Misoginia: características de um homem que odeia mulheres

Homem com a metade do rosto coberto com um cachecol, enquanto segura-o com a mão direita

Categoria: Misoginia

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

A misoginia, caracterizado pelo homem que odeia mulheres, é tipicamente um ódio inconsciente que se forma nas idades iniciais da vida. Geralmente é fruto de traumas envolvendo pessoas em que ele confiava, como uma mãe, professora, irmã ou namorada. Mas, o que talvez você não saiba é que:

  • Eles podem estar em qualquer lugar ao seu redor;
  • Eles são notoriamente difíceis de detectar;
  • Eles não vêm com rótulo de “eu odeio as mulheres” estampado e;
  • Podem até parecer a favor das mulheres.

Eles também se sentem bem em maltratar as mulheres. Em cada ocorrência de maus tratos ele tem um descarga de dopamina, o hormônio do prazer.

Leia também:  Prevenindo a misoginia entre adolescentes e jovens adultos

Os primeiros sinais são quase imperceptíveis, mas com a exposição adicional à negligência, abuso ou falta de tratamento, eles tendem a se intensificar e ficarem mais evidentes. Mas aí já pode ser tarde demais.

Objetificação das mulheres

O homem que odeia mulheres as vê como objetos, cuja função é apenas ser esteticamente agradável. Ele gosta de avaliá-las em uma escala de zero a dez, referindo-se as que considera pouco atraentes com termos humilhantes.

Coleção de mulheres

O homem que odeia mulheres as vê como troféus para colecionar. Ele também gosta de fazer “rodízio de mulheres” e se gabar disso. Mas, a verdade é que ele só tem medo de se aproximar ou desenvolver uma dependência emocional.

Relacionamentos ruins

O homem que odeia mulheres tem um relacionamento ruim com sua mãe, irmã, avó ou qualquer outra mulher importante em sua vida. Isso por si só não faz do homem um misógino, mas os sentimentos não resolvidos que acompanham esses relacionamentos resultam em uma raiva que se manifesta nos relacionamentos românticos.

Invalidação de conquistas

O homem que odeia mulheres acredita que é o maior elogio para uma mulher é receber um selo de aprovação na sua aparência. A sua falta de empatia e capacidade de compreender como isso é recebido como ameaçador ou perturbador mostra a sua total falta de compreensão das mulheres.

Necessidade de controle

O misógino quer controlar o que a mulher veste, a maneira como arruma o cabelo e a maquiagem. Seu controle se estende por todo o relacionamento em diferentes categorias, como (mas não limitado a) trabalho, hábitos alimentares, roupas, hobbies, amigos e contato com sua família.

Leia também:  Como confrontar o comportamento misógino de outros homens?

Culpar a mulher pelos próprios problemas

Por causa de seu desdém inconsciente pelas mulheres, o homem que odeia mulheres sempre procura culpá-las por seus problemas. Ela sempre será culpada por suas próprias inadequações e fracassos (se ela não o estressasse tanto antes da entrevista, ele teria conseguido o emprego!).

Fortes ideias sobre os papéis de gênero

Um homem que odeia mulheres tem opiniões sexistas e ultrapassadas sobre os papéis que as mulheres devem desempenhar na sociedade e no mercado de trabalho. Ele não acredita em igualdade salarial e demonstra preconceito contra elas.

Desconforto com o sucesso da mulher

Ele acredita que os homens deveriam ocupar posições de poder e se sente desconfortável com mulheres bem-sucedidas. Mesmo que ele não diga isso abertamente, ele se sente mais confortável quando você ganha menos dinheiro, tem menos poder e tem menos sucesso do que ele. Ele considera seu sucesso ameaçador.

As mulheres são como inimigas

Um homem que odeia mulheres acredita que elas querem tirar algo dele, como dinheiro ou liberdade. Ele é conhecido por se referir à elas como interesseiras e que só querem o seu dinheiro, e o casamento como uma armadilha.

Críticas à aparência física

O homem que odeia mulheres critica a aparência física para fazê-las se sentirem inferiores e diminuir o seu poder. Ele dirá que os seios não são grandes o suficiente, a cintura tem de ser menor, as coxas são gordas, ou que o nariz é grande demais.

Leia também:  5 sinais de que você tem um chefe misógino

Senso de humor ruim

Tipicamente envolve a objetificação, a desumanização e a sexualização das mulheres e perpetua ideias de violência e abuso contra elas. Um homem que odeia mulheres vive dizendo cosas como “meninos são meninos”.

Narcisismo sexual

Um homem que odeia mulheres sente-se no direito de ter suas necessidades satisfeitas. Frequentemente superestima suas habilidades na cama porque não está muito sintonizado com a parceira, mas precisa e espera muitos elogios por seu desempenho íntimo.

Infidelidade recorrente

Como o homem que odeia mulheres se sente no direito de ter relações com quem quiser, justifica a traição dizendo que a parceira não estava atendendo às necessidades dele, que não era o suficiente ou alguma outra forma de culpá-la. A verdade é que ele tem muito medo de da intimidade e perder o poder.

Palavras finais sobre um homem que odeia mulheres

Se parece que estou descrevendo alguém que você conhece, então é certo rotulá-lo de misógino, e não presuma que ele mudará com amor ou algum toque mágico.

Publicidade

Esta pessoa não é para você, a menos que queira submissão, menosprezo e desrespeito por toda a vida.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

13 comentários em “Misoginia: características de um homem que odeia mulheres”

  1. Me indentifiquei muito com esses texto. Até achava exagero eu me achar misógino mas agora me incomoda até no meu atual trabalho e no meu relacionamento. Isso está tão enraizado em mim que tenho gatilho em todo lugar. Na forma que mostra, que me olha, o que postam, como se comportam. Enfim, bem claro e objetivo. Meus parabéns.

  2. Fui pesquisar sobre o tema, e apareceu seu texto, super explicado! Suas publicações são ótimas.

  3. Bom dia,sinto necessidade de tentar entender a mente humana principalmente o comportamento de psicopatas e pessoas com transtorno mentais.procuro sempre assistir programas sobre isso e pessoas me criticam fazendo até eu mesma me perguntar se sou normal.

  4. Ótimo texto! Vim pesquisar sobre o tema, pois tenho uma amiga que gosto muito que me aconselhou a mudar minha mente quando o assunto são as mulheres. Lendo esse texto, fiquei um pouco triste e pensativo, pois, infelizmente, algumas dessas características aparentemente se aplicam a mim.. Porém quero muito mudar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *