Faça estas 5 perguntas antes de tirar uma pessoa da sua vida

Um homem mostrando a palma da mão, querendo tirar uma pessoa da sua vida

Categoria: Outros

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

É comum argumentar que, se você está em um relacionamento tóxico, é melhor tirar a pessoa de sua vida, seja um parceiro romântico, amigo ou até mesmo um dos pais.

Postagens em redes sociais, bem como narrativas da cultura popular sempre mostram o fim dos relacionamentos como uma resposta padrão ao conflito.

Essas histórias também sugerem que podemos substituir relacionamentos tóxicos por pessoas que nos amam e apoiam incondicionalmente.

Como Psicólogo, também acredito que chega um momento em que é necessário tirar uma pessoa da sua vida.

Mas, por outro lado, se não quisermos tomar essa medida drástica, devemos estabelecer limites. Eles são capazes de salvar o relacionamento por meio da mudança da dinâmica.

A seguir estão cinco perguntas que você precisa fazer a si mesmo antes de tirar uma pessoa da sua vida.

Leia também:  Por que seu ex te bloqueou do nada nas redes sociais: 13 razões

Você comunicou suas preocupações?

Às vezes, as pessoas não percebem que seu próprio comportamento está afetando os outros.

Portanto, sempre vale a pena deixar a pessoa saber como o comportamento dela está te afetando negativamente.

Por exemplo, o amigo que nunca nos ouve e fala incessantemente sobre si, ou o parceiro que nunca se compromete em resolver os problemas do relacionamento.

Se não dissermos nada, não saberemos ao certo se a pessoa é ou não capaz de mudar ou está motivada a melhorar o relacionamento.

O relacionamento está proporcionando algo positivo?

Todos os relacionamentos exigem empenho dos envolvidos, incluindo paciência e aceitação das falhas, bem como nos oferecer algo positivo.

Por exemplo, em relacionamentos românticos, devemos nos divertir juntos, aproveitar a companhia um do outro e sermos felizes juntos.

Se o relacionamento traz mais conflito, negatividade e miséria do que felicidade e prazer, pode ser hora de tirar uma pessoa da sua vida.

Publicidade

Uma abordagem prática é observar com que frequência você se sente bem quando está com a pessoa, bem como com que frequência se sente ansioso, triste ou frustrado.

Se você tem emoções negativas na maioria das vezes, isso é sinal de que você precisa reconsiderar o relacionamento.

Você pode criar alguns limites mais saudáveis?

Este é, geralmente, o caso das amizades próximas ou familiares. Por exemplo, se alguém está constantemente enviando mensagens de texto, ligando ou aparecendo sem avisar, sugira que você precisa de um espaço e discuta um ritmo de comunicação que funcione para ambos.

Para um amigo que constantemente dá conselhos não solicitados, diga que só precisa ser ouvido e, se precisar do conselho dele, você pedirá.

Leia também:  As múltiplas motivações para bloquear pessoas nas redes sociais

Existem maneiras de nos comunicarmos que não precisam resultar no tirar uma pessoa da sua vida.

A pessoa foi fisicamente ou emocionalmente abusiva?

Esta é o maior sinal de alerta nos relacionamentos. Se alguém está se comportando de maneira abusiva, não há outra escolha a não ser tirá-la da sua vida.

É muito comum que pessoas não percebam ou não acreditem que estão sendo vítimas de algum tipo de abuso.

Se você passa muito tempo buscando explicação para o comportamento do outro, ou justificando-o para outras pessoas, converse com um Psicólogo.

Embora faça sentido dar à maioria das amizades e relacionamentos uma chance de sucesso, às vezes é melhor tirar uma pessoa da sua vida.

Como você vai terminar o relacionamento?

Se não for uma parceria romântica, então pode ser mais fácil cortar os laços. Por outro lado, se vocês têm amigos em comum, será mais complicado, uma vez que verá a pessoa ocasionalmente.

Na medida do possível, terminar um relacionamento pacificamente é sempre a melhor opção. Cortar abruptamente as coisas fará mais mal do que bem, mesmo se você estiver incrivelmente zangado e pronto para tirar a pessoa da sua vida.

Leia também:  Ghosting: o que é, porque dói e o que fazer a respeito?

Ao terminar qualquer tipo de relacionamento, precisamos entender que o resultado final não pode vir acompanhado de culpa persistente, arrependimento ou frustração.

A pessoa pode não gostar de ser removida de sua vida, mas há como fazê-lo preservando sua dignidade.

Converse sobre quais são suas necessidades, se vocês já discutiram maneiras de melhorar o relacionamento e, caso tudo isso não tenha funcionado, por que é hora de tirá-la da sua vida.

Palavras finais

A maior parte deste artigo é sobre comunicação. Afinal, a boa comunicação é a chave para o sucesso em qualquer tipo de relacionamento.

Algumas pessoas são naturalmente muito boas em se comunicar, enquanto outras têm mais a aprender.

Mesmo relacionamentos saudáveis passam por dificuldades e, na maioria das vezes, você precisa se sentir grato por ter essa pessoa em sua vida.

Caso ainda restem dúvidas, um Psicólogo vai ajudá-lo a entender melhor o papel que as outras pessoas desempenham em seus relacionamentos.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *