Aprendendo como e quando dizer não às pessoas

Mulher com a palma da mão estendida

Categoria: Outros

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

São apenas três letras, mas aprender como e quando dizer não parece muito difícil, e até complicado. Para muitos de nós, dizer não é estranho. É como se fosse algo errado.

Então, sempre que alguém lhe pedir para fazer alguma coisa, você deixa escapar: “Sim! Certo! Claro!”. Quando, na realidade, você sente o oposto e prefere fazer cerca de mil outras coisas. Talvez até se sinta bem em dizer sim, mas sua paciência está se esgotando ou já se esgotou.

Aqui está a boa notícia: dizer não é uma habilidade possível de ser apriorada. Quanto mais você aprender a dizer não, mais natural vai parecer.

Existem várias maneiras de desenvolver a habilidade de dizer não em diferentes situações, mesmo que pareça que você está fazendo isso do zero.

Por que dizer não parece difícil?

Para começar é importante perceber que, se dizer não é um desafio, então você não está sozinho. Muitas pessoas concordam com coisas, mesmo que prefiram não fazer, simplesmente para evitar o considerável desconforto de dizer não.

Como criaturas sociais que querem fazer parte do rebanho, também queremos preservar nossos relacionamentos. Então, podemos dizer sim porque não queremos ser vistos como pessoas difíceis, ou não queremos decepcionar um bom amigo e ferir seus sentimentos.

Também é possível que você diga sim porque deseja muito ajudar. Porém, esquece que sua capacidade de acomodar os outros não é um poço sem fim.

Leia também:  Como saber se é amor ou love bombing?

Em outros casos, como em uma situação de trabalho, podemos nos preocupar que dizer não comprometa nossa capacidade de realizar uma determinada tarefa. Dito de outra forma, achamos que o declínio nos faz parecer incompetentes.

Por que saber quando dizer não é uma coisa boa?

Dizer não é uma das melhores formas de autocuidado em que podemos nos envolver. Dizer não nos ajuda a:

  • Criar espaço em nossas agendas para descansar e recuperar as energias;
  • Nos envolvermos com atividades que realmente se alinham com nossos objetivos atuais;
  • Estabelecer limites com entes queridos e colegas.

Em última análise, dizer não nos dá um maior controle sobre nossas vidas, bem como nos dá a oportunidade de construir uma vida plena e significativa em nossos próprios termos.

Afinal, só podemos ter poder sobre nós mesmos. Então, vamos exercer esse poder.

Quando realmente dizer não?

Para iniciar o processo de descoberta de quando dizer não, faça a si mesmo estas perguntas sempre que não tiver certeza de como proceder:

  • Dizer sim me impedirá de me concentrar em algo que é mais importante?
  • Esse projeto, oportunidade ou atividade em potencial está alinhado com meus valores, crenças e objetivos?
  • Quais são meus principais valores, crenças e objetivos atuais?
  • Dizer sim me deixará ainda mais cansado ou esgotado?
  • Dizer sim será bom para minha saúde mental? Ou vai piorar meus sintomas?
  • No passado, quando eu disse sim, acabei me arrependendo?
  • Quando é mais provável que eu aceite uma solicitação que prefiro recusar?

Além de explorar as questões acima, pode ser útil trabalhar com um Psicólogo se isso for uma possibilidade para você. Ele vai ajudá-lo a identificar o que você precisa e o que o impede de dizer não.

Quando dizer não de forma adequada?

Aqui está outra grande coisa sobre dizer não: você pode recusar um pedido usando a gentileza, a gratidão e o respeito. A seguir você encontrará uma estrutura simples e sem complicações para dizer não, juntamente com exemplos da vida real.

Seja transparente

Uma resposta tediosa pode tornar a conversa estranha e confundir a pessoa que fez o pedido. Seja claro com seu não, para que ninguém fique confuso e imaginando o que você está tentando dizer.

Maneiras claras e gentis de recusar algo:

  • “Infelizmente vou precisar rejeitar isso.”;
  • “Sinto muito, meu amigo, mas não posso.”;
  • “Infelizmente, não posso.”;
  • “Obrigado, mas isso não vai funcionar para mim.”;
  • “Não, eu não sou capaz de fazer isso.”.
Leia também:  Quais os limites do toque físico entre Psicólogo e paciente?

Frases a evitar:

  • “Hum, eu não sei.”;
  • “Não tenho certeza.”;
  • “É difícil dizer.”;
  • “Bem, talvez eu pudesse fazer isso. Mas…”

Estenda a gratidão genuína pelo pedido

Você pode ter dificuldade em dizer não porque o pedido ou a pessoa que faz o pedido significa muito para você. Então, naturalmente, você se sente mal por dizer não.

Por todos os meios, mostre a outra pessoa sua apreciação, mas ainda assim permaneça firme. Expresse sua gratidão:

  • “Obrigado por pensar em mim!”;
  • “Estou honrado!”;
  • “Eu aprecio muito que você pergunte.”;
  • “Você vindo até mim realmente significa muito.”;
  • “Estou imensamente grato.”

Dê uma breve explicação, se você quiser

Apenas um “não” pode ser uma frase completa. Mas se você quiser oferecer uma explicação, que seja curta e gentil.

Alguns cenários cotidianos possíveis incluem:

  • “Muito obrigado pelo convite para a festa! Não poderei ir porque estou aproveitando o fim de semana para descansar depois dessa semana agitada. Parece que vai ser um grande evento.”;
  • “Agradeço muito esta oportunidade! Infelizmente, estou ocupado durante todo o mês. Obrigado, mais uma vez, por perguntar.”

Ofereça uma alternativa

Às vezes você gostaria de dizer sim, mas ainda não é o momento, ou há alguma outra razão que você não pode aceitar. Se for esse o caso, ofereça uma alternativa com a qual você se sinta confortável e que atenda às suas necessidades.

Alguns cenários cotidianos possíveis incluem:

  • “Eu realmente aprecio você me pedindo para estar em seu podcast. Vou ter que rejeitar porque não vou dar nenhuma entrevista enquanto escrevo meu livro. No entanto, por favor, entre em contato comigo em setembro.”
  • “Estou honrado que você queira que eu seja parte de seu projeto. Infelizmente, minha agenda está cheia no momento. Se pudermos adiar a data de vencimento em algumas semanas, ficarei feliz em participar.”
  • “Infelizmente não poderei assar minha famosa lasanha. Mas estou feliz em pegar comida para viagem!”.
  • “Eu realmente sinto muito que você esteja tendo um momento tão difícil. Não posso ficar o fim de semana todo, mas estou livre no momento. Como posso apoiá-lo agora ?”
Leia também:  Por que as pessoas te bloqueiam nas redes sociais?

Ofereça outro recurso

Se você tiver tempo, desejo e conexões, ofereça outra pessoa ou recurso que eles possam apreciar.

Compartilhar outras recomendações significa que você ainda está sendo útil, o que, para muitas pessoas, é um valor fundamental.

Alguns cenários cotidianos possíveis incluem:

  • “Muito obrigado pelo convite para falar em seu evento, está incrível! Não estou em posição de assumir compromissos agora, então vou precisar recusar. Porém, aqui estão alguns colegas que podem se interessar.”
  • “Ei, obrigado por confiar em mim para ajudá-lo a se mudar! Infelizmente, meu joelho está piorando de novo, mas eu pessoalmente conheço alguns universitários que estão pedindo pequenos trabalhos. Posso colocar você em contato com eles?”

Quando “talvez” é a melhor resposta

Em alguns casos, você simplesmente pode não ter certeza do que quer fazer. No entanto, talvez seja uma oportunidade incrível para você tentar refazer sua agenda. Talvez você queira ajudar um amigo, mas o pedido é grande demais.

Antes de dizer não, descubra o que você realmente quer. É um não verdadeiro e completo? Ou é um não para agora? De qualquer forma, você pode precisar de tempo para pensar no pedido.

Publicidade

Considere as consequências negativas e positivas de aceitar ou recusar um pedido. Respirar e esperar alguns minutos permitem que você seja mais atencioso em seu não, e possivelmente evitar um sim instintivo, ou até mesmo um não apressado.

Palavras finais

Dizer não é difícil para muitas pessoas. Então, deixamos escapar sim a pedidos que preferimos recusar, e onde frequentemente acabamos nos arrependendo.

Muitas vezes acreditamos que estamos protegendo outras pessoas dizendo sim quando queremos dizer não. Ser transparente sobre nossos sentimentos, necessidades e limites leva a relacionamentos mais saudáveis ​​e autênticos.

E dizer não e honrar seus sentimentos, necessidades e limites também leva a uma pessoa mais saudável.

Felizmente, dizer não é uma habilidade que qualquer um pode desenvolver. O segredo é continuar praticando.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *