3 comportamentos que denunciam um narcisista online

Um jovem usando um notebook e usando fones de ouvido

Categoria: Narcisismo

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Você pode até estereotipar o comportamento de um narcisista online como simplesmente vaidoso ou egocêntrico. No entanto, aquela imagem de um cara que tira infinitas selfies não funciona quando se trata de ver como ele se comporta.

As pessoas compartilham fotos de si mesmas por vários motivos:

  • Ocasiões especiais;
  • Ao atingir uma nova meta de condicionamento físico ou;
  • Compartilhar um momento de confiança.

Os verdadeiros narcisistas online não são os que tiram selfies, mas os que intimidam, assediam e perseguem outras pessoas no ciberespaço. Aqui estão três comportamentos que os denunciam, e como você pode identificá-lo na internet:

Policiar, controlar e envergonhar os outros

Talvez uma das maneiras mais dissimuladas pelas quais o narcisista online, em especial a mulher narcisista, se denuncia é policiando e envergonhando os outros.

Os adolescentes costumam ser rotulados de narcisistas por causa da infinidade de selfies e postagens exageradas em redes sociais. No entanto, há uma diferença entre adolescentes egocêntricos e um verdadeiro narcisista.

Narcisismo é muito mais do que ter um senso inflado de auto-importância. Além do egocentrismo, ele também exibem algumas características distintas que o torna propenso a controlar e intimidar os outros. Sua postura é de extrema hipocrisia e de julgar os outros, além de nunca assumir a responsabilidade por machucá-las.

Para um narcisista online ou na vida real, trata-se de microgerenciar e controlar os outros. Policiar o que postam, por mais inócuos que esses posts sejam, e envergonhá-los é uma maneira popular dele exercer seu sadismo online.

Leia também:  Por que o narcisista copia você no que faz e diz?

Não é incomum para uma mulher narcisista, por exemplo, criticar, insultar, julgar e envergonhar outras mulheres sobre as fotos que estão tirando ou postando nas redes sociais, especialmente se tais postagens evocam sua inveja patológica. Ela vai disfarçar isso como indignação hipócrita quando, na realidade, é ciúme e inveja.

Pessoas normais e empáticas não se esforçam para assediar estranhos online, especialmente se esses estranhos não estiverem fazendo nada para prejudicar outras pessoas.

O narcisista online tentará policiar até mesmo o que completos estranhos estão fazendo, e se orgulharão disso. Ele também pode envergonhar os outros (especialmente as mulheres), já que o narcisismo em homens heterossexuais está associado à misoginia e ataques a mulheres heterossexuais.

Isso não é nenhuma novidade para uma mulher que já foi “trollada” e recebeu ameaças e humilhações. Basta que ela apenas ouse existir em qualquer plataforma online.

Ao contrário da crença popular, você não deve se preocupar com a pessoa postando uma selfie, compartilhando boas notícias ou escrevendo uma postagem franca na mídia social, mas com o valentão na seção de comentários que o degrada excessivamente.

É assim que você sabe que alguém tem traços narcisistas: a necessidade de entrar no perfil de um estranho e ditar o que ele deve postar, ou pior, envergonhá-lo por isso.

Cyberbullying e trolling

Aqueles que gostam de “trollar” também têm altos níveis de narcisismo, sadismo, psicopatia e maquiavelismo. Isso significa que o mesmo narcisista e psicopata que você encontra na vida real também pode estar distribuindo o abuso por trás da tela do computador.

Embora os “trolls” tenham empatia suficiente para avaliar como alguém pode se sentir a respeito de comentários ofensivos, o narcisista online não têm empatia afetiva para realmente se importar com como essa outra pessoa pode sentir. Os altos níveis de sadismo e psicopatia preveem o comportamento de trollagem.

Quanto mais alto alguém pontuar em psicopatia, maior a probabilidade de reconhecer e provocar o sofrimento de suas vítimas, mas permanecer emocionalmente indiferente a isso.

Leia também:  Estratégias práticas de como lidar com um marido narcisista

Resumidamente? A razão pela qual os “trolls” e os cyberbullies são capazes de abusar dos outros de forma tão eficaz (ou pelo menos persistentemente) é porque obtêm uma sensação doentia de prazer ao prejudicar os outros, e não sofrem nenhuma consequência emocional negativa por infligir dor.

Embora nem todos os “trolls” sejam criados iguais, aqueles que são psicopatas e narcisistas são psicologicamente perigosos para suas vítimas.

Assédio, perseguição e quebra de limites

O narcisista online não “para” apenas na “trollagem”. Ele também recorrem ao assédio e à perseguição online caso não receba a atenção de que precisa.

É comum que um narcisista online crie várias contas anônimas para atormentar persistentemente as pessoas que ameaçam seu falso senso de superioridade e direito. Ele:

  • Persegue as pessoas em várias plataformas de rede social;
  • Deixa comentários insultuosos e ameaçadores;
  • Escreve comentários públicos deturpando a pessoa, empresa ou marca e;
  • Tenta “ultrapassar” a sensação de segurança.

Ele também não aceita um “não” como resposta, os limites não existem e não precisam ser respeitados. Esse é o tipo que envia mensagens excessivas exigindo uma resposta imediata, mesmo que você não o conheça, e querendo fazê-lo acreditar que é necessário “servi-lo”. Isso porque ele se sente no direito de usar seu tempo e sua energia, independentemente de você realmente lhe dever alguma coisa ou não.

Muitas vítimas de parceiros narcisistas malignos também são assediadas, perseguidas e intimidadas online por eles, especialmente se elas o deixaram primeiro.

O cyberstalking tornou-se uma parte comum nos casos de violência doméstica. O narcisista abusivo cria várias contas anônimas para vasculhar e perseguir sua ex em suas várias redes sociais, postar fotos íntimas ou informações pessoais, encenar campanhas de difamação online ou até mesmo criar contas falsas da vítima, sempre em um tentativa de arruinar a reputação.

Publicidade

As redes sociais não são apenas um campo de caça para indivíduos psicopatas, mas a tecnologia em si virou uma maneira de parceiros abusivos localizarem suas vítimas. Os agressores são conhecidos por rastrear suas vítimas usando GPS em dispositivos, espioná-las por meio do uso de ferramentas remotas, por meio de aplicativos móveis ocultos e até mesmo instalar spyware para rastrear as atividades online.

Leia também:  As maneiras como um narcisista trata o ex após a separação

Os triângulos amorosos

O narcisista gosta de colocar as pessoas umas contra as outras, e isso inclui o uso das redes sociais para provocar ciúmes em seus parceiros. Ele faz isso flertando com outras pessoas online, “curtindo” e seguindo contas sexualmente explícitas, ou até iniciando casos secretos com estranhos.

Ele propositalmente compartilha postagens provocativas sobre seu novo amante, na tentativa de criar uma aura de ser desejado e cortejado por muitos, e para que possa construir uma reputação de ser um “prêmio”.

O narcisista online é um agressor encoberto. Ele usa várias táticas sutis para encantar, desarmar e tirar vantagem. Ele joga com suas emoções, e acha esse jogo de levar a melhor sobre você divertido e satisfatório. Em suma, gosta de brincar com os outros.

Ele também carece de empatia, não se importa com como você se sente ou como é afetado pelo comportamento dele. Só se importa em fazer o que quer. Para ele, manipular você com sucesso atesta sua superioridade.

A grande imagem

Se você estiver lidando com um narcisista online, verá esses comportamentos com bastante clareza e frequência. Da próxima vez, não presuma que a pessoa que postou fotos de si mesma é mais narcisista do que a que a está intimidando por isso.

É o comportamento tóxico do narcisista em relação aos outros, online ou na vida real, especialmente os inocentes, que fala muito sobre quem eles são.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *