Cabeçalho site

Psicólogo online para vítimas de narcisismo em qualquer lugar do mundo

Início

Artigos

Sobre

Início » Já ouviu falar em psicopata hedonista?

Já ouviu falar em psicopata hedonista?

Mesa de dj em uma festa

Este conteúdo não foi escrito por inteligência artificial.
Assim, você tem garantia de que ele possui qualidade, precisão e originalidade.


Um tipo particular de psicopata a ser observado é o psicopata hedonista ou hedônico. Com isso quero dizer o psicopata que na superfície parece estar focado apenas em se divertir, em buscar prazer e evitar a dor.

O que há de errado com o hedonismo, porém, você pode perguntar. Não há nada inerentemente errado com o hedonismo, mas ele é uma máscara que o psicopata muitas vezes se esconde muito habilmente.

O psicopata hedonista é um tipo particular de personagem venenoso que precisa ser exposto, simplesmente porque ele permanece muito bem escondido sob uma imagem de “playboy”.

Debaixo dessa máscara de amante despreocupado e divertido tem um personagem profundamente tóxico, muitas vezes imaturo, irresponsável, com uma atitude invasiva e predatória em relação às mulheres.

Livre-se do narcisismo em sua vida!

Psicólogo Emilson Silva com camisa roxa e rindo

Com mais de 12 anos de experiência, já ajudei milhares de pessoas a superarem algum tipo de abuso narcisista.

Contudo, nem todos os hedonistas são psicopatas. A maioria dos hedonistas são basicamente boas pessoas.

No entanto, o hedonismo e um estilo de vida de playboy são uma cobertura perfeita para alguns psicopatas exercerem um controle sobre as mulheres e escapar de seu próprio vazio e caos interno.

A psicopatia pode ser identificada observando certos traços e padrões de comportamento ao longo do tempo. Nesse sentido, o contexto onde eles aparecem é quase irrelevante, pois os traços básicos de caráter ainda os denunciarão.

O hedonismo é apenas outro estilo de vida atrás do qual eles se escondem muito bem.

O psicopata hedonista é um eterno playboy

A forma mais comum de manifestação desse tipo de psicopata é no “eterno playboy” ou “filho varão”, que nunca parece crescer ou superar um estilo de vida hedonista superficial.

Ele ainda quer se comportar como se tivesse 22 anos, mesmo quando tem 42 ou 52.

O estilo de vida do psicopata hedonista gira em torno de festas constantes, socialização, mulheres e drogas:

  • Ele precisa estar constantemente perto das pessoas e não tem vida interior ou criatividade;
  • É vazio por dentro e precisa do mundo exterior para excitá-lo;
  • Ele não vai gostar de ser lembrado de sua idade à medida que envelhece, pois é um lembrete de que o tempo alcança todos e, eventualmente, nem mesmo ele será capaz de fazer o truque do “garoto festeiro” quando passar de uma certa idade;
  • Ele odeia o fato de não poder voltar o relógio para quando tinha 22 anos, e sua imersão total em uma vida hedonista não parecia incomum.

É também uma espécie de lembrete do estado de desenvolvimento interrompido em que ele está preso, onde se sente incapaz de crescer e passar para fases mais maduras e responsáveis ​​de sua vida, como a maioria das pessoas.

Quanto mais velho fica, mais isso começa a se destacar. Seus amigos crescem e seguem em frente, ele não.

O psicopata hedonista está preso em uma existência anêmica e superficial, onde conta o relógio e se pergunta quanto tempo mais ele pode “continuar” nesse estilo de vida.

Em um nível geral do dia a dia você também encontrará essa imaturidade e superficialidade. Isso se manifesta no sentido de dele simplesmente ser incapaz de viver como um adulto responsável e maduro.

Isso se manifesta em sua incapacidade de fazer até mesmo coisas simples que qualquer outra pessoa de sua idade pode e deve ser capaz de fazer. Aqui estão alguns exemplos:

  • É pobre com tarefas domésticas. Ele não limpa, não apaga as luzes, não dá descarga nem tranca as portas. Em pessoas mais jovens isso é comum, mas quando alguém chegar aos 30 anos ou mais e ainda mostrar essas características, começará a parecer incomum;
  • É pobre em termos de coisas básicas, como poder cozinhar para si mesmo. Ele vive de uma dieta constante de fast food, comendo fora ou manipulando outras pessoas para cozinhar para ele, utilizando-se de seu charme loquaz: eu dou a diversão, você fornece a comida;
  • Carece de qualquer tipo de desenvoltura em casa. O psicopata hedonista é completamente incapaz de consertar coisas que estão quebradas ou fazer qualquer outra manutenção. Ele se preocupa apenas com os momentos de diversão, não com os momentos de inatividade, incluindo resolver problemas e consertar o que estiver quebrado;
  • Ele não paga sua parte ou atrasa o pagamentos. Sempre dá desculpas sobre o motivo e promete que terá o dinheiro “na próxima semana” ou algo semelhante;
  • Atrasa o aluguel e outras contas pelas quais é responsável. Em termos de negócios, ele desequilibra as finanças sob seu controle porque carece de qualquer tipo de disciplina ou autocontrole;

É claro que qualquer um desses traços por si só não indica necessariamente um psicopata. Em vez disso, é um agrupamento de muitos dos traços hedonistas mais os traços psicopáticos que os denunciam.

O que define um psicopata hedonista em oposição a uma pessoa que tem suas falhas é a fixação permanente e falta de capacidade em crescer ou mudar em qualquer sentido da palavra.

O perpétuo tagarelar e mentir

Essa tendência de simplesmente buscar o prazer e evitar a dor leva a outra tendência: o de viver somente o dia-a-dia e nunca planejar ou lidar adequadamente com os problemas.

O psicopata hedonista simplesmente se atrapalha para passar de um dia para o outro.

Ele, muitas vezes, está atrasado ​​no aluguel e nas contas, deve dinheiro a várias pessoas e pede emprestado a uma pessoa para pagar a outra.

Muitas vezes você descobrirá que é essa obsessão em manter os bons tempos que o leva a gastar demais e trabalhar menos, com consequências previsíveis. Ele não têm autocontrole ou disciplina.

Como consequência, está sempre com problemas financeiros, mas ainda encontra tempo para mulheres ​​e festas, sendo muito hábil em projetar a imagem do menino festeiro despreocupado que tem tudo a seu favor.

Nos bastidores, sua vida está desmoronando.

A lista de desculpas e racionalizações que ele inventa é interminável e, irritantemente, você descobrirá que ele faze isso mesmo quando tudo o que precisa está disponível. Ele vive momento a momento e não têm capacidade de planejar ou organizar a própria vida.

O hedonista psicopata tem uma personalidade superficial

A superficialidade do caráter do psicopata hedonista é outra coisa que vai se destacar.

Há uma camada superficial de charme para ele. Ele pode parecer engraçado, espirituoso, muito sociável, a vida e a alma da festa. Ele pode até parecer inocente e infantil.

A realidade, porém, é que essa necessidade constante de socialização e contato humano é realmente uma necessidade desesperada de encobrir o vazio que ele sente por dentro. Apesar de sua aparência como o festeiro, ele não tem nenhuma capacidade de realmente se conectar ou simpatizar com as pessoas.

O psicopata não valoriza uma pessoa por si mesmo, mas apenas os sentimentos que são despertados dentro dela quando estão na presença dessa pessoa. É apenas sobre o “zumbido” que eles podem obter estando com a pessoa, e não sobre a valorização da pessoa por quem ela é.

Se você olhar de perto, também verá que o psicopata hedonista se encaixa no molde do psicopata geral, pois não se importa com o sofrimento das pessoas ou do mundo.

Ele não tem aspectos vocacionais em seu caráter, não luta por nenhuma causa e não representa nada. Ele permanece superficial e unidimensional ao longo de sua vida.

Uma mentalidade predatória em relação às mulheres

Este é o mais pernicioso e tóxico dos traços do psicopata hedonista, e revela uma necessidade de poder e controle que está presente em algum nível em todos os psicopatas.

Porém é um traço mais difícil de identificar, já que o hedonismo do playboy parece ser o oposto do controle, e pode esconder o que realmente está acontecendo.

Apesar de um aparente charme e personalidade de menino festeiro, toda a sua atitude e abordagem em relação ao sexo oposto é predatória.

Na superfície, ele parece amar as mulheres, adora estar perto e conversar com elas. Mas se você olhar mais de perto e ouvir a maneira como ele fala quando elas não estão lá, verá uma atitude mais tóxica.

Ele vê todas as pessoas, incluindo as mulheres, não como tal, mas como objetos a serem manipulados e usados, e vê todo o processo de namorar e conversar com mulheres como um jogo para ver quanto tempo leva encontrar seus pontos fracos.

Isso se manifesta como perguntas implacáveis ​​sobre a vida ou a história da mulher, novamente cobertas com um ar de charme, interesse ou até humor. O psicopata trata isso como um jogo, continuamente sondando por algum tipo de ponto fraco.

Todo psicopata sabe que a maioria de nós tem traumas, segredos e coisas que queremos esconder e, como ele não têm moral, fica feliz em explorar e aproveitar essas fraquezas.

Uma vez que encontra as fraquezas de uma pessoa, vai usá-las para manipular e controlar. Os psicopatas hedonistas adoram jogar esse jogo com as mulheres.

Ele também é conhecidos por importunar as mulheres sexualmente, o que novamente faz parte da invasão e intrusão que caracteriza os psicopatas.

Dobrá-las com bebida é uma tática óbvia e comum, tornando mais fácil encontrar os pontos fracos, mas ele também pode ser fisicamente intrusivos, fazendo sugestões e comentários inadequados.

É quando você vê as tendências reais de controle do psicopata, pois muitas vezes ele confunde a linha entre sexo consensual e não consensual, constantemente incomodando as mulheres com perguntas, sugestões e insinuações, mas o tempo todo aparentando ser um inofensivo festeiro, que age para fazer parecer que não há nada de errado com esse comportamento.

Provavelmente há mulheres que fizeram sexo com um psicopata hedônico onde realmente não queriam. Elas simplesmente se cansaram da constante importunação e questionamento do psicopata e cederam à sua manipulação, decidindo que era mais fácil fazer sexo com ele do que continuar lutando contra essa invasão em sua privacidade psicológica e física.

Ninguém deve sentir a necessidade de responder a uma enxurrada implacável de perguntas invasivas e intrusivas, e se as mulheres estão vendo isso em um cara, elas precisam começar a olhar mais de perto o seu caráter, para descobrir o que realmente está acontecendo.

O hedonismo é o problema?

É importante enfatizar que não há nada errado no hedonismo ou as pessoas se divertindo e festejando em seus anos mais jovens.

O hedonismo é uma fachada muito conveniente que o psicopata pode se esconder, pois lhe dá justificativa para atacar mulheres e evitar lidar com seus próprios problemas.

Há várias pessoas que são hedonistas e que também são inteligentes, atenciosas, gentis e inspiradoras. O contraste entre o hedonista e um psicopata hedonista deve ficar claro.

O psicopata hedonista compra o estilo de vida, mas apenas como uma cobertura para se esconder, não para expressar quem ele realmente é.

Não há coração nem cuidado com os outros, nem vida interior, nem profundidade. Apenas prazer superficial, manipulação e controle sobre os outros.

Livre-se do narcisismo em sua vida!

Psicólogo Emilson Silva com camisa roxa e rindo

Com mais de 12 anos de experiência, já ajudei milhares de pessoas a superarem algum tipo de abuso narcisista.

Não é necessariamente o estilo de vida ou a aparência externa e a personalidade que identificam o psicopata. Ele aparece em muitos contextos e áreas da vida.

Em vez disso, é um conjunto de traços de caráter que o revela quem realmente é, independentemente de qualquer cobertura que tenha colocado para tentar enganar as pessoas.

É uma combinação de traços gerais, como ego, poder, domínio, manipulação, superficialidade, invasividade, com a falta de traços humanos, como empatia, carinho e capacidade de conexão, que realmente nos permite ver além da superfície.


Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *