Pode fazer contato com o Psicólogo entre as sessões de terapia?

Pode fazer contato com o Psicólogo entre as sessões de terapia

Categoria: Terapia online

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Não há nenhuma regra dizendo que você não pode entrar em contato com seu Psicólogo entre as sessões de terapia. Porém, nem sempre está claro se essa é ou não a melhor ação a se tomar.

Isso levanta outras questões como:

  • Se eu fizer isso, ele vai responder?
  • Como o Psicólogo irá me responder?
  • Existem outras opções alternativas?

Vivemos na era da informação instantânea

Nós já nos acostumamos ao acesso rápido e fácil à informação, então sempre que temos uma dúvida, procuramos a resposta na Internet.

Quando entramos em contato com alguém, pessoalmente ou profissionalmente, sempre esperamos uma resposta.

Não existe uma resposta padrão

Por mais que eu queira dar um conjunto padrão de respostas sobre as respostas dos Psicólogos ao contato entre as sessões de terapia, eles são únicos em termos de limites, expectativas e, finalmente, suas respostas.

A maioria dos Psicólogos celebra um contrato com paciente no início da primeira sessão. E, embora possa ser tentador passar rapidamente por essas regras descartando-os como apenas mais um exemplo de letras miúdas, infelizmente corre-se o risco de ignorar informações importantes.

As políticas em relação ao contato entre as sessões de terapia estão claramente definidas ali. Os pacientes também têm o direito, e devem, perguntar diretamente quais são os parâmetros do Psicólogo.

Leia também:  Por que você deve evitar a terapia com valor social?

Os diferentes cenários possíveis

Agora que eu disse que não há como ser específico diante de Psicólogos com políticas de contato específicas, também considero útil examinar os motivos mais comuns para entrar em contato com seu Psicólogo entre as sessões.

Agendamento da segunda sessão

Alguns pacientes optam por agendar a segunda sessão no final da primeira, enquanto outros optam por agendá-la somente algum tempo depois:

  • O Psicólogo permite o agendamento de forma online? Familiarizar-se com a forma de agendamento do Psicólogo e utilizá-la economiza muitas idas e vindas;
  • O Psicólogo é um profissional independente ou faz parte de uma clínica? Se for independente, terá que agendar diretamente com ele caso o modo online não esteja disponível, enquanto que na clínica normalmente há um pessoal de apoio que fará o agendamento para você;

Esquecer quando é a próxima sessão

Em um mundo agitado e com muitos compromissos, é relativamente fácil esquecer quando é a próxima sessão de terapia:

  • Você tem acesso a alguma lista que mostra suas próximas sessões? Esta é a maneira mais rápida e fácil de obter a resposta sobre quando será sua próxima sessão;
  • De que outra forma você pode descobrir? É importante enviar um e-mail ou telefonar para o seu Psicólogo e perguntar. Ninguém, tanto paciente quanto o Psicólogo, gostam de perder uma sessão.

Cancelar uma sessão

A maneira mais rápida de fazer isso é de forma online, se disponível, onde o email é uma opção. Se o cancelamento for urgente, melhor usar o telefone:

  • Qual é a política de cancelamento do seu Psicólogo? A maioria deles solicita entre 24 a 48 horas para que os pacientes evitem alguma penalidade financeira, normalmente o preço cheio da sessão;

Muitos Psicólogos gostam e aprendem com os recursos que os pacientes compartilham. Eles podem incluir recomendações de livros, artigos de blogs ou outros links:

  • Ao compartilhar essas informações você aguardando uma resposta? Os Psicólogos podem ou não responder, dependendo da política de contato entre as sessões de terapia.
  • Você ficará ressentido se não receber uma resposta? A falta de resposta pode estar relacionada à política de contato ou, em alguns casos, o Psicólogo pode não ter tido a chance de acessar o conteúdo compartilhado. A falta de resposta não deve ser levada para o lado pessoal.
Leia também:  Por que seu Psicólogo te responde com outras perguntas?

Compartilhar uma atualização importante

Algo maravilhoso pode ter acontecido entre as sessões e você quer compartilhar com o Psicólogo. Isso é compreensível quando se tem um relacionamento terapêutico muito próximo:

  • Você está esperando uma resposta ao compartilhar essa atualização? Mais uma vez, os Psicólogos divergem sobre como responder às mensagens dos pacientes entre as sessões;
  • O que você deseja compartilhar é confidencial? O email não é muito seguro e, se suas informações forem confidenciais, melhorar esperar até a próxima sessão.
  • Você ficará ressentido se o Psicólogo não te responder? É melhor compartilhar pessoalmente se a política for de não responder. Ele pode estar muito ocupado ou prefere responder pessoalmente.

Compartilhar a lição de casa antes da próxima sessão

Pode ser satisfatório concluir sua lição de casa da terapia e querer compartilhar isso com seu Psicólogo:

  • Você e seu Psicólogo tem um acordo para enviar uma lição de casa com antecedência?
  • Se sim, existe uma forma segura de envio?
  • Se não, você pode criptografá-la e enviar por e-mail?

Enquanto alguns Psicólogos preferem revisar o dever de casa antes, outros preferem fazer isso durante a sessão. A revisão da lição de casa exige tempo e reflexão intensa e, a menos que você tenha combinado de pagar por esse tempo ao Psicólogo, a revisão geralmente ocorre durante a sessão.

  • Como você quer compartilhar a lição de casa durante a sessão?
  • Ler em voz alta para o Psicólogo?
  • Enviar por um e-mail seguro?
  • Compartilhando a tela do seu computador por meio de uma videochamada segura ?

Estar em crise entre as sessões de terapia

Pelo fato dos Psicólogos ajudarem em muitos problemas de vida diferentes e se você tiver uma boa conexão com ele, é natural querer procurá-los primeiro.

Leia também:  De que adianta falar sobre o seu passado na terapia?

Isso pode ou não ser a melhor opção, dependendo se o seu Psicólogo está ou não disponível, ou se ele tem uma infraestrutura montada para responder às crises entre as sessões de terapia.

Essas informações precisam estar incluídas no contrato inicial. Se não for, não deixe de perguntar:

  • Você precisa de ajuda imediata? Nesse caso, existem algumas opções de emergência, incluindo ligar para o SAMU, dirigir-se à emergência do hospital local ou ligar para o CVV;
  • Sua situação é urgente, mas não uma emergência? Você pode ver se o seu Psicólogo tem algum tipo de atendimento de urgência, ou pedir-lhe um encaminhamento para outro serviço de saúde;
  • Você consegue esperar até a próxima sessão? Documente quaisquer eventos, pensamentos e sentimentos antes da próxima sessão e leve todas as anotações;
  • Você precisa de uma resposta imediata? Quando os Psicólogos estão em sessão com outros pacientes eles não conseguirão responder às mensagens urgentes imediatamente. Também pode acontecer de não terem a disponibilidade de sessão de que você precisa.

Para concluir

Idealmente, entrar em contato com seu Psicólogo entre as sessões de terapia deve ser melhor discutido antes que você precise fazê-lo.

A comunicação clara é fundamental e, em última análise, os pacientes nunca devem ter medo de entrar em contato para fazer perguntas sobre a política ou outros parâmetros entre as sessões.

Para uma discussão mais rica desses tópicos, recomendo que você faça suas perguntas logo na própria sessão.

Publicidade

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *