Cabeçalho site

Psicólogo online para vítimas de narcisismo em qualquer lugar do mundo

Início

Artigos

Sobre

Início » Narcisismo » Como os narcisistas prendem as vítimas em um relacionamento?

Como os narcisistas prendem as vítimas em um relacionamento?

Como os narcisistas prendem as vítimas em um relacionamento

Este conteúdo não foi escrito por inteligência artificial.
Assim, você tem garantia de que ele possui qualidade, precisão e originalidade.


É uma realidade perturbadora que muitas pessoas se encontrem envolvidas em relacionamentos tóxicos, mesmo sem perceber.

Desde o love bombing inicial e a manipulação até a erosão gradual da autoestima, eles empregam uma infinidade de táticas para manter seu poder sobre os outros.

Love bombing

No início de um relacionamento, os narcisistas empregam uma tática manipuladora conhecida como love bombing para estabelecer rapidamente um profundo senso de intimidade, sobrecarregando a vítima com uma demonstração excessiva de amor e carinho.

Eles a enchem de elogios, atenção e presentes, fazendo-a se sentir a pessoa mais importante do mundo.

Livre-se do narcisismo em sua vida!

Psicólogo Emilson Silva com camisa roxa e rindo

Com mais de 12 anos de experiência, já ajudei milhares de pessoas a superarem algum tipo de abuso narcisista.

Seu afeto intenso e validação constante criam uma euforia emocional que prende a vítima. Parece um romance de conto de fadas, mas é tudo uma fachada.

Por trás dos grandes gestos há a intenção de controle e manipulação.

O love bombing fará com que a vítima se sinta em dívida com o narcisista e emocionalmente dependente dele.

Assim, eles criam um vínculo poderoso que é difícil de quebrar.

Gaslighting

Gaslighting é uma forma de manipulação psicológica que faz a vítima duvidar de suas percepções, memórias e julgamentos.

O narcisista irá distorcer a verdade, negar as ações e até mesmo culpá-la por coisas que não são sua culpa.

Eles podem dizer que seus sentimentos são inválidos ou que a vítima reage exageradamente ao comportamento.

Com o tempo, essa manipulação constante faz a vítima duvidar de sua sanidade e questionar a realidade.

Gaslighting é uma ferramenta poderosa que os narcisistas usam para manter a vítima aprisionada em um relacionamento tóxico.

Isolamento

Os narcisistas manipulam suas vítimas isolando-as de seus familiares, amigos e outras fontes de apoio, aumentando a dependência.

Eles criam uma narrativa em que os entes queridos são retratados como tóxicos ou não confiáveis, fazendo com que a vítima duvide dos seus relacionamentos.

Ao limitar o seu acesso a perspectivas externas e apoio emocional, o narcisista torna-se a única fonte de validação e companheirismo para a vítima.

Este isolamento promove um sentimento de dependência, tornando mais difícil abandonar o relacionamento tóxico.

Reforço negativo

Para manter o controle sobre suas vítimas, os narcisistas empregam táticas de reforço negativo, como o tratamento silencioso ou a retirada de afeto.

Ao utilizar o tratamento do silêncio, o narcisista cria uma sensação de isolamento e abandono emocional, deixando a vítima desesperada por sua atenção e aprovação.

Eles também negam afeto e amor, fazendo com que a vítima questione seu valor e busque constantemente a validação do narcisista.

Estas tácticas destinam-se a manipular e controlar, mantendo-a dependente da aprovação do narcisista e deixando-a incapaz de afirmar as suas próprias necessidades e limites.

Desvalorização

Durante a fase de desvalorização, os narcisistas corroem sistematicamente a autoestima da vítima, fazendo com que ela se sinta inútil e convencida de que não merece um tratamento melhor.

Eles empregam várias táticas para conseguir isso, como críticas constantes, insultos e menosprezo.

Também podem zombar de suas conquistas, desconsiderar suas opiniões e minar suas habilidades.

Ao desvalorizá-lo consistentemente, os narcisistas fazem a vítima questionar seu valor, fazendo-a com que duvide de si mesmo e de suas habilidades.

Isso a manterá dependente deles e dificultará o abandono do relacionamento.

Com o tempo, a desvalorização implacável desgasta a auto-estima, fazendo com que a vítima acredite que não merece amor, respeito e melhor tratamento.

Promessas de mudança

Os narcisistas muitas vezes apresentam a promessa de mudança, criando um vislumbre de esperança para a vítima de que as coisas finalmente irão melhorar.

Eles sabem que, ao oferecer a possibilidade de mudança, as mentarão presas no relacionamento tóxico.

O narcisista pede desculpas por seu comportamento ofensivo e prometer fazer melhor, fazendo a vítima acreditar que é sincero em seu desejo de mudar.

Esta promessa de mudança dá a esperança de que o relacionamento seja salvo e que o parceiro se torne a pessoa amorosa e atenciosa que ela conheceu.

Contudo, as vítimas têm de reconhecer que esta promessa de mudança é muitas vezes vazia e manipuladora.

Os narcisistas raramente cumprem as suas promessas e, em vez disso, usam-nas como uma táctica para manter o controlo sobre as suas vítimas.

Controle Financeiro

O controle financeiro é uma tática frequentemente empregada pelos narcisistas para prender suas vítimas, tornando significativamente mais difícil para elas abandonar o relacionamento tóxico.

Ao obterem controle sobre as finanças do seu parceiro, os narcisistas limitam efetivamente a sua liberdade e independência, criando uma sensação de dependência.

Eles podem restringir o acesso ao dinheiro, monitorar gastos ou até mesmo forçar a vítima a abrir mão do controle de sua renda.

Esse controle não só deixa a vítima financeiramente vulnerável, mas também corrói o seu sentido de autonomia e autoestima.

Sem recursos financeiros, ela passa a sentir-se presa e incapaz de escapar às garras do narcisista.

Reforço Intermitente

Ao alternar entre períodos de amor e carinho, e depois desvalorização e punição, os narcisistas criam uma montanha-russa emocional viciante que o mantém preso em suas garras tóxicas.

Essa tática manipuladora, conhecida como reforço intermitente, brinca com as emoções e as mantém desejando constantemente os altos do love bombing, enquanto suporta os baixos da desvalorização.

O narcisista enche a vítima de atenção, elogios e carinho, fazendo-a se sentir especial e amada.

Mas, assim que ela começa a aproveitar essa euforia, eles mudam abruptamente de assunto, retirando o afeto e submetendo-a a críticas, manipulação e punição.

Esse padrão imprevisível de amor e abuso cria uma sensação de dependência e confusão, tornando incrivelmente difícil se libertar do controle deles.

A vítima fica viciada nas recompensas intermitentes, esperando desesperadamente pelo retorno do lado amoroso e afetuoso do narcisista, mesmo que isso raramente dure.

Táticas de medo

Os narcisistas costumam usar táticas de medo para incutir uma sensação de medo e manipulação em suas vítimas, tornando ainda mais difícil para elas se libertarem de suas garras tóxicas.

Os narcisistas dependem de ameaças e manipulação para manter suas vítimas presas no relacionamento.

Eles usam o medo como ferramenta para controlar e dominar o parceiro, criando um ambiente de constante ansiedade e incerteza.

Ao incutir medo, os narcisistas fazem com que suas vítimas duvidem de si mesmas e de sua capacidade de sair do relacionamento abusivo.

Eles podem usar ameaças de danos físicos, chantagem emocional ou mesmo ameaças de prejudicar a si mesmos para manter o controle.

Projeção

Os narcisistas projetam seu comportamento negativo na vítima, fazendo com que ela se defenda constantemente em vez de abordar o problema real.

Depois de suportar táticas de medo, as vítimas de relacionamentos narcisistas muitas vezes ficam presas num ciclo de projeção.

Essa tática de manipulação permite que os narcisistas evitem assumir a responsabilidade por suas ações e mude o foco para a vítima.

Ao projetar o seu comportamento negativo na vítima, eles criam uma realidade distorcida onde a vítima está constantemente na defensiva, tentando provar a sua inocência e desviar a culpa.

Esta necessidade constante de se defender a impede de abordar a questão central e mantém-na presa numa dinâmica tóxica.

Inversão da culpa

Os narcisistas recusam-se consistentemente a assumir a responsabilidade pelas suas ações e comportamento, colocando a culpa exclusivamente na vítima.

Eles têm uma capacidade notável de inverter a culpa para evitar enfrentar as consequências de suas ações.

Quer se trate de uma pequena discussão ou de um conflito significativo, os narcisistas sempre encontrarão uma maneira de distorcer a situação e fazer a vítima se sentir responsável.

Eles vão manipulá-la fazendo-a acreditar que tudo é culpa dela, fazendo com que questione seu julgamento e sua realidade.

Hoovering

Quando confrontadas com a perspectiva de abandonar uma relação narcisista, as vítimas muitas vezes ficam presas à tática manipuladora conhecida como hoovering.

Eles exploram o desejo de um relacionamento feliz e saudável, explorando as vulnerabilidades e ansiando por um futuro melhor.

No entanto, é importante reconhecer que o hoovering é apenas mais uma tática usada pelos narcisistas para manter o controle e o poder sobre a vítima.

Não se deixe enganar pela mudança temporária de comportamento; é provável que seja uma estratégia para trazê-lo de volta e continuar com seus padrões manipulativos.

Palavras finais

Escapar de um relacionamento narcisista exige reconhecer as táticas usadas para prendê-lo e encontrar coragem para estabelecer limites.

Livre-se do narcisismo em sua vida!

Psicólogo Emilson Silva com camisa roxa e rindo

Com mais de 12 anos de experiência, já ajudei milhares de pessoas a superarem algum tipo de abuso narcisista.

Ao compreender o love bombing, gaslighting, o isolamento, o reforço negativo, a desvalorização, as táticas do medo, a projeção, a transferência de culpa e a aspiração, será possível recuperar a independência e bem-estar.

Procure ajuda profissional, reconstrua sua autoestima e lembre-se que você merece amor e respeito.

É possível libertar-se do controle de um narcisista e você não está sozinho nesta jornada.


Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *