Cabeçalho site

Psicólogo online para vítimas de narcisismo em qualquer lugar do mundo

Início

Artigos

Sobre

Início » Outros » O paciente deve pagar pela falta na sessão de terapia?

O paciente deve pagar pela falta na sessão de terapia?

Este conteúdo não foi escrito por inteligência artificial.
Assim, você tem garantia de que ele possui qualidade, precisão e originalidade.


O paciente deve pagar pela falta na sessão de terapia? Sim, é completamente normal e muito comum um Psicólogo cobrar o valor total de uma sessão se o paciente faltar.

Primeiro é necessário diferenciar cancelamento de falta, que são dois comportamentos diferentes:

  • Cancelamento: quando um paciente comunica com antecedência um pedido de suspensão de sua sessão de terapia, mesmo que seja em curto prazo (normalmente em menos de 24h antes do início da sessão);
  • Falta: quando o paciente não comunica a sua ausência à sessão de terapia previamente agendada.

A política de cancelamentos e faltas

Uma política de cancelamentos e faltas permite ao Psicólogo definir claramente sobre o que pode acontecer se um paciente cancelar a sessão em menos de 24 ou faltar.

Ainda que cancelamento e falta se refiram a comportamentos diferentes, a maioria dos Psicólogos os trata da mesma maneira e a maioria deles têm uma política por escrito, onde estabelecem claramente os parâmetros e circunstâncias que a cobrança acontecerá.

Livre-se do narcisismo em sua vida!

Psicólogo Emilson Silva com camisa roxa e rindo

Com mais de 12 anos de experiência, já ajudei milhares de pessoas a superarem algum tipo de abuso narcisista.

Se o paciente e o seu Psicólogo não tem essa política por escrito, então o paciente não poderá ser cobrado.

Por que há uma política de cancelamentos e faltas?

Psicólogos tem uma política de cancelamentos e faltas por três motivos principais:

  1. O tempo do Psicólogo é valioso;
  2. O progresso do paciente na terapia diminui;
  3. Outros pacientes perdem, afinal o cancelamento ou falta está tirando a vaga de outra pessoa disposta a aparecer e pagar pelo horário;

Ter uma política de cancelamentos e faltas garante que os pacientes levem o processo de terapia a sério, em vez de desperdiçar o tempo do Psicólogo, do próprio tempo e dinheiro.

Sem essa política, os pacientes da terapia provavelmente não compareceriam ou cancelariam com mais frequência.

Quanto o Psicólogo cobra?

Cada Psicólogo desenvolve sua própria estratégia para isso:

  • Se o paciente estiver pagando um atendimento particular: será cobrado o preço total ou uma porcentagem definida desde o início;
  • Se o paciente utiliza planos de saúde: embora cada plano tenha suas próprias regras, normalmente eles não reembolsam os Psicólogos pelos cancelamentos e faltas. Nesse caso os Psicólogos cobram diretamente do próprio paciente.

O preço que o Psicólogo escolhe cobrar depende exclusivamente dele.

Em grande parte dos casos, o parâmetro utilizado é quanto eles podem cobrar de modo que não se sintam amargurados.

Assim, eles não guardarão nenhum ressentimento em relação aos seus pacientes quando eles reaparecerem.

Claro, nem é preciso dizer que nutrir sentimentos amargos em relação aos pacientes provavelmente prejudicará o processo terapêutico, ou até mesmo provocar a sua finalização antecipada.

Também é importante ressaltar que cancelamentos frequentes (3 ou mais em 6 meses ou 2 consecutivos) e/ou faltas resultarão no término do tratamento.

Existem exceções?

Muitos Psicólogos abrem mão do pagamento na primeira vez que um paciente cancela ou falta na sessão de terapia.

Isso oferece uma boa oportunidade de reiterar a política para que os pacientes estejam totalmente cientes da próxima vez que isso acontecer.

Eles também podem propor outras exceções na política de cancelamentos e faltas.

Por exemplo, se um do pacientes sofre um acidente de carro, está ou tem um parente próximo doente, então renunciam à cobrança de uma sessão cancelada dentro de um curto prazo.

Porém, mesmo nesses cenários, é importante que o paciente sempre comunique o Psicólogo, ao invés de simplesmente faltar.

Por exemplo, se um paciente está com gripe há dias e simplesmente faltou à sessão sem avisar, é justo que o Psicólogo cobre pela falta.

Além desses tipos de exceções, a maioria dos cancelamentos e faltas ocorrem porque o paciente esqueceu-se de seu compromisso. Nesses casos a sessão sempre será cobrada.

Certifique-se de saber quais são as exceções que seu Psicólogo oferece antes de começar a fazer terapia.

Como ele a implementa?

Psicólogos que tem política de cancelamentos e faltas normalmente seguem estas regras:

Usam termos de consentimento

Mencionam por escrito quais as circunstâncias em que os cancelamentos e faltas serão cobrados. Isto inclui o quanto e como a cobrança acontecerá.

Repetem o acordo na primeira sessão

Sejamos honestos, na maioria das vezes nem lemos direito a papelada que assinamos. No início da primeira sessão, o Psicólogo relembrará sua política de cancelamentos e faltas.

Lembram os pacientes da política

Alguns dizem algo como: “só como um lembrete, eu cobro pelas sessões canceladas em menos de 24 horas, e enviarei uma fatura por e-mail.”.

Perguntam sobre dúvidas eventuais

Bons Psicólogos convidam o paciente a compartilhar quaisquer dúvidas ou preocupações sobre a política de cancelamentos e faltas durante a sessão seguinte. O paciente médio entende completamente a política.

Perguntarão mais a respeito

Alguns pacientes cancelam ou faltam as sessões com bastante regularidade. Quando isso acontecer, o Psicólogo verificará as implicações terapêuticas.

Modelo de política

Espero que você tenha achado essas dicas úteis no entendimento de como funciona uma política de cancelamentos e faltas de um Psicólogo.

Eles são livres para redigirem a política da maneira que desejar, mas se gostaria de ter um exemplo, aqui está um modelo:

  • “Uma vez que o agendamento de uma sessão envolve a reserva de um horário exclusivamente para você, um mínimo de 24 horas de antecedência é necessário para remarcar ou cancelar uma consulta”;
  • “Se por algum motivo você faltar ou uma sessão for cancelada com menos de 24 horas de antecedência, o valor total será cobrado”.

Tanto o paciente quanto o Psicólogo também devem perguntar se há a opção de se encontrarem virtualmente, caso alguma das partes não puder comparecer a uma sessão presencial.

Se você tiver outros planos no dia da sua sessão de terapia, tudo bem! Mas o Psicólogo precisa saber com antecedência.

Basta ligar (ou mandar um e-mail) informando-o o mais cedo possível. Não seja um paciente ghost!

Livre-se do narcisismo em sua vida!

Psicólogo Emilson Silva com camisa roxa e rindo

Com mais de 12 anos de experiência, já ajudei milhares de pessoas a superarem algum tipo de abuso narcisista.

Desde que você cancele com mais de 24 horas antes da sessão, você :

  • Não será cobrado;
  • Não estará prejudicando seu Psicólogo e;
  • Não estará prejudicando outros pacientes.

Por outro lado, se cancelar com menos de 24 horas de antecedência, será cobrado com base nos motivos explicados anteriormente.

Mas ainda assim é importante que você avise o profissional, para que ele não fique tão preocupado.


Comentários

3 respostas para “O paciente deve pagar pela falta na sessão de terapia?”

  1. Avatar de Amanda Said
    Amanda Said

    Na verdade eu quero saber e quando a psicóloga falta. Falaram tanto do paciente, mas quem faltou foi a psicóloga. Simplesmente mandou uma mensagem no dia da sessão dizendo que não ia poder atender e até semana que vem. Apenas isso. Já está pago desse mês todo, e quando isso acontece, ela é obrigada a repor o dia ou teria um desconto desse dia no próximo pagamento?

    1. Amanda, obrigado pelo seu comentário e sua sugestão de tema. Prometo escrever algo a respeito em breve.
      Quanto a sua dúvida, os Psicólogos devem, sim, repor esse dia. Quanto ao desconto vai depender do acordo que há entre vocês.
      Minha recomendação é que não se pague o mês todo, mas sim por cada sessão individualmente. Financeiramente pode ficar mais oneroso mas, por outro lado, você ganha segurança. Espero ter ajudado!

  2. Avatar de Robson Gurgel
    Robson Gurgel

    Artigo muito interessante. Combinar, formalmente e por escrito quanto as faltas e cancelamentos, fortalece as relações e a transparência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *