Cabeçalho site

Psicólogo online para vítimas de narcisismo em qualquer lugar do mundo

Início

Artigos

Sobre

Início » Narcisismo » Aprenda a identificar os diversos tipos de mãe narcisista

Aprenda a identificar os diversos tipos de mãe narcisista

Uma mãe narcisista segurando seu filho no colo em um gramado

Este conteúdo não foi escrito por inteligência artificial.
Assim, você tem garantia de que ele possui qualidade, precisão e originalidade.


O efeito de uma mãe narcisista no mundo emocional do filho é profundo e geralmente dura até a idade adulta.

Crescer num ambiente assim significa enfrentar desafios emocionais e aprender a estabelecer limites saudáveis.

Nem sempre é fácil identificar uma mãe narcisista, pois seu comportamento aparenta ser normal, mesmo após anos de convivência. Por isso que é crucial compreender os diferentes tipos de mãe narcisista.

A exibicionista

Com um apetite insaciável pelos holofotes, a mãe narcisista exibicionista vê cada interação como uma oportunidade para mostrar sua superioridade.

Livre-se do narcisismo em sua vida!

Psicólogo Emilson Silva com camisa roxa e rindo

Com mais de 12 anos de experiência, já ajudei milhares de pessoas a superarem algum tipo de abuso narcisista.

Ela gosta de ser reconhecida, e transforma até mesmo o evento mais mundano em um grande espetáculo.

A necessidade de admiração desta mãe ofusca sua capacidade de reconhecer as realizações dos seus filhos.

Ela trata o recital do filho como uma oportunidade de se gabar de seu passado artístico, fazendo com que a performance da criança seja sobre ela.

A perfeccionista

A mãe narcisista perfeccionista opera com base na premissa de que seu valor e, por extensão, o de sua família, é medido pela execução impecável em todos os aspectos da vida.

Ela impõe padrões exigentes, não apenas a si mesma, mas também aos seus filhos, equiparando as suas realizações ou fracassos diretamente à sua autoimagem e à sua paternidade.

Ela critica também até mesmo os melhores esforços de seus filhos e negando afeto, a menos que as conquistas se alinhem perfeitamente com suas expectativas exigentes e elevadas.

A competitiva

Vendo os filhos como rivais, a mãe narcisista competitiva se envolve em uma incansável corrida por atenção e elogios. Ela não suporta ser ofuscada, nem mesmo por sua progênie.

Esta mãe se vê competindo com os filhos em áreas onde deveria, em vez disso, promover o seu crescimento e celebrar a sua individualidade.

Ela também tenta superar o filho, transformando cada sucesso em um desafio para afirmar sua superioridade, muitas vezes ofuscando a criança.

A maligna

Esta é uma mãe cujas ações são marcadas por uma mistura perigosa de agressão, rancor e uma necessidade primordial de controle.

O comportamento da mãe narcisista maligna beira o autoritarismo, indo além da mera competitividade ou da busca pela perfeição.

Os seus atos giram em torno do fulcro da dinâmica do poder, procurando inspirar medo e obediência em detrimento do amor e do respeito.

Ela controla através da intimidação, reagindo com punições severas a qualquer sinal de autonomia dos filhos, de modo a garantir um reinado de domínio firmemente controlado.

Na sua busca incansável pelo domínio, essa mãe deixa um rastro de turbulência emocional.

O filho criado à sombra de tal mãe tem dificuldades com a autoestima, a autonomia e a capacidade de formar relacionamentos saudáveis.

A encoberta ou oculta

A mãe narcisista oculta é a titereira por trás das cortinas dos assuntos familiares. Ela usa comentários dissimulados e expressões de mágoa para manter o controle sobre os filhos.

Por exemplo, quando uma criança decide seguir uma carreira que desaprova, ela não ataca.

Em vez disso, expressa decepção e tristeza, cuidadosamente elaboradas para fazer com que a criança se sinta responsável pelo seu estado emocional e pressionando-a a escolher um caminho que se alinhe com as suas preferências, apesar das próprias aspirações.

A manipuladora

Essa mãe narcisista é como uma jogadora de xadrez, sempre com vários lances à frente. Ela distribui seletivamente afeto e aprovação, usando-os para influenciar as escolhas de seu filho.

Suponha que sua filha considere mudar-se para outra cidade.

Nesse caso, ela diria: “claro, vá embora, assim como todo mundo que não se importa comigo”, insinuando que a independência da filha é um ato de abandono e traição.

Esse movimento leva a criança a questionar suas decisões e a permanecer mais perto de casa.

A mártir

Envolta na aura de uma santa sofredora, o refrão favorito da mãe narcisista mártir é listar os sacrifícios que fez por seus filhos.

Quando o filho passa mais tempo com o parceiro, ela o lembra da solidão que enfrenta e da negligência que sente, dizendo: “acho que não sou mais importante o suficiente para você”.

Essa culpa manipuladora o pressiona sutilmente a priorizar as necessidades dela em detrimento do próprio relacionamento, causando tensão indevida e fomentando sentimentos de culpa, sempre que ele afirmar sua independência.

As crianças criadas por mães narcisistas secretamente manipuladoras têm dificuldades em formar um sentido claro de autoestima, uma vez que a sua autonomia é sufocada pela culpa emocional e pela manipulação passivo-agressiva.

A emocionalmente desapegada

A mãe narcisista emocionalmente desapegada é indiferente às necessidades emocionais dos seus filhos.

Esse distanciamento não significa falta de envolvimento, mas uma retirada calculada do investimento emocional, deixando as crianças ansiosas por uma ligação que parece perpetuamente fora de alcance.

A que ignora

Este tipo de mãe satisfaz as necessidades básicas do seu filho, mas permanece indiferente ao seu desenvolvimento emocional e às suas experiências pessoais.

Muitas vezes, passa a impressão de que os sentimentos do filho são insignificantes.

Crianças neste ambiente aprendem desde cedo a privatizar as suas emoções, compreendendo que partilhar alegria, tristeza ou medo será recebido com desinteresse ou aborrecimento.

Para essas crianças, momentos que deveriam ser idealmente compartilhados, como o orgulho de uma vitória conquistada com muito esforço ou a emoção de uma primeira paixão, tornam-se experiências solitárias.

Na idade adulta, esses indivíduos tem dificuldades em se conectar profundamente com os outros, acreditando na ideia de que suas emoções não merecem atenção.

A avassaladora

Filho de mãe narcisista avassaladora luta para vivenciar a vida através de suas lentes.

Ela se envolve em todas as facetas da vida de seus filho, desde a escolha das roupas até a definição de hobbies e amizades.

O seu envolvimento aberto envia uma mensagem clara: sem sua contribuição e presença, seu filho é incompleto e incapaz.

À medida que estas crianças crescem, a influência generalizada da mãe dificulta as suas capacidades de tomada de decisão.

Um jovem adulto procurará o conselho da mãe sobre todas as escolhas que enfrenta, significativas ou menores, uma vez que está profundamente habituado a depender da direção dela.

A resultante falta de confiança levará anos para ser superada, muitas vezes exigindo ajuda profissional para desaprender e estabelecer um verdadeiro senso de identidade.

A sedutora

A mãe narcisista sedutora ultrapassa as fronteiras parentais tradicionais, tratando o filho mais como um igual do que como um dependente.

Ela compartilha detalhes íntimos sobre sua vida, inadequados para um relacionamento entre pais e filhos.

Esta dinâmica cria confusão e emaranhamento emocional à medida que a criança se sente compelida a apoiar emocionalmente a mãe.

Essa inversão de papéis dificulta o amadurecimento emocional da própria criança.

Os relacionamentos e os limites pessoais tornam-se difíceis de lidar à medida que atingem a idade adulta, pois o modelo de relacionamento adequado que lhes foi dado é fundamentalmente falho.

Livre-se do narcisismo em sua vida!

Psicólogo Emilson Silva com camisa roxa e rindo

Com mais de 12 anos de experiência, já ajudei milhares de pessoas a superarem algum tipo de abuso narcisista.

Palavras finais

É importante lembrar que a consciência é a porta para a mudança.

Se você identificou partes de sua própria história refletidas nesses tipos de mães narcisistas, saiba que é hora de iniciar uma recuperação.

Reconhecer esta dinâmica dentro da sua família é um passo corajoso e necessário para a cura do abuso sofrido.


Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *