Por que as pessoas se viciam nos psicopatas e narcisistas?

Foto em preto e branco de pés acorrentados

Categoria: Narcisismo
Categoria: Psicopatia

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Como exatamente as pessoas se viciam nos psicopatas e narcisistas, apesar de serem personagens tão horríveis e tão conhecidos por suas técnicas de manipulação e controle?

Duas maneiras cruciais pelas quais pessoas desordenadas prendem seus alvos são:

  1. Criando a imagem de um relacionamento perfeitos, para em seguida;
  2. Retirar lentamente essa afeição artificial, de modo que a vítima se aproxime na tentativa de reativá-lo.

Isso desencadeia um processo viciante, em que a vítima não consegue parar de pensar na pessoa tóxica ao mesmo tempo que luta para se libertar do relacionamento.

Em sua forma mais simples, é assim que os psicopatas ou narcisistas conseguem atrair tantas pessoas e mantê-las viciadas, apesar das muitas evidências mostrando como são pessoas tóxicas e abusivas.

No entanto, em alguns casos, há algo não resolvido acontecendo com a vítima. Os déficits em sua própria psique desde a infância as levam a se sentirem atraídas por pessoas tóxicas repetidamente, como uma tentativa disfuncional de resolver problemas relacionados ao apego e ao amor.

Portanto, abordarei essa questão de ambos os ângulos, explicando:

  1. Por que você é viciado no relacionamento com um psicopata ou narcisista e;
  2. Por que você pode ser viciado em ter relacionamentos com esses tipos abusivos de pessoas.

Como psicopatas e narcisistas criam vínculos viciantes?

Um termo que tem sido usado para descrever essa dinâmica viciante é o vínculo psicopático/narcisista.

Isso se refere ao poderoso vínculo artificial que os psicopatas e narcisistas são capazes de criar com suas vítimas, por meio do uso fingido de interesse e empatia, se parecendo com uma “alma gêmea” e criando a falsa sensação de felicidade e perfeição nos primeiros momentos do relacionamento.

A intenção por trás disso é deixar a pessoa fisgada, por meio da sensação do relacionamento ser extraordinário, imbatível, com “aquele extra” que outros relacionamentos não poderão dar.

Leia também:  Rótulos como narcisistas e psicopatas no discurso popular

Aqui estão algumas maneiras pelas quais os psicopatas e o narcisistas fazem isso durante a fase de “idealização” de um relacionamento:

  • Espelhamento intenso (cópia da linguagem corporal, traços, padrões de fala e personalidade). Uma sensação de que a pessoa está andando e falando em ritmo com você;
  • Oferecendo à você muito charme, calor, entretenimento, presentes, atenção e adoração;
  • Um primeiro contato constante e regular, seja pessoalmente ou por telefone. Dando atenção e exigindo o mesmo em troca, especialmente com os narcisistas;
  • Enviando para seu email, telefone, ou redes sociais muitas tolices constantes, memes, piadas, histórias, poemas etc;
  • Fazendo algum plano futuro inventado, de uma vida brilhante, fácil, rica e abundante juntos;
  • Intimidade sexual intensa e/ou frequente. A intenção é torná-lo o mais viciante possível;
  • A sensação de que vocês já se conhecem por uma vida toda, apesar de se conhecerem apenas a poucos dias ou semanas;
  • Uma sensação de que eles são a combinação perfeita ou “alma gêmea”. Isso é totalmente artifical e fabricado;
  • Eles podem falar sobre seu “ex louco” e comparam você a ele, dizendo o quanto você é melhor, como você os entende como ninguém;
  • Exibindo aparente compaixão sobre suas histórias passadas de abuso/negligência, etc;
  • No geral, um sentimento de perfeição, onde você encontrou a pessoa e o relacionamento perfeito. Uma vez que a vítima se recupere da insanidade desse relacionamento, elas veem como isso era fantasioso.

Quando você conhece um psicopata, as coisas se movem extremamente rápido. Eles dizem o quanto vocês têm em comum com você, e o quão perfeito você é para eles.

Como um camaleão, eles espelham suas esperanças, sonhos e inseguranças para formar um vínculo imediato de confiança e entusiasmo. Eles constantemente iniciam a comunicação e parecem fascinados com você em todos os níveis. Se você tem uma página no Facebook, eles podem enchê-la com músicas, elogios e poemas.

Os psicopatas e narcisistas tentarão tudo o que podem para deixar você fisgado, encantado por eles e pelo relacionamento em si. Mesmo que seja uma farsa.

Nos estágios iniciais, eles precisam manter essa pretensão do relacionamento oferecendo algo mais, algo extra que a vítima não pode obter de outros relacionamentos.

A segunda metade da equação é o que a pessoa desordenada fará uma vez que o atraiu. É aqui que precisamos fazer um pequeno desvio na psicologia comportamental e no condicionamento para ver como eles manipulam.

Leia também:  Como os narcisistas reagem às informações sobre o narcisismo?

A relação entre vício e recompensas intermitentes

Recompensas intermitentes ou imprevisíveis são mais viciantes do que recompensas previsíveis e estáveis. Essa é uma tática crucial que os manipuladores usam para fisgar as pessoas.

A imprevisibilidade das recompensas nos deixa viciados. Isso faz com que a vítima continue no relacionamento, tentando conquistar o “dessa vez será diferente”.

Como os psicopatas e narcisistas usam as recompensas intermitentes?

Os psicopatas e narcisistas o atraem com uma enxurrada inicial de calor e charme, criando uma felicidade artificial, e então lentamente recuam. Começam a se afastar lentamente e a se distanciar da vítima, passando da fase de idealização para a fase de desvalorização.

A vítima começa a se perguntar o que há de errado, já que se acostumou com essa sensação de bem-aventurança e perfeição. Elas achavam que tinham o par perfeito. “O que eu fiz de errado?”, costumam se perguntar.

Publicidade

Isso é cuidadosamente planejado pelos psicopatas e narcisistas. Eles recuam o suficiente para que a vítima duvide de si mesmo. Eles ainda as bombardeia com recompensas suficientes (charme, calor, aprovação, atenção, sexo etc.), mas em uma frequência progressivamente decrescente.

O que atrai a vítima é a tentativa cada vez mais desesperada de reconquistar o que pensava ter no início da relação.

A vítima está agora completamente sob o controle dos psicopatas e narcisistas, onde continua tentando se reconectar com eles. Eles, por sua vez, seguem jogando apenas “migalhas de pão” psicológicas suficientes para mantê-la interessada, mas ao mesmo tempo corroendo sua identidade e autoestima.

Em casos mais extremos, o auto-respeito e os limites tornam-se completamente corroídos, e o tratamento que a vítima nunca teria aceitado agora é tratado como perfeitamente normal e aceitável.

É por isso que é importante darmos um passo atrás e olhar objetivamente até onde chegamos desde que uma determinada pessoa entrou em nossa vida. Psicopatas, narcisistas e outras personalidades tóxicas querem você fixado e viciado neles.

Quebrando o ciclo viciante com os psicopatas e narcisistas

Perceber que esses tipos de personalidade tóxica existem, e os padrões manipulativos comuns que eles usam é metade da batalha.

Aqui estão algumas outras dicas para evitar ser pego no absurdo dos psicopatas e narcisistas, bem como descobrir rapidamente quando algo está errado:

  • Esteja ciente de que o ato de charme e carisma que os psicopatas e narcisistas demonstravam era uma fraude;
  • Esteja ciente do poder das recompensas intermitentes é importante. Trazer consciência para qualquer processo que antes era inconsciente ou automático diminui imediatamente o poder dos psicopatas e narcisistas poder sobre você;
  • Eduque-se o máximo possível sobre a natureza dos psicopatas e narcisistas, bem como as táticas manipuladoras comuns que eles usam;
  • Interrompa todos os contatos com psicopatas e narcisistas o mais rápido possível. Mude o número de telefone, bloqueie-os, e corte-os completamente de sua vida. Impossível quando crianças e compromissos financeiros estão envolvidos;
  • Se o relacionamento foi especialmente prolongado e traumático, procure a ajuda de um Psicólogo qualificado para lidar com quaisquer problemas. Psicopatas e narcisistas causam muitos danos, mesmo em um curto período de tempo. Também procure ajuda se você for viciado em relacionamentos abusivos;
  • Evite voltar-se rapidamente para outros relacionamentos, de modo a preencher uma lacuna deixada pela pessoa tóxica. Reserve um tempo para curar e restabelecer os limites adequados e obter a ajuda de que precisa;
Leia também:  Por que o narcisista copia você no que faz e diz?

Entendendo o vício em relacionamentos com pessoas tóxicas

Se você acredita que esse padrão de atrair pessoas tóxicas, como psicopatas e narcisistas, parece se repetir várias vezes ao longo da sua vida, então analise mais profundamente seu relacionamento com seus cuidadores iniciais.

Na maioria das vezes, quando as pessoas têm um vício em relacionamentos tóxicos com desordenados, como psicopatas e narcisistas, é porque estão apegadas à algum tipo de compulsão a repetição.

Estão tentando atender aos déficits de apego e amor dos seus primeiros anos. Estão procurando pessoas que se pareçam com seus cuidadores originais, na tentativa de obter o amor, atenção ou carinho que não receberam.

Simplificando ainda, a compulsão à repetição nos leva a repetir simbolicamente o passado para tentar resolvê-lo.

Se isso soa como a história de sua vida adulta, sempre viciado em procurar pessoas que sabidamente são ruins para você, então é hora de encontrar um bom Psicólogo para trabalhar com os problemas de apego não resolvidos.

Uma vez que se conscientize dos padrões inconscientes, eles deixarão de ter o mesmo poder sobre você, e assim poderá fazer melhores escolhas de parceiros.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *