Como usar críticas indesejadas a seu favor?

Vários dedos apontando para um homem de terno e gravata

Categoria: Autoestima

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Você já se sentiu magoado quando alguém disse que sua ideia era estúpida? Provavelmente isso apareceu sob diferentes disfarces. Então, que tal descobrir como se beneficiar das críticas indesejadas que recebeu?

Eu sei que é difícil ouvir o que parece ser os outros destruindo seus sonhos, mas, por favor, leia:

  • E se você for capaz de suportar a necessidade de se defender?
  • E se você ouvir o que dizem, não o que você acha que dizem?
  • E se você puder evitar uma falha dolorosa ao ouvi-los?

Usar a crítica como fonte de conhecimento é uma verdadeira bênção. Saber de antemão onde você pode pisar só de lembrar das palavras de cautela é sinal de sabedoria.

Quando apresento uma ideia a alguém, sinto-me revigorado. Espero que as pessoas sintam o mesmo, mas muitas vezes não. Elas não veem a mesma coisa que eu vejo, e se concentram apenas nos problemas e obstáculos.

As pessoas estão certas quando dizem: “se fosse fácil, todo mundo faria”. É difícil. Dói quando ninguém acredita em você. Mas devemos nos importar tanto com o que os outros pensam ou permanecer fiéis ao nosso sonho, torná-lo um projeto e segui-lo?

Você precisa de equilíbrio. Você precisa saber quando ouvir e quando parar.

Você é o criador de significado em sua vida. Você decide o que fazer. Você assume a responsabilidade. Não há lugar para jogar a culpa nos outros se falhar. Portanto, se não quer ouvir as reclamações, isso é com você. Se você parar por causa deles, é por sua conta também.

Em vez de gastar energia sentindo-se desapontado, zangado, inferior ou vazio, veja as reclamações como uma oportunidade de aprender como os outros recebem suas ideias.

Leia também:  Medo do abandono: como identificar e gerenciar o problema?

As pessoas podem saber algo que você não sabe

Qual é o seu primeiro pensamento quando ouve alguém lhe dizer: você está fazendo errado? Em vez de reagir com hostilidade a uma pessoa que compartilhou seu conhecimento sobre algo de graça, você pode usá-lo.

Admitir que você está errado e que alguém teve uma ideia melhor requer humildade. Então, seja grato em vez de odioso. Mantenha a mente aberta. Ouça para entender o que pode melhorar, e dará um passo adiante para o que deseja.

Valide a crítica antes de fazer qualquer coisa

A verdade é a verdade. Não precisa ser uma verdade literal e objetiva. Pode ser uma história, um mito ou uma peça de um quebra-cabeça que estava faltando. Jogar qualquer coisa fora antes de verificar sua utilidade pode gerar uma perda muito grande.

A vida é curta, cheia de eventos extraordinários e reviravoltas assustadoras. Você não precisa perder tempo com o drama dos outros. Quando você encontrar um reclamante que só quer falar mal de você, ignore-o. Vá embora.

Se seu seguidor disser que você é burro, verifique se isso é verdade. Se o seu inimigo disser que você é ótimo, verifique se isso é verdade.

Pare de perder tempo se sentindo bem ou mal com o que os outros dizem sobre você. Aprenda a avaliar se o que eles dizem está correto, e dê mais um passo em direção ao futuro alegre que deseja.

Torne-se uma das poucas pessoas que usam a crítica em seu benefício

Saber quando a crítica dos outros fazem sentido é difícil. Ouvir palavras duras nos deixa inquietos. Nosso ego se sente ameaçado. A autoimagem que construímos ao longo dos anos é tão preciosa para que pensamos que não podemos perdê-la.

Você não é a imagem que construiu. Você é a coisa real, impossível de descrever com palavras, inquebrantavelmente conectada com o que está ao seu redor. Distanciar-se de sua autoimagem facilita ouvir as críticas.

Lembre-se, suas ideias não são você. Você pode estar errado, e isso não diminui o seu valor. Pare de se identificar com rótulos que você usou para se categorizar. Poucas pessoas aceitam críticas. Elas não têm ideia de como olhar para si mesmas por uma perspectiva distante. Levam tudo para o lado pessoal.

Portanto, se você fizer o oposto, terá uma vantagem. Você pode aprender mais rápido, testar suas ideias e verificá-las com a ajuda de outras pessoas. Imagine alguém que só quer que você se sinta mal, mas lhe dá um conselho de ouro, que nunca havia pensado antes.

O feedback da sua vida requer dados

Aprender é a tarefa mais crucial que temos na vida. Ele se aplica a tudo. Imagine tudo o que você faz durante o dia. Você aprendeu a fazê-lo antes que pudesse fazê-lo. De fato, algumas coisas foram mais fáceis do que outras devido às suas inclinações, mas você teve que aprender.

Leia também:  "Por que ninguém gosta de mim": como superar essa crença?

Para tornar o aprendizado possível, você deve observar os resultados de suas ações e avaliar se são os desejados. Em outras palavras, o feedback da sua vida precisa de dados. Dados que podem ser usados para decidir como abordar o próximo desafio. Dados que você usará para verificar se o que você pensa sobre si mesmo corresponde ao que os outros pensam.

Se você acha que é engraçado, mas todos os seus amigos acham que você é patético, então sua autoimagem está distorcida. Isso significa que você não é engraçado? Não. Talvez você só precise de um público diferente. Ajustes precisam ser feitos.

A única coisa que importa ao ajustar sua abordagem é o resultado de suas ações:

  • Se o resultado corresponder às expectativas, continue;
  • Se o resultado não corresponder às expectativas, você precisa mudar alguma coisa.

Por isso que é tão importante usar outras pessoas como insumo para sua busca incessante por melhorias. Se algo funciona para você, é útil. Se não, não tem sentido.

Comentários de outras pessoas, críticas construtivas, reclamações ou ódio puro vão ajudá-lo a se ajustar. Em vez de ficar todo emocionado com o que os outros pensam, faça uma análise fria. Oriente-se em direção aos seus objetivos, e verifique se o que acabou de ouvir o ajuda.

O futuro que deseja depende dos outros

Às vezes precisa ouvir o que os outros têm a dizer, simplesmente porque não é implacável o suficiente para destruir todos que discordarem.

Destruição é uma estratégia ruim. Você pode usá-lo apenas uma vez em um ambiente e, posteriormente, precisa mudar para outro. Não se comporte como um psicopata que drena as pessoas ao redor até que não haja mais nada, para então começar a caça novamente em outro local.

Leia também:  15 maneiras de como parar de se comparar com os outros

A longo prazo, é mais benéfico ser bom. Você precisa melhorar a estratégia de ajudar os outros, será gratificante para o seu sistema nervoso. Você pode ficar bem sozinho, mas vai se surpreender com a ajuda dos outros.

Devemos fazer o trabalho e contar com o mundo para nos dar as chances necessárias. Nosso mundo são as pessoas, são elas que proporcionam oportunidades. E muitas dessas oportunidades se escondem atrás de críticas.

Quer você queira ou não, seu futuro depende dos outros. Quanto melhor puder viver com as pessoas, melhores serão suas chances de uma vida boa. Você se beneficiará ouvindo o que os outros dizem sobre você sem se emocionar.

Seu futuro requer coisas que você ainda não aprendeu. Muitos delas se aprende apenas com os outros. Trate bem as pessoas. Deixe-as entrar. Ouça e concentre-se em como aplicar o que elas dizem sobre você.

Resumo

A crítica pode ser construtiva ou odiosa. Em ambos, é possível encontrar a verdade. A lisonja requer o mesmo rigor de pensamento que a crítica. Trate ambos como informações sobre seu comportamento e se está no caminho certo.

Seja honesto consigo mesmo porque você é o único que pode verificar se a crítica ou bajulação é justificada. Para facilitar o uso da crítica como fonte de conhecimento, afaste-se da sua autoimagem. Lembre-se:

  • Suas ideias não são você e;
  • Você pode estar errado.

Para aprender com eficiência, você precisa coletar os dados e usá-los com sabedoria. A sociedade é um mecanismo natural para endireitar e verificar ideias. Nosso mundo é social. Tudo ao seu redor é construído sobre ela.

Seu futuro desejado inevitavelmente requer muitas interações interpessoais. Você está pronto para destruir todos que se opõem? Caso contrário, terá que encontrar uma estratégia para lidar com eles. Quanto mais interações tiver, mais oportunidades haverão para atingir seus objetivos.

Trate as opiniões negativas sobre você como um feedback gratuito. Pense nisso como o mundo dizendo que algo está errado. Em última análise, cabe a você conseguir o que deseja.

Publicidade

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *