Projeção: por que o narcisista acusa os outros de narcisismo?

Um narcisista acusando uma mulher de narcisismo

Categoria: Narcisismo

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Imagine seu parceiro te acusando de ser narcisista, dizendo que é sempre o centro das atenções, que busca constantemente a admiração dos outros e não tem empatia pelos sentimentos dos outros.

Ser chamado de narcisista é desagradável, e especialmente doloroso quando não é verdade.

Infelizmente, os narcisistas acusam os outros de serem narcisistas porque projetam suas próprias deficiências.

Eles também gostam de fazer os outros questionarem a própria realidade, usando o gaslighting para fazê-los acreditar em algo que não é verdade, como o fato de serem narcisistas.

Por que os narcisistas acusam os outros de serem narcisistas?

Os narcisistas acusam os outros de serem narcisistas para desviarem a atenção de seu próprio comportamento e deficiências.

Este fenômeno psicológico é conhecido como “projeção narcisista”.

Ao projetar as próprias características, sentimentos e comportamentos nos outros, os narcisistas evitam assumir a responsabilidade pelas suas ações, bem como mantêm uma fachada de superioridade e inocência.

Acusar outra pessoa de ser narcisista serve a vários propósitos:

Deflexão

Quando um narcisista acusa alguém de ser narcisista, ele desvia o foco para longe de si e distrai o outro do comportamento dele.

Publicidade

Por exemplo: você acabou de receber uma promoção no trabalho, mas em vez de parabenizá-lo pela conquista, seu parceiro narcisista o acusa de sempre querer ser o centro das atenções, dizendo: “você é tão narcisista que nunca se importa com o sucesso ou a felicidade de ninguém. Tudo tem que ser sobre você o tempo todo.”

O narcisista sabe o quão prejudicial o termo narcisista é, e por isso o usa para rotular e minar suas conquistas.

Tal acusação não apenas descarta seu sucesso, mas também projeta em você a própria necessidade de atenção.

Essa acusação manipula a conversa, desvia o foco para você e o faz duvidar da validade de suas emoções e conquistas.

Leia também:  Narcisista vulnerável: sinais, causas e como lidar com um

Gaslighting

Quando um narcisista acusa você de ser narcisista, ele quer fazê-lo acreditar que é você quem exibe os mesmos comportamentos dos quais ele é culpado.

Ele usa essa tática para distorcer sua percepção da realidade, corroer sua autoestima e manter o controle sobre a narrativa.

Digamos que você acabou de discutir com seu parceiro narcisista sobre quanto tempo ele passa com os amigos.

Ele vira a situação contra você, dizendo: “você está sempre tentando me controlar e ditar com quem posso passar o tempo. Você é quem tem o problema aqui, não eu.”

Ao transferir a culpa e acusar você do próprio comportamento que está exibindo, o narcisista usa de uma técnica conhecida como gaslighting.

Seu objetivo é fazer você duvidar das próprias preocupações, bem como questionar as próprias ações.

Na realidade, a acusação do narcisista é apenas uma projeção da necessidade de controle e do desrespeito pelos seus sentimentos.

Ao rotulá-lo como controlador, o narcisista espera manipular a situação em seu benefício, bem como evitar abordar o problema real.

Esse tipo de manipulação vai deixá-lo confuso, frustrado e duvidando de suas próprias percepções.

Projeção

Quando um narcisista acusa falsamente você de ser narcisista, ele apenas exibe o que chamamos de “projeção narcisista“.

A projeção narcisista é um mecanismo de defesa que permite à ele evitar o reconhecimento de suas falhas, inseguranças e comportamentos negativos.

Ao projetá-lo em outra pessoa, ele cria uma imagem distorcida da realidade, onde mantém uma autoimagem impecável e superior.

O narcisista usa a projeção para desviar a atenção de suas próprias falhas e limitações.

Ao acusar você do próprio comportamento, ele transfere a culpa e manipula a percepção da situação para que possa manter uma falsa autoimagem.

A projeção narcisista também envolve forçar o alvo a se conformar com seu conteúdo, se tornar outra pessoa e se comportar da maneira prescrita pelo narcisista.

Em essência, a projeção dá ao narcisista uma sensação de controle tanto sobre sua autoimagem quanto sobre seu comportamento.

O ato de projeção o permite externalizar seus traços negativos, de modo que continue a acreditar em sua própria perfeição.

Isso também significa que o narcisista pode escapar da responsabilidade por suas ações, classificando você como o responsável pelo comportamento que exibe.

Embora as acusações de narcisismo sejam confusas, elas fornecem informações sobre os mecanismos de defesa e a manipulação empregada para se protegerem de conflitos internos.

Manter a superioridade

Mesmo ao trabalhar profissionalmente com um narcisista, sempre me pergunto quanto um narcisista está acusando outra pessoa de ser narcisista.

O narcisista geralmente é culpado daquilo da qual acusa outra pessoa.

Leia também:  Como identificar um narcisista gaslighter?

Suas palavras são um espelho que reflete o próprio comportamento, e distorcidas de uma forma que visava transferir a culpa para a vítima.

Isso destaca até onde um narcisista irá para proteger o próprio senso superior de identidade.

Ao acusarem-me os outros do próprio comportamento, o narcisista controla a narrativa e mantêm a sua fachada de superioridade.

Ao fazer isso, ele desvia a atenção de suas próprias ações e inseguranças, ao mesmo tempo que minam a confiança e deixam a vítima questionando o próprio comportamento.

As acusações de narcisismo são uma projeção das próprias características, revelando não apenas suas táticas, mas também os profundos conflitos que ele luta para mascarar.

Evitar a introspecção

O narcisista sempre luta com autoconsciência e introspecção. Acusar os outros de serem narcisistas permite que evite olhar para dentro e enfrente suas falhas.

Esse comportamento decorre da profunda necessidade de proteger a frágil autoestima, e mantém a autoimagem inflada.

Por exemplo, um narcisista sai para fazer compras de Natal, mas os presentes que compra para si são muito mais valiosos e atenciosos do que qualquer coisa que comprou para outra pessoa.

Quando você chama a atenção para esse fato, ele o acusa de ser materialista e egoísta, insinuando que você é narcisista porque só se preocupa com presentes e bens materiais.

Reconhecer as imperfeições ou qualidades negativas é uma perspectiva assustadora para o narcisista.

Toda a sua identidade é construída sobre grandiosidade e superioridade, e qualquer rachadura nesta fachada destruirá o sentido de autoestima cuidadosamente construído.

Como resultado, o narcisista usa numerosos mecanismos de defesa para se proteger das próprias imperfeições.

Ao externalizar suas falhas, o narcisista evita confrontá-las dentro de si.

Isso permite que ele se distancie de suas qualidades negativas e mantenha a ilusão de que não têm defeitos.

Ao rotular outra pessoa de narcisista, ele desvia a atenção de suas próprias deficiências.

Se alguém o confrontar sobre o próprio comportamento, ou desafiar sua superioridade, então ele contra-ataca, apontando o dedo e redireccionando o foco da conversa.

Essa tática também contribui para a manipulação da percepção do narcisista.

Ele entende que, se conseguir plantar a ideia de narcisismo na mente das pessoas ao seu redor, então desviará a atenção de seu próprio comportamento.

Esta manipulação da percepção reforça ainda mais a sua autoimagem e o protege de quaisquer ameaças potenciais ao seu ego.

É comum um narcisista chamar você de narcisista?

A incapacidade de reconhecer as próprias falhas, bem como refletir sobre as deficiências significa que é bastante comum que um narcisista acuse você de ter tendências narcisistas.

Leia também:  Os significados ocultos do porquê o narcisista fica em silêncio

Qualquer indício de imperfeição desafia a autopercepção e, em vez disso, ele os repassa a outras pessoas, pressionando-os a se comportarem de uma forma que reforce essas acusações.

As pessoas ao redor do narcisista tornam-se efetivamente recipientes para os pedaços da personalidade que ele deseja desconsiderar.

As acusações do narcisista são uma confissão?

As acusações de um narcisista são como uma forma de confissão, embora não no sentido tradicional.

Quando ele acusa outra pessoa de um comportamento ou característica que possui, isso revela mais sobre as próprias inseguranças, falhas e comportamentos do que sobre a pessoa que está sendo acusada.

O narcisista luta com a autoconsciência, e não têm compreensão sobre suas próprias ações e motivações.

Acusar os outros pelas mesmas coisas que faz permite-lhe evitar enfrentar as próprias deficiências e vulnerabilidades, transferindo a culpa para os outros.

Quando um narcisista acusa você de ser narcisista, ele está inconscientemente reconhecendo o próprio comportamento.

Ao projetar suas características em você, ele expressa indiretamente uma forma de auto-reconhecimento, mesmo que não tenha plena consciência disso.

Em suma, embora as acusações ofereçam um vislumbre da própria dinâmica psicológica, não são admissões diretas de culpa ou autoconsciência.

Em vez disso, são manifestações complexas dos seus mecanismos de defesa e tácticas de manipulação.

O que dizer quando o narcisista acusa você de ser o narcisista?

Há muito ruído e comunicação constante no mundo moderno, tornando difícil reconhecer o poder do silêncio.

O silêncio é a maneira mais eficaz de lidar com um narcisista que o acusa de narcisismo. Mas, se manter a calma não estiver em seu vocabulário, opte por:

  • Desviar a acusação com humor dizendo: “oh, que ironia! Se eu fosse tão egocêntrico quanto sugere, provavelmente ficaria lisonjeado com sua atenção”;
  • Ir ao fundo da acusação dizendo: “estou interessado em entender sua perspectiva. Você poderia compartilhar alguns exemplos do que faz você pensar que estou agindo de forma narcisista?”
  • Estabelecer alguns limites com a seguinte resposta: “é importante para mim que nos comuniquemos com respeito.”;
  • Incentivar a se abrir com as palavras: “acredito na nossa capacidade de nos comunicarmos abertamente. Se houver algo específico, estou aqui para ouvir.”;
  • Manter-se firme, respondendo à acusação com: “agradeço sua opinião, mas vamos manter nossa conversa respeitosa e produtiva.”.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *