Cabeçalho site

Psicólogo online para vítimas de narcisismo em qualquer lugar do mundo

Início

Artigos

Sobre

Início » Abuso narcisista » O desafios do pós-abuso narcisista e o caminho para a cura

O desafios do pós-abuso narcisista e o caminho para a cura

Um homem cometendo um abuso narcisista contra uma mulher

Este conteúdo não foi escrito por inteligência artificial.
Assim, você tem garantia de que ele possui qualidade, precisão e originalidade.


Quando a névoa se dissipa após o abuso narcisista, a vítima se torna mais confusa do que nunca.

Para muitas, as consequências do abuso narcisista estão sempre lá, prontas para engrossar a qualquer momento.

A vítima terá dias que se sente bem, e sofrerá de insônia por três dias seguidos em outros. Sua mente fica presa na hipervigilância.

Devido à sua natureza não física, geralmente é difícil para quem está de fora perceber o abuso narcisista acontecendo.

Existem poucas estruturas legais para restringir as formas não físicas de violência doméstica, fazendo com que estas tácticas passem despercebidas.

Livre-se do narcisismo em sua vida!

Psicólogo Emilson Silva com camisa roxa e rindo

Com mais de 12 anos de experiência, já ajudei milhares de pessoas a superarem algum tipo de abuso narcisista.

Muitas formas não físicas de abuso, como assédio e calúnia, perseguição ou outras formas de retaliação, são difíceis de descrever e, mesmo com ordens de proteção, difíceis de impedir.

Devido às experiências únicas do abuso narcisista, os sobreviventes sempre relatam que foram afetados das seguintes formas:

Inveja

Passar por uma separação nunca é divertido. Na verdade, ela sempre é dolorosa.

Mas, com a ausência de comportamentos de retaliação e de busca por vingança, é possível se curar a dor emocional de maneira saudável. Uma separação amigável sempre é possível.

Lembro-me de quando passei por minha experiência e fiquei grato por todos os outros rompimentos que tive e que, pensando bem, pareciam bastante normais.

Foi a lembrança daquela normalidade que me ajudou a superar alguns dos momentos mais sombrios.

Banalização

Aqueles que passaram pela tortura horrível e entorpecente do abuso narcisista nunca confundirão uma personalidade difícil com a do narcisista.

O uso excessivo dessa palavra para descrever os conflitos cotidianos minimiza as verdadeiras experiências de quem as vivenciou.

Maior tempo para superação

Estar constantemente em luta ou fuga, pronto para o próximo ato de retaliação, impede as pessoas de se curarem efetivamente de um rompimento.

Pode levar anos para que tudo seja completamente superado, e está tudo bem.

Abuso seja físico como uma prova

Na verdade, sempre que discuto esse aspecto durante os atendimento, o paciente levanta uma resistência para “lembrar” de que o abuso físico é sempre pior.

O meu objetivo nunca é quantificar qualquer tipo de violência ou atos abusivos, pois todo abuso é errado.

Mas, aqueles que sofreram abuso narcisista enfrentam o obstáculo adicional do gaslighting, tornando a cura ainda pior.

Muitos dos meus pacientes dizem coisas como: “eu gostaria de poder mostrar a imagem de um hematoma ou marca, em vez de ter que explicar as coisas distorcidas e malucas que o narcisista está fazendo comigo”.

Hiperconsciência

Ao procurar um novo companheiro, ou mesmo conhecer pessoas socialmente, a vítima do abuso narcisista estará muito mais consciente dos traços de personalidade que lhe parecerem desconfortáveis.

Isso ocorre porque há algo nelas que parece familiar e, portanto, deve ser evitado.

Porém, isso não significa que todas as pessoas com quem a vítima evita se relacionar sejam narcisistas.

Mas, por outro lado, significa que ela está aprendendo a confiar melhor em seu instinto de proteção.

Livre-se do narcisismo em sua vida!

Psicólogo Emilson Silva com camisa roxa e rindo

Com mais de 12 anos de experiência, já ajudei milhares de pessoas a superarem algum tipo de abuso narcisista.

Exigência de padrões mais elevados

É menos provável que a vítima do abuso narcisista ignore os sinais de alerta, ou que esteja menos disposta a tolerar coisas como mentiras e evasividade.

Igualmente, ela fará alterações ou tomará decisões para proteger melhor a si mesmo e ao seu futuro.

Por exemplo, muitos dos meus pacientes que sofreram abusos em litígios pós-separação se tornaram mais propensos a assinar um acordo pré-nupcial, de modo a evitarem passar pelo abuso narcisista novamente.

Todas essas coisas estão OK e são uma parte normal do processo de cura.


Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *