Cabeçalho site

Psicólogo online para vítimas de narcisismo em qualquer lugar do mundo

Início

Artigos

Sobre

Início » Gaslighting » 5 mitos sobre o gaslighting que as pessoas acreditam

5 mitos sobre o gaslighting que as pessoas acreditam

5 mitos sobre o gaslighting que as pessoas acreditam

Este conteúdo não foi escrito por inteligência artificial.
Assim, você tem garantia de que ele possui qualidade, precisão e originalidade.


O termo “gaslighting” tem se tornado cada vez mais comum ultimamente, mas muitas pessoas não sabem exatamente o que é.

O gaslighting é uma forma de abuso emocional decorrente da manipulação de alguém para que questione sua própria sanidade, suas próprias memórias ou sua percepção da realidade.

Uma tentativa deliberada de corroer o senso de confiança em si mesmo, em suas experiências e uma forma secreta de controle e dominação, como controle das finanças ou sendo violento.

Mas, como um tipo de controle encoberto, o gaslighting acontece de forma tão sutil que a vítima duvida de si mesma.

O primeiro aspecto-chave do gaslighting é sobre poder e controle – esse é o ponto principal. É sobre ganhar domínio sobre a vítima e fazê-la duvidar de si mesma. O segundo aspecto são as táticas de manipulação. Os gaslighting usam várias táticas específicas como negação, desvio, banalização e mentira para criar uma sensação de confusão.

O impacto a longo prazo é que isso faz com que a vítima se sinta ansiosa, deprimida, isolada e retraída.

Livre-se do narcisismo em sua vida!

Psicólogo Emilson Silva com camisa roxa e rindo

Com mais de 12 anos de experiência, já ajudei milhares de pessoas a superarem algum tipo de abuso narcisista.

Só acontece em relacionamentos românticos

O gaslighting ocorre em outros tipos de dinâmica, como no relacionamento entre pais e filhos, amizade, e até em uma dinâmica de colega de trabalho ou dentro de um ambiente de culto.

Ele não envolve apenas romance, mas também poder e controle, e por isso acontece em muitos cenários diferentes.

Confrontar diretamente o gaslighter

Obviamente, haverão algumas situações em que você não poderá cortar laços com o gaslighter.

Então, se for, digamos, seu pai ou irmão, você provavelmente não conseguirá sair dessa situação. Mas, se for um novo relacionamento romântico, provavelmente poderá cortar os laços.

Se possível, a coisa mais saudável a fazer é se afastar da situação, priorizar seu próprio bem-estar e sua própria saúde mental.

É sempre intencional

Com alguns narcisistas, o gaslighting “com certeza” é deliberado. Mas em outros casos, eles nem perceberão o que estão fazendo.

Eles podem ter aprendido essas tarefas manipulativas com sua própria criação. Às vezes, é tão arraigado que fazem isso no piloto automático. Torna-se automático.

Isso acontece porque eles estão “literalmente modelando o que aprenderam quando eram mais jovens”, enquanto às vezes acontece porque “eles acham que todo relacionamento precisa ter uma dinâmica”.

Só acontece com pessoas de baixa inteligência

Na verdade, qualquer pessoa é suscetível ao gaslighting. Então, não tem nada a ver com inteligência. É mais sobre o quanto as vítimas se importam com a opinião do gaslighter.

Isso pode estar relacionado à baixa autoestima, mas também pode estar relacionado a altos níveis de empatia, simplesmente por ser uma pessoa legal.

Também pode ser porque realmente amam o narcisista, ou estão emocionalmente dependente dele, agora ou no passado.

É um fenômeno moderno

A humanidade vem brincando com a mente uns dos outros desde o início dos tempos.

Livre-se do narcisismo em sua vida!

Psicólogo Emilson Silva com camisa roxa e rindo

Com mais de 12 anos de experiência, já ajudei milhares de pessoas a superarem algum tipo de abuso narcisista.

Embora o termo “gaslighting” tenha entrado em nosso léxico há relativamente pouco tempo, ele existe desde que os humanos interagem uns com os outros.

O termo surgiu de uma peça teatral britânica de 1938 de Patrick Hamilton, intitulada Gaslight.

A peça conta a história de um marido que manipula a própria esposa, fazendo-a pensar que está ficando louca ao diminuir a luz do gás e depois negar quando ela o confronta.

Isso faz com que ela questione sua própria sanidade e sua própria percepção da realidade.


Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *