Sentir-se inadequado pode ser sinal de complexo de inferioridade

Um gato filhote brincando com uma planta

Categoria: Autoestima

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

A constante sensação constante de sentir-se inadequado diminui sua autoestima? Isso pode ser um sinal de complexo de inferioridade.

O que é o complexo de inferioridade?

O termo foi cunhado em 1907 pelo psicólogo Alfred Alder, e é oficialmente descrito como um sentimento básico de inadequação e insegurança, derivado de deficiência física ou psicológica real ou imaginada. Por outras palavras, o complexo de inferioridade é a sensação persistente e intensa de se sentir menos do que, muitas vezes resultando na crença de que alguém é inferior aos outros.

Todos nós já sentimos a sensação de inferioridade em algum momento. Isso também tem o seu lado benéfico, pois nos motiva a buscar o autoaperfeiçoamento e o alcance de objetivos.

Embora não seja incomum experimentar esses sentimentos de “menos que” de tempos em tempos, aqueles com complexo de inferioridade não estão apenas tendo um lapso momentâneo de confiança. Eles lutam contra uma autoestima cronicamente baixa, em uma medida esmagadora.

Os dois tipos de complexo de inferioridade

Adler também afirmou que há dois tipos de complexos de inferioridade:

  1. O complexo de inferioridade primário. Começa na infância e se deve ao sentimento de impotência ou de comparação com outras pessoas, como irmãos. Os efeitos disso são levados até a idade adulta;
  2. O complexo de inferioridade secundário. Ocorre quando você não consegue atingir seus objetivos pessoais na idade adulta. O sentimento se desenvolve ao longo de um período de tempo, ou é desencadeado por algo que aconteceu, como ter uma pontuação baixa em um exame ou perder uma promoção no trabalho.
Leia também:  Como superar o medo da rejeição?

Complexo de inferioridade x Complexo de superioridade

É fácil supor que um complexo de inferioridade é exatamente o oposto de um complexo de superioridade, mas ambos podem ter a mesma origem e se sobreporem.

Publicidade

O complexo de superioridade refere-se a uma opinião exagerada das próprias habilidades e uma auto-importância inflada. Indivíduos com esse complexo têm uma falsa sensação de confiança, acreditando que são melhores que os outros, apesar da falta de evidências para apoiar suas crenças.

Esses sentimentos de superioridade também são um mecanismo de enfrentamento para aqueles que se sentem inferiores. Como forma de esconder inseguranças profundas, uma pessoa pode exagerar seu senso de valor para se sentir melhor.

Como saber os sinais de complexo de inferioridade?

O sinal do complexo de inferioridade apresenta-se de forma polarizadora. Às vezes, você pode se afastar de pessoas que considera melhores, enquanto outras vezes você se comporta de maneira competitiva para compensar algumas inseguranças.

Os sinais mais comuns que alguém pode experimentar em sua vida pessoal e profissional incluem:

  • Sentir-se para baixo sobre si mesmo;
  • Sofrer de baixa auto-estima e falta de confiança;
  • Ser extremamente sensível a críticas (e até elogios );
  • Comparar-se com os outros;
  • Evitar situações sociais;
  • Sentir-se culpado ou envergonhado por suas escolhas e ações;
  • Sentir a necessidade de minimizar suas realizações e conquistas;
  • Ficar nervoso e ansioso em torno de outras pessoas;
  • Buscar constante atenção e validação;
  • Encontrar falhas em si mesmo ou nos outros e;
  • Ter medo de ser assertivo.
Leia também:  3 sinais óbvios de que é hora de terminar uma amizade

Por que você tem este sentimento?

As experiências de infância desempenham um grande papel no sinal de complexo de inferioridade. As críticas constantes dos pais, ou a falta de elogios afetam a visão de mundo da criança e prejudicam a autoestima.

As pressões sociais e culturais para atingir certos marcos levam à falta de confiança na própria capacidade. A maioria dos jovens sentem tanta pressão para ter sucesso que se tornam incapazes de lidar com isso.

O uso das redes sociais também contribui para o sentimento de inferioridade. Há uma alta correlação entre rolar pelo feed e sintomas depressivos, como se sentir inferior. Você é exposto a postagens altamente editadas, o que aumenta as comparações desfavoráveis ​​e fazem você se sentir insatisfeito consigo mesmo.

Consequências do complexo de inferioridade

Se você se preocupa demais em ser julgado ou em como se compara aos outros, isso afetará a maneira como interage com seus entes queridos. Vai levá-lo ao isolamento, como uma tentativa de evitar se sentir pior.

As mesmas preocupações se infiltram em sua vida profissional, afetando seu desempenho geral. Isso faz com que você perca o foco e impede o crescimento futuro, por medo de não ser qualificado o suficiente.

Os sentimentos de inferioridade estão significativamente ligados à depressão, levando a má qualidade do sono e aumentando o risco de sofrer de insônia.

Leia também:  "Por que ninguém gosta de mim": como superar essa crença?

Como administrar seu sentimento de inferioridade?

Então, o que você pode fazer?

  1. Identifique seus pontos fortes. Você está dando muita atenção às suas falhas, permitindo o aparecimento de uma autoconfiança negativa. Anotar seus pontos fortes é uma ótima maneira de equilibrar a autoimagem;
  2. Defina metas menores. Nosso sentimento de inadequação profundamente enraizado é resultado de grandes expectativas, ou de estabelecer metas irreais. Isso atrapalha seu progresso e impede que tente coisas novas. Definir metas pequenas e gerenciáveis ​vai ajudá-lo a superar seu crítico interno;
  3. Mude a maneira como se compara aos outros. Tente desenvolver o valor dos pensamentos que tem. Por exemplo, se admira a confiança de alguém, não assuma automaticamente que ela é melhor do que você. Use o pensamento como inspiração para torná-lo uma virtude que gostaria de melhorar.
  4. Chegue à raiz do sentimento. Identificar a raiz do seu sentimento de inferioridade é a maneira mais eficaz de administrá-lo. É provável que possa ser rastreado até um evento desagradável da sua infância. Isso exige a exploração de áreas da sua vida pessoal ou profissional que o fazem se sentir menos realizado.

Vale a pena considerar a busca por terapia, que se concentra em ajudá-lo a desafiar quaisquer pensamentos inadequados sobre si mesmo. Com a orientação e o apoio de seu Psicólogo, você abordará quaisquer experiências iniciais que o fazem se sentir assim, para que possa superá-las.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *