Cabeçalho site

Psicólogo online para vítimas de narcisismo em qualquer lugar do mundo

Início

Artigos

Sobre

Início » Você não precisa gastar mais tanto dinheiro com terapia

Você não precisa gastar mais tanto dinheiro com terapia

Uma nota de 100 dólares sendo queimada

Não é nenhum segredo que ir ao Psicólogo é caro, principalmente se não for por meio de um plano de saúde. Como a terapia requer um custo financeiro e um investimento emocional significativo, é importante observar os fatores que a tornam mais caro do que o necessário.

Experimentar a terapia com satisfação e valor é uma parte fundamental para determinar se o investimento vale a pena. E um aviso importante: estou afirmando apenas para situações sem risco de vida.

Aqui estão as principais observações para você não gastar mais tanto dinheiro com terapia:

Não assumir a oposição à terapia

Às vezes as pessoas pensam que “deveriam” ir à terapia, mas, no fundo, não é algo com o qual concordam. Assim, ela não será tão eficaz, bem como o custo aumentará, principalmente se mais sessões forem adicionadas em um esforço para obter melhores resultados.

Livre-se do narcisismo em sua vida!

Psicólogo Emilson Silva com camisa roxa e rindo

Com mais de 12 anos de experiência, já ajudei milhares de pessoas a superarem algum tipo de abuso narcisista.

Portanto, conecte-se com pessoas e atividades que apoiem seu crescimento pessoal.

As pessoas dizem que você precisa de terapia

Você está participando de terapia como um ultimato ou, alternativamente, um desejo de agradar outra pessoa? Então ela não será tão eficaz em tais circunstâncias, e fará você desperdiçar seu dinheiro.

Uma exceção é quando existe uma relação de confiança entre você e a pessoa que deseja que você faça terapia, onde é possível ouvi-la e concordar com a sugestão. No entanto, isso é uma escolha individual.

Embora possa ser valioso e importante ouvir o que os outros têm a dizer, você é responsável pela decisão de frequentar ou não a terapia. Seja honesto consigo mesmo.

Fazer terapia mesmo não se sentindo pronto

Você sabe tecnicamente que a terapia irá ajudá-lo, mas ainda não atingiu um ponto em que realmente se sente pronto. Então irá ao consultório do Psicólogo e ficará lá sentado sem saber o que dizer.

No fim, vai parecer que ele não sabe o que fazer ou com o que trabalhar, e você sairá do consultório sentindo-se confuso.

Pergunte a si mesmo por que você não se sente pronto:

  • Existe algo que precisa ser observado ou resolvido primeiro?
  • Precisa de mais informações sobre a terapia para regular melhor suas expectativas?
  • Ajudaria conversar com um amigo de confiança ou familiar que tenha experiência com terapia?

Escolher qualquer Psicólogo e esperar o melhor

Às vezes, sente-se tanta necessidade de começar uma terapia que o paciente escolhe o primeiro Psicólogo que encontrar.

Encontrar o Psicólogo certo é vital para o sucesso da terapia. Fazer o contrário resultará em vários começos falsos, até que se encontre alguém com quem estabeleça uma excelente relação terapêutica.

Pesquise as opções locais, pergunte a amigos e familiares com quem eles já se consultaram (sabendo, é claro, que o que funcionou para eles pode não funcionar para você). Além disso, um telefonema também será muito útil.

Estar ocupado demais para iniciar uma terapia

As pessoas querem fazer terapia especialmente quando se sentem sobrecarregadas. Mas, mas na prática, isso é uma má ideia.

Você pode estar trabalhando em vários empregos, ter muitas demandas de cuidados com os filhos ou ir à escola. Ou seja, ter muitas ocupações que entrarão em conflito com a responsabilidade de fazer terapia.

Retorne às responsabilidades da vida, se possível, ou adie a terapia até que haja espaço em sua agenda. A menos que você a esteja procurando para um problema específico e que será breve, certifique-se de que tenha tempo e disponibilidade.

Querer resolver um grande problema em um curto período de tempo

Se você tiver algumas semanas de férias, com algo grande com o qual deseja lidar e quer resolver no tempo que tem, então a terapia provavelmente não irá ajudar.

Dependendo da magnitude do problema, trazê-lo à tona em um curto período de tempo (digamos, 2 a 6 sessões) abrirá uma caixa de pandora difícil de fechar no tempo disponível, deixando-o com uma sensação insatisfatória do que é a terapia.

Além disso, sentir-se sob pressão para resolver algo rapidamente exige mais da experiência da terapia, tanto para o paciente quanto para o Psicólogo, parecendo algo apressado e gerando desconforto.

Consulte o Psicólogo antes de iniciar a terapia. Pergunte se ele acha que o assunto pode ser tratado no tempo que você tem disponível. Se não, haveria uma oportunidade para a terapia continuar posteriormente?

Trazer à tona, de uma vez, tudo o que está incomodando

O resultado típico em tais cenários é que os paciente acabem levantando muitos problemas no tempo de sessão, gerando sentimento de dispersão.

Geralmente isso está relacionado à ansiedade e ao medo de que esses problemas não sejam tratados ou esquecidos. Isso é compreensível e, especialmente em uma primeira sessão, ser útil para tirar certas coisas do peito.

No entanto, se cada sessão ocorrer dessa maneira, ela geralmente não será eficaz, fazendo você sentir que não está chegando a lugar nenhum.

Então, dê ao seu Psicólogo informações sobre quais questões você gostaria de tratar, e peça ajuda para priorizá-las. Ele também vai ajudar com o ritmo ao longo de suas sessões.

Ser perfeccionista quando se trata de Psicólogos

Você vê a humanidade do Psicólogo e não gosta, ou não aprova algo que ele disse. Pode ser frustrante conhecer um Psicólogo, e então acontecer algo na sessão que o irrita e o faz querer começar de novo.

Às vezes é exatamente a coisa certa a se fazer, principalmente se você acredita que seus direitos foram violados. No entanto, se você está fugindo porque tem medo de levantar a questão com ele, recomendo que tente, a menos que não se sinta seguro em fazê-lo.

Paradoxalmente, o processamento de ruptura na terapia é uma porta de entrada para um melhor relacionamento terapêutico e, finalmente, um melhor resultado.

Começar repetidamente com outros Psicólogos, especialmente quando isso acontece várias vezes, se tornará um caminho para lugar nenhum.

Ser procurar o mais barato

Depois de alguma pesquisa você encontra um Psicólogo que oferece aconselhamento pela metade do preço que a maioria.

Qual a consequência disso: talvez ele esteja começando e deseja atrair pacientes rapidamente, alguns não têm nenhum treinamento em terapia, ou o treinamento é insuficiente. Pode haver uma série de razões para esta economia de custos.

Se você pesquisar e entrevistar o Psicólogo com antecedência e, a partir daí, acreditar que ele é uma boa opção para você, então é porque é mesmo.

No entanto, apesar da economia de custo inicial, sairá mais caro pagar por uma terapia que não ajudará você. É como comprar itens em liquidação que nunca usará.

Diminuir a frequência das sessões de terapia

Comumente pensa-se que espaçar as sessões de terapia será eficaz. Embora isso funcione para uma sessão única sobre um problema menor e específico, essa estratégia raramente trará os resultados que você precisa.

É ser muito difícil avançar na terapia onde paciente e Psicólogo se encontram sempre revisando a situação atual, depois de tanto tempo desde a última sessão.

Considere sessões mais curtas, mas mais frequentes, ou converse com o Psicólogo sobre como complementar os tempos entre as sessões com outras atividades terapêuticas, como terapia de grupo ou outras alternativas.

Não chegar a lugar nenhum

Idéias e expectativas abundam quando se trata de terapia, e estas podem ou não ser realistas dentro desse contexto. Em situações extremas, tais expectativas estarão mais de acordo com fantasia ou magia.

Use uma sessão para esclarecer suas expectativas em relação à terapia, e verifique com o Psicólogo se isso é algo com o qual ele está apto a trabalhar. Se não puder, existe alguma alternativa que ele acredita ser mais produtiva?

Recomendo que os pacientes se responsabilizem pelo que desejam obter em sua terapia e não sejam tímidos, expressando isso ao Psicólogo desde o início.

Usar a terapia para ter uma boa imagem

Fazer terapia é legal, mas uma estratégia cara para o gerenciamento de uma imagem positiva. Talvez você queira impressionar um parente, ou parecer um indivíduo iluminado.

Pegue um livro de autoajuda da biblioteca e veja se algumas das ideias ou estratégias publicadas são interessantes. Se sim, faça uma consulta com um Psicólogo para ajudá-lo a determinar se a terapia é para você.

Livre-se do narcisismo em sua vida!

Psicólogo Emilson Silva com camisa roxa e rindo

Com mais de 12 anos de experiência, já ajudei milhares de pessoas a superarem algum tipo de abuso narcisista.

Fazer terapia apenas para ver como é

Embora isso não seja ilegal, essas sessões geralmente serão monótonas, sem muito a dizer da sua parte e o Psicólogo se sentindo confuso sobre o motivo de você o ter procurado.

Faça um diário sobre suas razões para procurar terapia, faça alguma pesquisa sobre o processo ou pergunte a amigos e familiares sobre suas experiências.

Se obedecer essas regras, estará obtendo o melhor custo-benefício de se fazer terapia.


Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *