-agressivo se manifesta de várias maneiras diferentes. Alguns exemplos incluem:

  • Demorar, nunca acabar ou dar uma resposta sarcástica à uma solicitação;
  • Dar um tratamento de silêncio sem motivo aparente e, quando você tenta falar sobre, a pessoa não diz como se sente;
  • Demonstração de insatisfação, mas quando você pergunta o que a está incomodando, a pessoa responde: “estou bem” ou “nada está me incomodando”;
  • Fazer beicinho, suspirar alto ou exibir comportamentos, como bater portas de armários, mesmo que não expressem verbalmente a infelicidade;
  • Falar sobre como faz tantas coisas para outras pessoas, mas não recebe o mesmo tratamento em troca.
Leia também:  É normal sentir atração sexual pelo meu Psicólogo?

Em ambientes pessoais, por exemplo, uma pessoa passivo-agressiva vai repetidamente dar desculpas para evitar outros como forma de expressar a sua antipatia ou raiva em relação a esses indivíduos.

Alguém que é passivo-agressivo no trabalho age com sarcasmo com os colegas ou não termina as obrigações a tempo. Outro exemplo de comportamento passivo-agressivo relacionado ao trabalho é a retenção de informações importantes, como se quisesse punir a equipe.

Efeitos do comportamento passivo-agressivo

Ser passivo-agressivo afeta negativamente os relacionamentos. Como não expressam abertamente seus sentimentos, as pessoas com quem interagem não entendem por que estão recebendo tratamento silencioso ou por que seus pedidos estão sendo ignorados.

O parceiro da pessoa passivo-agressiva se cansa de pedir algo várias vezes ou começa a se ressentir das respostas sarcásticas.

Além disso, como a pessoa que está sendo passivo-agressiva não se abre sobre como está se sentindo, a raiva ou frustração subjacente nunca é tratada. A situação continua a agravar-se em oposição à resolução dos problemas.

Funcionários passivo-agressivos enfrentam ações disciplinares no trabalho ou até mesmo são demitidos. Um aluno passivo-agressivo obtém notas baixas na escola devido a tarefas perdidas ou atrasadas, prejudicando suas notas e resultando em baixo desempenho acadêmico.

Causas do comportamento passivo-agressivo

Os comportamentos passivo-agressivos têm efeitos negativos nos relacionamentos familiares, nos romances e até mesmo no local de trabalho e na escola. Então, por que esse comportamento muitas vezes destrutivo é tão comum?

Existem algumas coisas que contribuem para a agressão passiva:

Leia também:  O que significa quando alguém te chama de amor?

Educação familiar

O comportamento passivo-agressivo pode resultar da criação em um ambiente onde a expressão direta de emoções foi desencorajada ou não permitida.

Como resultado, as pessoas sentem que não conseguem expressar os seus verdadeiros sentimentos de forma mais aberta e, em vez disso, encontram formas de canalizar passivamente a sua raiva ou frustração.

Estado de saúde mental

Há uma íntima conexão entre depressão e comportamentos passivo-agressivos. Isto se deve a uma combinação da atitude da pessoa, da forma como explica as situações negativas e da forma como responde ao sofrimento.

Circunstâncias situacionais

A situação também influencia o comportamento passivo-agressivo. Se uma pessoa estiver em um local onde demonstrações de agressão não são socialmente aceitáveis, como em um negócio ou evento familiar, ela ficará mais inclinação a responder de forma dissimulada quando ficar com raiva.

Desconforto com o confronto

Ser assertivo e emocionalmente aberto nem sempre é fácil. Quando defender-se é difícil ou mesmo assustador, a agressão passiva é uma maneira mais fácil de lidar com as emoções, sem ter que enfrentar a fonte de sua raiva.

Como lidar com pessoas passivo-agressivas?

O primeiro passo é reconhecer os sinais desse comportamento. Mau humor, elogios indiretos, procrastinação, retraimento e recusa em se comunicar são comportamentos passivo-agressivos.

Quando a outra pessoa começar a agir dessa maneira, controle sua raiva e aponte os sentimentos dela de uma forma que não faça julgamentos, mas que seja factual.

Se você estiver lidando com uma criança que está claramente chateada por ter que fazer tarefas domésticas, por exemplo, diga: “você parece estar com raiva de mim por pedir que você limpe seu quarto”.

Abordar comportamentos sem apontar o dedo ou atribuir culpas facilita a abertura deles. Também permite que as pessoas saibam que você reconhece o comportamento passivo-agressivo e não vai deixá-lo passar sem conversar.

Por fim, dê à pessoa a oportunidade de refletir sobre como estão se sentindo. Dê-lhes o espaço de que precisam para descobrir as próprias emoções e de como lidar com elas.

Leia também:  Como cobrar pacientes que não pagam o Psicólogo?

Reconhecendo os próprios comportamentos passivo-agressivos

Geralmente é mais fácil reconhecer o comportamento passivo-agressivo nos outros do que ver esses padrões em você mesmo. Se você acha que é passivo-agressivo, dê um passo para trás e observe seu próprio comportamento com um olhar imparcial.

Estas perguntas ajudarão:

  • Você fica de mau humor quando está infeliz com alguém?
  • Você evita pessoas com quem está chateado?
  • Você para de falar com as pessoas quando está com raiva delas?
  • Você adia fazer as coisas como forma de punir os outros?
  • Você usa o sarcasmo para evitar conversas significativas?

Se você acha que seus comportamentos passivo-agressivos estão prejudicando seus relacionamentos, existem medidas para mudar a forma como se relaciona com os outros:

Melhore sua autoconsciência

As ações passivo-agressivas resultam de não ter uma boa compreensão do que você está sentindo. Comece a prestar atenção ao que está acontecendo emocionalmente com você à medida que reage a diferentes pessoas e situações.

Dê a si mesmo tempo para fazer mudanças

Reconhecer seus próprios comportamentos é um bom primeiro passo para a mudança, mas alterar seus padrões e reações pode levar algum tempo. Seja paciente consigo mesmo enquanto trabalha para reduzir suas respostas passivo-agressivas.

Pratique se expressar

Compreender suas emoções e aprender a expressar seus sentimentos de maneira adequada é um passo importante para acabar com os comportamentos passivo-agressivos. O conflito é uma parte inevitável da vida, mas saber como expressar os sentimentos de maneira eficaz resultará em melhores resoluções.

Palavras finais

O comportamento passivo-agressivo é destrutivo, mas eventualmente todos nós respondemos dessa maneira.

Ao compreender o que causa o comportamento passivo-agressivo e como lidar com ele, você minimiza os danos potenciais aos seus próprios relacionamentos.

Marcar consulta online

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima