O segredo para conseguir o perdão do parceiro

Casal se abraçando durante um pôr-do-sol.

Categoria: Infidelidade

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Conseguir o perdão do parceiro não é apenas questão de pronunciar algumas palavras. É uma forma de mostrar que você aceita o seu erro e que aprendeu com ele. É necessário passar algum tempo pensando sobre suas ações, e como elas afetaram a pessoa que você prejudicou.

O bom é que a maioria de nós entende quando os erros causam profundo sofrimento emocional. Quando magoamos pessoas de quem gostamos, a culpa nos faz sentir péssimos, então queremos nos desculpar. Sentimos que não podemos seguir em frente até dizermos “sinto muito”.

Mesmo que uma pessoa seja gentil o suficiente para te perdoar, ela pode fazê-lo com tristeza no coração. Ela o perdoa, mas também sofre uma grande dor silenciosa toda vez que suas mágoas passadas são lembradas.

Publicidade

Esteja você tentando o perdão do parceiro romântico ou qualquer outra pessoa, aqui estão algumas coisas que seu pedido de desculpas precisa incluir para não soar como uma desculpa barata:

  • Assumir a responsabilidade. Reconheça o que você fez e quais foram as consequências para a outra pessoa. Afinal, as vítimas veem as pessoas que as prejudicaram de uma maneira mais positiva quando estas assumem a responsabilidade;
  • Expressar o remorso. Diga à outra pessoa como você se sente quando pensa no que fez. Se possível, tente se concentrar mais em sentimentos de arrependimento do que em sentimentos de vergonha;
  • Mudar seu comportamento. Diga que gostaria de melhorar as coisas e pergunte à outra pessoa o que pode ajudar. Descreva como você planeja mudar seu próprio comportamento;
  • Descrever suas esperanças para o futuro do relacionamento. Talvez você espere que a outra pessoa se sinta segura com você novamente, ou que vocês possam ser amigos algum dia. Lembre-se, porém, que a pessoa magoada é quem decide se perdoa, e que tipo de relacionamento deseja no futuro.
Leia também:  Sinais da infidelidade

O perdão é especialmente difícil se o ofensor não sente ou expressa arrependimento. Apenas algumas pessoas têm o desejo ou a força de perdoar sem que tenhamos que pedir. A chave é mostrar que você tem um grande desejo de mudar para melhor e não repetir seu ato prejudicial. Depois de fazer isso, poderá pensar em como cumprir suas promessas.

Claro, nem todo pedido de desculpas será perfeito. Mas, na medida em que você seguir o máximo possível das dicas anteriores, especialmente a parte da responsabilidade, maior serão as chances de conseguir ser perdoado.

O perdão é uma ferramenta útil para reduzir sentimentos de raiva, ressentimento e reparar relacionamentos. Ao pedir perdão, devemos nos importar genuinamente com o que o parceiro têm a dizer. Sempre devemos respeitar seus limites, pois ele pode não estar pronto para fazer as pazes.

Infelizmente também é possível que a pessoa que você magoou nunca o perdoe, e mesmo que o perdoe, pode ser que nunca mais o queira de volta. Isso é terrivelmente doloroso, mas é algo que você tem que aceitar. Afinal, o processo de responsabilidade não é sobre sua culpa: trata-se de atender às necessidades do parceiro e descobrir como fazer melhor no futuro.

Leia também:  Será que vale a pena perdoar alguém que te traiu?

Embora isso seja compreensivelmente difícil de vivenciar, a verdade é que ninguém lhe deve perdão e você não decide como as outras pessoas se sentem a seu respeito. Afinal, forçar alguém cujos limites você já ultrapassou anula o propósito de pedir desculpas.

Embora não ser perdoado faça você sentir que não há como seguir em frente, lembre-se de que, em última análise, a decisão da outra pessoa de perdoá-lo é menos importante do que sua própria decisão de assumir a responsabilidade e crescer.

Você pode, no entanto, controlar se deseja ou não aproveitar essa experiência como uma oportunidade de crescimento. Na verdade, é sua responsabilidade tomar medidas para corrigir o mal que você causou e se tornar uma pessoa mais saudável e feliz.

Leia também:  É traição ficar com outro quando se dá um tempo no namoro?

É comum prejudicamos outras pessoas porque nós mesmos fomos prejudicados e infligimos dor porque sentimos dor. Para mudar nossos comportamentos nocivos, precisamos chegar à causa raiz de por que fizemos o que fizemos, e isso geralmente significa entender e buscar ajuda para dor, trauma ou necessidades humanas não atendidas.

A autorresponsabilização é aprender como prejudicamos os outros, por que prejudicamos os outros e como podemos parar.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *