Será que os Psicólogos só querem o dinheiro dos pacientes?

Uma mão segurando várias notas de 100 dólares com um fundo branco

Categoria: Outros

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Essa é, sem dúvida, uma pergunta muito frequente para quem está pensando ou iniciando suas sessões de terapia. Entretanto, a parte mais importante dessa resposta, e que talvez esteja implícita no título, é: como o dinheiro se encaixa no relacionamento único entre Psicólogo e paciente?

A relação financeira entre Psicólogo e paciente é uma parte importante do processo, porque é responsável por algo que chamamos de “reciprocidade social”.

Alguma vez um amigo pagou um almoço para você? O que aconteceu na vez seguinte que vocês foram almoçar juntos? Certamente você sentiu necessidade de retribuir o pagamento do primeiro almoço.

Todos os relacionamentos dependem das duas partes manterem essa balança de “dar e receber” em equilíbrio. O pagamento que o Psicólogo recebe elimina a necessidade do paciente em retribuir a atenção recebida durante as sessões de terapia. O paciente não deverá nada quando sua conta for paga.

Leia também:  Você deve bloquear alguém que te bloqueou nas redes sociais?

Argumentos contra os Psicólogos

Psicólogos aceitam ser pagos pelos pacientes

Um Psicólogo autônomo recebe o pagamento direto do seu paciente, e às vezes não exatamente deles, mas de terceiros como planos de saúde. O salário enquanto funcionário da clínica vem do proprietário, que retém uma parte para pagar encargos.

Psicólogos monitoram o tempo de sessão

É como se ele se igualasse ao motorista de táxi, com a diferença que o Psicólogo aciona um “medidor de empatia” ao iniciar a sessão, e o desliga no final da sessão. Parece haver uma qualidade mercenária nesse tipo de atitude.

Psicólogo definem limites para o acesso dos pacientes

Eles não saem, não permitem amizades ou consideram um relacionamento sexual com seus pacientes. Na verdade, a maioria dos Psicólogos nem mesmo vai responder uma mensagem online quando o tratamento terminar.

Argumentos a favor dos Psicólogos

Bons Psicólogos estão preocupados com o progresso do paciente

A desatenção e a indiferença ao sofrimento do paciente serão evidentes se ele não se atentar à evolução do caso. A presença desinteressada do Psicólogo só pode causará ineficácia.

Outras profissões oferecem possibilidades mais lucrativas

Sem uma próspera clientela de pessoas ricas felizes em pagar mais de R$ 100,00 por hora, a remuneração do Psicólogo virá dos planos de saúde. Alguns deles podem limitar o pagamento à R$ 20,00, dependendo de suas qualificações profissionais. Se o dinheiro fosse a única preocupação do Psicólogo, ele poderia se sair muito melhor ensinando, trabalhando na bolsa de valores ou com publicidade.

O Psicólogo realiza inúmeras tarefas sem ser remunerado

Ele responde a ligações e e-mails de pacientes em potencial e atuais, gerencia seu consultório, vai a conferências, lê livros e periódicos clínicos, mantém anotações e planos de tratamento, lida com emergências e consulta colegas.

Leia também:  Por que você deve parar de culpar os outros pelos seus fracassos?

A maior parte da renda do Psicólogo serve para as despesas do consultório

Isso inclui aluguel, mobília, reforma ocasional, luz, água, telefone, livros e periódicos, educação continuada, hardware e software de computador, serviços de contabilidade e impostos. Se você não o pagasse, o Psicólogo estaria trabalhando como uma organização sem fins lucrativos, com um grande prejuízo.

O trabalho de ser um Psicólogo é estressante

Eles são responsáveis pelo bem-estar das pessoas durante um período difícil da vida. Dependendo da complexidade do caso do paciente e da extensão do dano emocional do qual eles procuram se recuperar, há muita exigência de intelecto, estabilidade e sensibilidade. Um Psicólogo saudável se reabastece tanto com a realização do trabalho quanto com a vida fora da profissão. A maioria dos que desejam apenas ganhar dinheiro rápido descobrirá que seu objetivo é adverso ao seu próprio bem-estar.

Palavras finais

O trabalho é gratificante, mas a maior parte da satisfação não vem de encher o bolso. Auxiliar os pacientes é maravilhosamente recompensador se forem feitos pelos motivos certos e o Psicólogo tiver o temperamento adequado. Se o acúmulo de riqueza for o objetivo principal, o emprego se tornará o inimigo do Psicólogo.

Leia também:  Pensamentos negativos: como cultivar a positividade?

A verdade é, no entanto, que somente ALGUNS Psicólogos estão preocupados demais em ganhar dinheiro. Alguns até dominaram a arte de parecer tocado pela vida de outras pessoas. Eles podem enganar todas as pessoas algumas vezes, e algumas pessoas o tempo todo. Porém, não podem enganar todas as pessoas o tempo todo.

O público em geral sabe pouco sobre os mistérios da terapia. Muitos dos que nunca consultaram um Psicólogo não têm conhecimento do que pode ser necessário para produzir um bom resultado de tratamento.

Publicidade

Meu conselho para encontrar um bom Psicólogo, e que não queira te ter como paciente só por causa do dinheiro?

  • Busque referências com amigos, parente ou outras pessoas de confiança;
  • Conheça a experiência e as certificações;
  • Avalie-o como você acredita que ele vai avaliar você.

Se você decidir colocar todos os Psicólogos em uma única gaveta e rotulá-los como egoístas gananciosos, então estará dispensando melhor desses Psicólogos sem saber.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *