Os principais sintomas da insegurança emocional

Um casal sentado lado-a-lado e com as mãos cobrindo o rosto

Categoria: Insegurança

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

A insegurança emocional é um sentimento comum, que todos nós já experimentamos em algum momento.

Ela envolve uma sensação geral de incerteza ou ansiedade sobre suas habilidades e seu valor como pessoa, transmitindo a mensagem de que você está perigo por algo ou alguém.

Os impactos negativos da insegurança emocional são físicos, mentais ou emocionais. Sem segurança, você não vai funcionar com todo o seu potencial.

Por que alguém sofre de insegurança emocional?

As experiências de vida afetam o nível de insegurança emocional de uma pessoa.

Também há uma relação biológica, onde uma característica hereditária transmitida ao longo de gerações é expressa por meio do temperamento e da personalidade.

Publicidade

Alguém também pode ter uma condição de saúde mental que aumenta suas inseguranças.

Possíveis causas de insegurança incluem:

  • Falta de apoio emocional da família: pessoas com uma família amorosa e solidária têm menos probabilidade de sofrer com a insegurança emocional;
  • Falta de satisfação das necessidades fisiológicas: quando as pessoas estão inseguras em suas necessidades de alimentação, moradia e segurança, elas lutam para satisfazer as necessidades psicológicas, como segurança;
  • Falta de inteligência emocional: aqueles com baixa inteligência emocional não conseguem monitorar com precisão os sentimentos em si mesmos e nos outros, levando a relacionamentos prejudiciais;
  • Falta de abertura: quando as pessoas não são abertas, curiosas e confortáveis ​​com novas pessoas e situações, elas têm mais estresse e medo;
  • Falta de amabilidade: pessoas discordantes tendem a ter mais conflitos interpessoais por não serem prestativas, solidárias ou empáticas. Essas qualidades produzem uma sensação de risco em situações sociais;
  • Uma condição de saúde mental subjacente: condições de saúde mental, como ansiedade e depressão têm uma relação bidirecional com a insegurança emocional;
  • Dependência excessiva dos outros: à medida que as pessoas se tornam dependentes dos relacionamentos, a insegurança emocional aumenta à medida que o risco no término do relacionamento também aumenta.
Leia também:  A insegurança em homens com borderline

Os sintomas de insegurança emocional

Algumas formas de insegurança são fáceis de detectar, enquanto outras são mais ocultas.

As pessoas que escondem suas inseguranças geralmente querem limitar a exposição ao julgamento, mas os comportamentos de evitação apenas perpetuam o problema.

Os sinais de insegurança emocional se sobrepõem à baixa autoestima e, embora alguns sintomas sejam consistentes, outros mudam com frequência e sem aviso prévio.

Os sinais de que você está se sentindo inseguro incluem:

  • Um sentimento dominante de inadequação;
  • Baixa autoestima e autoconfiança;
  • Incapacidade ou dificuldade para lidar com estressores;
  • Incertezas sobre o mundo;
  • Ansiedade sobre seus relacionamentos com os outros;
  • Inabilidade e capacidade limitada na tomada de decisões;
  • Ser excessivamente crítico consigo mesmo e com outras pessoas;
  • Se retratar como excessivamente confiante para mascarar como realmente se sente;
  • Perfeccionismo a ponto de nunca estar satisfeito;
  • Forte desejo de ficar sozinho e evitar situações sociais;
  • Dificuldade em acreditar nos outros;
  • Padrões de comunicação ruins, que se concentram mais nas necessidades e desejos da outra pessoa.
Leia também:  Insegurança emocional: como ela afeta os relacionamentos?

Os efeitos da insegurança emocional

Os efeitos da insegurança ocasional são desafiadores, e a consistência adicional de sempre se sentir inseguro desgasta significativamente a autoestima e o valor de alguém.

Alguns efeitos comuns de se sentir inseguro emocionalmente incluem:

  • Nunca ir para promoções e estar insatisfeito com seu trabalho;
  • Pensar que não é bom o suficiente para buscar um relacionamento feliz;
  • Se contentar com pessoas e situações que não satisfazem;
  • Preocupar-se com o fato de outras pessoas quererem machucar.

Como superar a insegurança emocional

Assim como outras condições psicológicas, você pode se tornar menos inseguro emocionalmente com algumas mudanças de estilo de vida e perspectiva.

Mudar os padrões leva tempo e requer paciência, então você precisa estar disposto a manter intervenções de longo prazo para ver resultados duradouros.

Aqui estão algumas maneiras de lidar com a insegurança emocional:

  • Consulte-se com um Psicólogo: um Psicólogo fornecerá uma forma de tratamento mais eficaz e eficiente para estabelecer longos períodos de bem-estar e segurança;
  • Reconhecer o papel da insegurança na vida diária: dê uma olhada honesta em sua vida e se pergunte como a insegurança influencia sua escola, trabalho, confiança, comunicação, autoestima e saúde mental;
  • Avalie a fonte de insegurança: certamente que forças externas desempenham um papel na insegurança, mas cabe à você resolver o problema;
  • Pratique a autocompaixão incondicional: quando a insegurança é o problema, você precisará de muita compaixão e amor próprio. Amar a si mesmo cria mais segurança;
  • Comunique abertamente suas preocupações: seja aberto com apoiadores de confiança sobre o que você enfrenta e o que eles podem fazer para ajudar. Expresse a insegurança para seus entes queridos;
  • Crie uma rede de suporte: ter amigos e entes queridos saudáveis ​​e felizes ao seu redor ajudará a mudar suas perspectivas sobre as opiniões que você tem;
  • Concentre-se nos aspectos positivos: as pessoas que falam consigo mesmas de forma mais positiva e encontram coisas boas no mundo ao seu redor são mais seguras e confortáveis;
  • Cuide da sua saúde física: quando as pessoas são fisicamente mais saudáveis, elas também são mentalmente mais saudáveis, então comece com pequenas mudanças e construa consistência ao longo do tempo;
  • Aceite suas limitações e celebre as diferenças: aceite o que você não pode mudar e encontre paz com suas inseguranças emocionais. Encontre maneiras de aceitar o que o deixa desconfortável;
  • Busque o progresso, não a perfeição: olhe de onde você veio, onde você está e para onde você está indo. Aprecie seu caminho e mantenha-se comprometido com a mudança.
Leia também:  Por que dizemos "estou bem" quando não estamos?

Considerações finais sobre a insegurança emocional

A insegurança emocional é uma experiência universal, mas nem todas as pessoas a vivenciam tão intensamente a ponto de atrapalhar a vida e a capacidade de funcionamento.

Se ela estiver criando impactos indesejados em sua saúde mental, social ou física, então chegou a hora de agir e resolver o problema com apoio e assistência profissional.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *