A importância da honestidade no relacionamento romântico

Homem de terno cinza e com um auréola de anjo sobre sua cabeça

Categoria: Casamento

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Quando falamos de honestidade no relacionamento romântico, nossa mente vai automaticamente para o conceito de infidelidade. Também pensamos nisso em termos de alguém mentir ou não para seu parceiro, ou quantas vezes ele mente, ou que tipo de mentira conta.

Honestidade, por definição, significa literalmente não mentir. E “não mentir” certamente é uma peça importante de um relacionamento bem-sucedido. Sem surpresa, casais que param de mentir um para o outro desenvolvem interações mais suaves e melhoradas.

Publicidade

No entanto, há muito mais na honestidade do que no não contar mentiras. A capacidade de ser aberto e sincero com um parceiro é sinal de confiança e segurança. Sentir-se à vontade para revelar uma vulnerabilidade ou algo significativo sobre nós mesmos é um indicativo da força, sem dúvida ainda mais significativo do que uma mentira inadvertida ou inocente.

Quando sentimos que podemos nos comunicar sobre todos os aspectos de nós mesmos, abre-se uma porta para um nível totalmente novo de proximidade. E ser amado pelo que somos significa ser genuinamente conhecido e compreendido por outra pessoa.

Leia também:  5 importantes perguntas para se fazer em um casamento infeliz

O que significa ser honesto com o parceiro?

Ao examinamos nossa autenticidade ou honestidade em um relacionamento, é útil nos fazermos perguntas como:

  • Posso ser sincero e aberto sobre o que penso e sinto?
  • Estou disposto a dizer tudo o que penso quando for importante?
  • Eu geralmente me sinto confortável nessas conversas?

É sempre necessário dizer tudo o que pensamos?

Pode-se dizer que, obviamente, ninguém precisa dizer ao parceiro todo pensamento que passa pela cabeça. Ser honesto não significa ser ofensivo ou excessivamente crítico.

É possível ser sensível aos sentimentos de outra pessoa e ao mesmo tempo sincero sobre os nossos. A principal forma é permitindo (ou melhor, convidando) a mesma abertura que expressamos a eles.

Como desenvolver mais honestidade?

A melhor maneira de criar essa linha de comunicação mais aberta e honesta é cultivar uma atitude curiosa e sem julgamento em nós mesmos. Isso significa ter que deixar de lado as próprias reações e buscar entender o parceiro e de onde ele vêm.

Leia também:  Quando as amizades inadequadas atrapalham um casamento?

Quanto mais somos capazes de fazer isso, mais confiança é construída no relacionamento. Começamos a aprender quem a outra pessoa realmente é e a senti-la separada de nós.

Como saber se você está sendo autêntico?

A honestidade significa mostrar todos os diferentes lados de quem somos e fazer com que nossas ações correspondam às nossas palavras.

Trata-se de nos perguntar: “Estou suprimindo certas partes de quem sou para ser aceito por essa pessoa, ou posso permitir que ela me veja quando estou vulnerável?” Estou pisando em ovos? Deixando coisas de fora? Escondendo coisas?”

A honestidade pode ser prejudicial?

A honestidade nunca deve ser usada como um meio para agir mal ou maltratar o parceiro só porque estamos de mau humor. Algumas pessoas se envolvem em comportamento insensível ou totalmente abusivo com a desculpa de “ser honesto”. Sempre temos controle sobre nossas ações, e não devemos justificar comportamentos destrutivos em nome da autenticidade.

No entanto, o que pensamos e sentimos e como agimos são duas coisas totalmente diferentes. Estar disposto a se abrir sobre o que está acontecendo convida o parceiro a nos conhecer e a sentir por nós. Também nos ajuda a entender nossas próprias emoções.

Leia também:  Por que alguém sempre escolhe o mesmo tipo de parceiro?

Honestidade é sobre expandir a comunicação

Tudo isso pode soar como um princípio simplificado, mas muitas vezes a honestidade entre casais transforma a conversa em coisas como questionar onde ele estava ou o que estava fazendo.

Se há desconfiança, então uma forma de reverter isso é expandir a forma como nos comunicamos e ouvimos. Em vez de pensar apenas no que não está sendo dito, é melhor se focar no que está sendo dito. Assim, seremos mais honestos e abertos sobre o que pensamos, e criaremos um ambiente que inspire o mesmo em nosso parceiro.

Pode nem sempre levar às conversas mais fáceis, mas esse tipo de abertura cria um nível mais rico de intimidade e uma base muito mais sólida para um relacionamento. Quanto mais pudermos ver a vulnerabilidade e a fidelidade a nós mesmos como algo valioso, mais nos permitiremos ser conhecidos por outra pessoa.

Quando deixamos alguém nos conhecer, acabamos sendo amados por quem realmente somos. E afinal, não é isso que buscamos em um relacionamento?

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *