Cabeçalho site

Psicólogo online para vítimas de narcisismo em qualquer lugar do mundo

Início

Artigos

Sobre

Início » Outros » Não se preocupe com coisas que você não pode controlar

Não se preocupe com coisas que você não pode controlar

Um homem com cara de preocupado em frente ao seu computador

Este conteúdo não foi escrito por inteligência artificial.
Assim, você tem garantia de que ele possui qualidade, precisão e originalidade.


Se você está constantemente se preocupando e tentando descobrir maneiras de mudar as coisas sobre as quais não pode controlar, então este artigo fornecerá algumas estratégias para ajudar a reduzir seus níveis de estresse.

Preocupar-se com coisas que você não pode controlar prejudica sua saúde mental.

Aceite que você não pode controlar tudo

O primeiro passo para reduzir o estresse ao tentar controlar algo que está além de nosso controle é simplesmente aceitar o fato de que não somos capazes disso.

Porém, aceitação não significa resignação ou apatia, mas entender que não importa o quanto você tente, algumas coisas estão simplesmente fora de seu controle.

Livre-se do narcisismo em sua vida!

Psicólogo Emilson Silva com camisa roxa e rindo

Com mais de 12 anos de experiência, já ajudei milhares de pessoas a superarem algum tipo de abuso narcisista.

Aprender a reconhecer e aceitar esse fato vai ajudá-lo a deixar de se preocupar com o que não pode mudar.

Utilize técnicas de respiração focada

Respirar fundo ajuda a controlar os níveis de estresse, e é aí que entra a respiração focada.

Os exercícios de respiração focada são uma ferramenta eficaz para centrar-se e trazer a sua consciência de volta ao momento presente, bem como ajudando-o a desligar-se dos pensamentos de preocupação e ansiedade.

Comece concentrando-se na respiração, contando cada inspiração e expiração.

Quando feita de forma consistente, essa prática ajuda a gerenciar o estresse agudo com mais eficiência, cultivando a autoconsciência.

Redirecione os sentimentos estressantes para ações produtivas

É importante reservar um tempo para si mesmo e priorizar sua saúde mental, por meio da criação de mecanismos de enfrentamento.

Portanto, reserve um tempo para pensar nas coisas que lhe dão alegria, e aplique essas coisas em sua rotina diária.

Seja escrevendo, pintando ou praticando esportes, o envolvimento nessas atividades ajudarão a se expressar de maneira significativa e produtiva.

Além disso, essas atividades atuam como aliviadores do estresse, oferecendo uma fuga de pensamentos opressores.

Encontre pontos positivos em situações que você não pode mudar

Concentre-se em algo bom sobre as coisas que você não pode mudar e, mais importante, comemore os pequenos sucessos.

Por exemplo, tente dizer a si mesmo: “Embora minhas costas estejam doendo, ainda assim vou à academia”. Se houverem dias em que a dor é menos perceptível, expresse-se assim: “Nada mal por hoje! Eu fiz um monte de trabalho, e quase sem dor.”

Concentre-se no que você pode controlar

Concentre sua atenção nos elementos de uma situação que você pode controlar.

Isso não é tão assustador quanto parece. Pequenos passos e ajustes podem ser feitos para aliviar a sensação de estresse e, ao mesmo tempo, ajudar a criar um impulso positivo em direção aos seus objetivos.

Por exemplo, se estiver se sentindo sobrecarregado com as responsabilidades do trabalho, divida as tarefas em porções menores e mais gerenciáveis.

Além disso, concentre-se em como seguir em frente, mesmo em situações mais desafiadoras, tomando a melhor decisão com base no que você sabe agora.

Dar pequenos passos e reconhecer o progresso proporciona uma sensação de realização que ajuda a restaurar a esperança em tempos difíceis.

Cerque-se de pessoas positivas

Muita preocupação por si só o deixará louco. Converse com pessoas que te escutam e realmente entendem. Diga a seus amigos o que está te incomodando.

Ouça seus conselhos. Deixe-os compartilhar com você uma nova perspectiva sobre como lidar com coisas que estão além do seu controle.

Evite a auto-culpa

É errado colocar toda a culpa em si mesmo. Você pode ter feito algo estúpido no passado, mas ainda tem a chance de aplicar as lições aprendidas.

Repreender a si mesmo não vai adiantar nada.

Inspire-se nas histórias de pessoas que passaram por muitas dificuldades e acredite que você também pode.

Esteja ciente de seus pensamentos

Pensamentos inúteis costumam ser uma grande fonte de estresse, por isso é importante estar ciente dos pensamentos que passam pela sua cabeça.

Aprenda a reconhecer quando os pensamentos se tornam limitantes e comece a se afastar deles, redirecionando sua atenção.

Para fazer isso, reserve alguns momentos para verificar e observar como você se sente fisicamente: onde você sente a tensão em seu corpo e que emoções você está experimentando?

Quando reservamos um tempo para observar nossas próprias emoções, aprendemos mais sobre nós mesmos e começamos a diferenciar os pensamentos úteis dos pensamentos inúteis.

Isso criará mais consciência sobre a linguagem que usamos conosco, bem como nos permite escolher conscientemente como redirecionar nossos pensamentos.

Tire mais tempo de folga

O trabalho tende a nunca acabar, e as pessoas sempre vão te pedir alguma coisa.

Então, se você não fizer pausas, inevitavelmente haverão interrupções.

Aprenda a dizer “não” e determine uma hora para descanso, quando ninguém no mundo pode te pedir nada, e você não deve nada a ninguém.

Não tente parecer melhor do que é

Às vezes não podemos relaxar e aceitar a nós mesmos como somos por uma razão um tanto ridícula: queremos parecer melhores do que somos, ser como outra pessoa, mesmo que nem sempre seja uma pessoa real.

Então, pare imediatamente com isso e veja como as coisas começam a se encaixar e funcionar.

Imitação e inveja são assassinos da personalidade e da paz de espírito.

Livre-se do narcisismo em sua vida!

Psicólogo Emilson Silva com camisa roxa e rindo

Com mais de 12 anos de experiência, já ajudei milhares de pessoas a superarem algum tipo de abuso narcisista.

Palavras finais

O estresse é uma parte inevitável de nossas vidas, e nem sempre é fácil de administrá-lo.

Uma das maiores causas de estresse é a preocupação com coisas que não podemos controlar. Também é frustrante e opressor sentir que você está à mercê de circunstâncias fora de seu controle.

No entanto, concentrando-nos no que podemos controlar, praticando a atenção plena e buscando apoio quando precisamos, podemos aprender a administrar nosso estresse e encontrar paz interior.


Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *