3 maneiras de interromper as constantes reclamações do parceiro

Mulher de camisa rosa sentada em um sofá, de olhos fechados e com a mão no rosto

Categoria: Casamento

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Você acha que está fazendo o seu melhor para satisfação do seu parceiro, seja gerenciando as finanças ou preparando um jantar 5 estrelas, mas para seu desânimo as reclamações do parceiro são constantes? Ele sempre arruma motivos para reclamar?

Talvez você tenha esquecido de ligar a secadora, e na hora do banho o parceiro só tem toalhas encharcadas, ou talvez você tenha esquecido de comprar a comida do gato por conta das muitas tarefas diárias, somando ainda mais reclamações.

Ao pensar sobre essas situações, você perceberá que algumas reclamações do parceiro podem ser razoáveis​, enquanto outras nem tanto. Todo mundo esquece coisas de vez em quando, e a maioria das pessoas supera facilmente o aborrecimento por esses pequenos erros.

Ele, no entanto, não é particularmente receptivo aos pequenos erros e sempre parece encontrar algo para reclamar, mesmo quando tudo está indo bem?

Leia também:  Por que você deve evitar o relacionamento rebote?

Que efeitos as reclamações do parceiro podem ter sobre você?

Se você acredita que está fazendo o seu melhor, tanto para o relacionamento quanto para seu parceiro, então as reclamações dele parecerão não apenas dolorosas, mas injustas.

Não declarada, mas também esperada como parte da equidade, é a ideia de que você seja tratado com “educação, dignidade e respeito”. Talvez no início de seu relacionamento, quando ambos estavam em seu melhor momento, seu parceiro mostrou essas tendências e mais algumas.

Publicidade

Atualmente, em sua vida doméstica, seu parceiro pode ter deixado a familiaridade entre vocês degradar algumas dessas ideias.

Onde quer que aconteça, o tratamento injusto pode levar a uma série de resultados negativos, desde sentimentos mais baixos de bem-estar até esgotamento, depressão e exaustão emocional. Talvez você possa se identificar com esses resultados se estiver no lado de um parceiro sempre crítico.

A retaliação é a resposta?

Uma maneira de as pessoas lidarem com as violações de seu senso de justiça é se envolver em retaliações. Isso pode parecer extremamente contraproducente, mas a retaliação não precisa ocorrer na realidade para ser efetiva.

Leia também:  Os casamentos são destruídos pela distância emocional

No entanto não é apenas a liberação da raiva reprimida que alivia a miséria, mas a sensação de que se pode recuperar o senso de justiça. Prejudicar uma “boneca vodu virtual” permite que pessoas sintam que pelo menos parte desse senso seja restaurado.

3 maneiras de neutralizar as reclamações do parceiro

Você pode estar se perguntando agora se sua melhor aposta para lidar com um parceiro reclamão é seguir em frente e iniciar sua própria campanha de retaliação. No entanto, uma solução muito melhor é mudar a cultura da relação para que o comportamento abusivo não seja mais tolerado.

Como você pode mudar a cultura da relação? Essas três estratégias fornecem algumas pistas práticas:

  1. Observe e aponte como o comportamento está afetando você. Como pessoas cujos parceiros os tratam mal podem sofrer efeitos mentais e físicos significativos a longo prazo, você também será afetado por um parceiro excessivamente exigente e severo. Não ignore esses efeitos, mas use-os para seguir em frente e tentar mudar as coisas;
  2. Veja o que acontece quando você retalia. É tentador retaliar, ser rude ou reclamar com seu parceiro. No entanto, o que acontece quando isso acontece? Isso aumenta ou diminui a temperatura de suas interações? Também pode parecer hipócrita se envolver no mesmo comportamento que você está tentando corrigir em seu parceiro;
  3. Restaure seu senso de justiça. Essa estratégia pode ser a mais importante e, em última análise, a mais eficaz. Inicie uma conversa com seu parceiro que se concentre em equidade e justiça. Veja se você e ele concordam em uma maneira menos dolorosa de falar sobre situações em que um de vocês desaponta o outro.

Para resumir, você não precisa investir em um boneco de vodu para encontrar uma maneira de restaurar seu senso de justiça e equidade no relacionamento. Pode ser um desafio ter um parceiro que continuamente encontra falhas em você, mas essas estratégias podem transformar esse desafio em realização.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *