Cabeçalho site

Psicólogo online para vítimas de narcisismo em qualquer lugar do mundo

Início

Artigos

Sobre

Início » Aprendendo a lidar com o ciúme no relacionamento aberto

Aprendendo a lidar com o ciúme no relacionamento aberto

Janela de madeira aberta

As pessoas acreditam que o ciúme no relacionamento aberto afeta ambos os parceiros. Alguns argumentam, inclusive, que ele é um sinal de apego saudável, um sentimento que prova amor e conexão.

Historicamente, supõe-se que os indivíduos com vínculos “saudáveis” são sexualmente exclusivos e que a exclusividade é um indicador do sucesso de uma parceria romântica. Portanto, o ciúme precisa ser uma marca registrada do relacionamento bem-sucedido.

Em vez disso, é comum que os parceiros não experimentem o ciúme quando abrem o relacionamento. Se alguém está seguro em seu relacionamento, conhece e confia no outro, bons sentimentos vão substituir a necessidade de enciumar-se.

O ciúme é sobre o medo. É o medo de que outra pessoa consiga mais do seu parceiro ou tome algo que você já tem. No ciúme parece que outra pessoa ameaçará seu vínculo.

Livre-se do narcisismo em sua vida!

Psicólogo Emilson Silva com camisa roxa e rindo

Com mais de 12 anos de experiência, já ajudei milhares de pessoas a superarem algum tipo de abuso narcisista.

Mas sentir ciúmes não significa que há algo errado. É uma emoção normal. Ele não deve ser ignorado, e às vezes, é um aviso. É uma forma de identificar problemas em um relacionamento, e um indicador de que existem ameaças de fontes concorrentes.

Porém, algumas pessoas não experimentam nenhum ciúme no relacionamento aberto. Elas encontram prazer nas experiências sexuais do parceiro com outras pessoas ou relacionamentos externos. Isso não indica necessariamente um problema. Pode até ser um tipo de generosidade.

A capacidade de ver o parceiro como uma pessoa diferente, e ser capaz de apreciar, é uma expressão de amor. “Deixar” seu parceiro receber amor dos outros sem se preocupar que isso tire algo delas é um sinal de segurança no relacionamento e em si mesmo.

Essas pessoas podem sentir compersão, ou prazer com a felicidade de seu parceiro com outra pessoa.

A maioria das pessoas em relacionamentos abertos, mas monogâmico, não está interessada em trocar seu parceiro principal por mais ninguém. Elas preferem estar um com o outro e não querem se separar; elas querem compartilhar suas vidas.

Mas elas também querem compartilhar outras experiências, e descobrir outras partes de si mesmas com outras pessoas. Isso não significa que nunca haverá ciúmes.

Como lidar com o ciúme no relacionamento aberto?

Pode ser difícil lidar com o ciúme. A emoção pode fazer você se sentir tenso, e pode ser emocionalmente ou mesmo fisicamente dolorosa.

O ciúme é acionado quando se pensa no parceiro com outra pessoa. Pode ser com uma pessoa específica ou em uma situação sexual específica. O ciúme vai e vem, e fica mais forte e mais intenso dependendo da resposta do parceiro à essas emoções.

Há muitas maneiras de controlar o ciúme, mas o primeiro passo é se concentrar em seus próprios sentimentos. Primeiro, enfrente os sentimentos de ciúmes em si mesmo. Admitir que o sente é difícil, mas descobrir de onde vêm vai ajudar:

  • Do que você tem medo?
  • Está preocupado com o tempo que seu parceiro está passando com outra pessoa?
  • Está preocupado com a atenção que ela está dando à ele?
  • Você pode ser específico sobre o que está incomodando você?

Em seguida, fale sobre seus medos. Pergunte ao seu parceiro se você pode sentar e ter uma discussão real e honesta sobre sentimentos. Seja o mais objetivo possível sobre o que te deixa com ciúmes: o tempo, a atenção, a afeição ou o sexo?

Investigue suas camadas de ciúme. Há outros sentimentos para além do ciúme? Existe curiosidade ou mesmo interesse quando você pensa em seu parceiro com outra pessoa? Você poderia imaginar mudar seus sentimentos para compersão?

O que é compersão?

Compersão é um sentimento de felicidade ou satisfação ao ver o parceiro com outra pessoa.

Um parceiro secundário pode entrar em um relacionamento sem que se crie ciúme no relacionamento aberto. Os parceiros primários muitas vezes se sentem possessivos, mas não se sentem ameaçados ou zangados com o “outro” relacionamento.

A seguinte listar vai ajudar a entender melhor os sentimentos de ciúme:

  • Como você experimenta o ciúme?
  • Quais são seus pensamentos e sentimentos sobre a situação que está causando esse ciúme?
  • Que história você está contando para si mesmo? Por exemplo, você sente que está sendo ignorado?
  • Quais são suas principais crenças sobre seu relacionamento e sobre você mesmo?
  • Quais são suas memórias dolorosas não resolvidas?
  • Qual é o pior resultado possível que você pode imaginar para o relacionamento que está causando ciúmes, e como poderia viver com isso?
  • O que você precisa no relacionamento para se sentir seguro sem controlar o parceiro? Por exemplo, você precisa de afirmações positivas e segurança? Pense de forma prática e concreta;
  • O que você pode fazer para se valorizar?
  • Se você fosse adaptar uma história racional e saudável sobre você, seu relacionamento e a causa do ciúme dentro dele, qual seria essa história?

Para curar o ciúme no relacionamento aberto, expanda e fortaleça sua autoestima. Trabalhe em si mesmo e construa sua confiança. Se está tendo problemas reais para lidar com suas emoções, consulte um Psicólogo para obter mais apoio.

E o que fazer quando o parceiro está com ciúme?

Lidar com um parceiro ciumento é difícil, mas paciência e bondade são importantes. Ouça, valide e tenha empatia por suas emoções. Seja honesto sobre seus próprios comportamentos e o que você pode ter feito para desencadear os medos. Se precisar alterar coisas, identifique o que são e fale sobre como eles podem não estar mais funcionando.

Discuta novas ideias e crie um acordo de monogamia aberto e atualizado, repetindo o exercício contínuo de monogamia. Perguntas a serem feitas:

  • O que é perturbador para você sobre nossas experiências recentes?
  • Quais são algumas coisas que te deixam desconfortável?
  • O que você acha que devemos mudar?
  • O que você vê para o nosso futuro?

Por que a verdade vai libertar você?

A relação aberta está ideologicamente alinhada com a honestidade. Ser aberto e honesto é a base para esse tipo de tentativa perpétua de verdade. Isso significa que, à medida que suas necessidades mudam, você terá que ser aberto sobre o que deseja.

Livre-se do narcisismo em sua vida!

Psicólogo Emilson Silva com camisa roxa e rindo

Com mais de 12 anos de experiência, já ajudei milhares de pessoas a superarem algum tipo de abuso narcisista.

Se você não defende o que deseja, não pode culpar seu parceiro pelo que não está funcionando, ou pelo que não está recebendo. Não é culpa dele se você não está dizendo o que quer. Fale a sua verdade.

Ao guardar sentimento você cria sua própria armadilha de monogamia. Você quer estar com seu parceiro e não quer trair, só que quer algo mais aberto. Então, compartilhar sentimentos é o primeiro passo.

É difícil confrontar a verdade. Se você não falar e articular seus desejos, é impossível para seu parceiro ler sua mente. Se você mantiver suas necessidades reprimidas, continuará se sentindo preso e estará se privando da liberdade que está fora de suas próprias restrições conjugais autoimpostas.


Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *