Você pode ser amado por alguém com borderline?

Mulher com cabelos castanhos abraçada à um homem de barba e terno azul

Categoria: Borderline

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Ser amado por alguém com borderline é possível? Veja o relato de alguns pacientes a respeito da relação com alguém que foi diagnosticado com Transtorno de personalidade borderline:

  • Helena (nome fictício) à respeito do marido: “Ele é um homem maravilhoso e amoroso, muito bom para mim e gentil com nossos filhos. Mas de vez em quando ele perde a paciência e, quando isso acontece, parece que tudo o que eu digo, ou qualquer coisa que as crianças façam, piora as coisas. Se formos compreensivos e calmos, ele sentirá que o estamos menosprezando e rebaixando-o. Se defendermos nossa posição ele diz que não estamos valorizando sua experiência. Ele nunca fere fisicamente nenhum de nós, e sei que nos ama muito. Tenho certeza de que sua raiva faz mal às crianças, mas elas o amam. Minha família acha que eu deveria deixá-lo, mas não acho que isso seria bom para nenhum de nós.”
  • Augusta (nome fictício) à respeito da irmã: “Ela tem sido assim a vida toda. Meu pais a estragam porque se não lhe derem o que ela quer, ela torna a vida deles um inferno. Ela grita com eles, diz que são péssimos pais e ameaçam cometer suicídio se não fizerem o que ela quer. O problema é que, quando ela está bem, ela é ótima. Divertida, inteligente e até atenciosa. Mas ela também pode ser manipuladora e má. É muito difícil para mim, porque sei que ela está magoando nossos pais.”
  • Felipe (nome fictício) à respeito de sua mãe: “Ela pode explodir em um nanossegundo, destruindo todos em seu caminho. E metade do tempo, não, mais da metade, não sabemos o que a deixou tão chateada. Mas se tentarmos perguntar a ela racionalmente sobre o que a deixou tão brava, ela só vai piorar. Aprendemos a correr e tentar acalmá-la e esperar que a raiva passe. E então ela se torna extremamente amorosa por um tempo. Mas estou cansado ​​disso.”
Leia também:  Os 6 maiores sinais de que um borderline ama você

Embora sempre leve em consideração os relatos de familiares e amigos, nenhum diagnóstico pode ser feito apenas com base nesse tipo de informação. Mas todos esses comportamentos são consistentes com um possível diagnóstico de transtorno de personalidade borderline.

Características comportamentais do borderline

O borderline tem uma série de sintomas e variações. É uma doença marcada por um padrão contínuo de humores variados, autoimagem e comportamento.

Publicidade

Os sintomas desse transtorno são frequentemente descritos de forma negativa, por exemplo:

  • Impulsividade;
  • Incapacidade de tolerar a separação;
  • Agressão;
  • Mudanças de humor;
  • Autoimagem negativa e;
  • Tendência suicida.

É possível ser amado por alguém com borderline?

Apesar dos sintomas negativos, há outra característica apresentada por muitos indivíduos borderline, e que muitas vezes é deixada de fora do quadro diagnóstico: eles podem, sim, amar intensamente, embora de forma um tanto errática e egocêntrica.

Leia também:  O sincero depoimento de quem namorou com uma borderline

Existem muitas teorias sobre como um indivíduo desenvolve o borderline, variando de aspectos biológicos, neurológicos e traumas da infância (muitas vezes incluindo perda traumática, negligência ou abandono) a distúrbios familiares.

Seja o que for que tenha feito seu alguém ser assim, o importante a lembrar é que é possível ser amado por alguém com borderline. Desde que você permaneça ciente dos altos e baixos e de outras dificuldades, a possibilidade de um relacionamento rico, significativo e satisfatório é possível.

A maior dificuldade para as pessoas que amam alguém com diagnóstico de borderline é que, quando as coisas vão bem, elas começam a acreditar que as coisas não ficarão ruins novamente. Afinal, se a pessoa pode ser tão maravilhosa às vezes, então deveria ser capaz de ser assim o tempo todo.

A realidade é que nenhum de nós fica com o mesmo humor ou mantém o mesmo conjunto de sentimentos o tempo todo. As pessoas com borderline tendem a ter flutuações mais dramáticas do que as pessoas sem o transtorno.

Na verdade, por causa das variações de humor, que vão da felicidade à depressão, o borderline às vezes é diagnosticado como um transtorno do humor. Infelizmente, embora alguns medicamentos para transtornos do humor possam ser úteis para o borderline, eles não podem curar o transtorno.

O que fazer para ser amado por alguém com borderline?

Então, o que você pode fazer para ser amado por alguém com borderline? Aqui estão cinco sugestões que podem ajudar a namorar um borderline:

Reconhecer que os distúrbios não desaparecem

Seu parceiro viverá com os sintomas e problemas relacionados ao longo da vida, e você também, se decidir ficar com ele. Reconhecer essa possibilidade o salvará da frustração e da dolorosa decepção ao longo dos anos.

Leia também:  Consequências de ser criado por um pai borderline

Incentive seu parceiro a obter ajuda

A terapia é uma excelente forma de aprender e lidar com o borderline, além de desenvolver um controle de compreensão sobre seus comportamentos. Alguns medicamentos usados ​​para depressão, ansiedade e alterações de humor também podem ajudar.

Não leve para o lado pessoal

Embora eles possam acusá-lo de ser a causa de sua dor e de seu comportamento problemático, é o distúrbio, não você, que o causou.

Obtenha apoio externo

Seus próprios amigos e família, trabalho, exercícios, trabalho voluntário, quase qualquer atividade e qualquer pessoa que o ajude a manter sua autoestima são fundamentais ​​para ajudar seu relacionamento. A ajuda profissional também pode ser útil.

O mais importante de tudo

Eles são quem são, e isso não é sua culpa e nem sua responsabilidade. Isso não quer dizer que alguém com borderline não possa mudar. A terapia pode abordar diferentes aspectos de seu comportamento, ajudá-los a controlar os sentimentos intensos e trabalhar com o medo da separação e do abandono. Se estiverem dispostos, e forem capazes de fazer o trabalho, haverá mudanças importantes na maneira como lidam com o mundo. Mas você não pode fazer isso por eles.

Se vocês dois forem capazes de controlar a intensidade de suas emoções, os impulsos confusos e o nível de medo da separação, então será possível ser amado por alguém com borderline.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

2 comentários em “Você pode ser amado por alguém com borderline?”

  1. Boa noite quero me aprofundar nesse assunto !! Bordelaine !!

    Estou conhecendo uma mulher com bordelaine gosto muito dele queria entender para nao magoar ela !!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *