Como incentivar seu parceiro a fazer terapia online?

Uma mulher incentivando seu parceiro a fazer terapia online

Categoria: Terapia online

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Reconhecer que alguém precisa de ajuda e incentivá-lo são ações importantíssimas. Mas, quando você conhece alguém próximo que precisa fazer terapia online, como seu parceiro, parece ser mais difícil sugerir isso à ele.

Depois de ver os sinais, o que você diz e como diz fará toda a diferença.

Você precisa incentivá-lo de maneira atenciosa, bem como ajudá-lo a entender a importância de agir.

Seu parceiro vai se beneficiar da terapia online?

Como todo mundo passa por altos e baixos, é importante entender a diferença entre os desafios do cotidiano e a necessidade de terapia.

Outros sinais incluem:

  • Problemas de sono;
  • Sobrecarga emocional;
  • Lutar contra uma depressão contínua ou expressar sentimentos de desesperança;
  • Ansiedade consistente;
  • Falar sobre suicídio ou maneiras de morrer;
  • Mudanças de humor freqüentes ou intensas;
  • Reviver traumas passados;
  • Isolar-se socialmente, levando a dificuldade em manter relacionamentos;
  • Comer muito mais ou menos do que o normal;
  • Sentir-se entorpecido e não se importar com nada;
  • Aumento do uso de substâncias como forma de lidar, evitar, distrair ou amortecer sentimentos difíceis;
  • Dificuldade em funcionar no trabalho, em casa ou na escola.
Leia também:  Por que o Psicólogo fica te olhando durante a sessão de terapia?

A terapia online também ajuda se seu parceiro estiver lidando com problemas específicos de trabalho ou família, onde a neutralidade de um Psicólogo oferecerá informações valiosas e feedback.

No entanto, simplesmente discordar de seu parceiro não significa necessariamente que ele precise de terapia.

É normal que os casais tenham suas diferenças.

Mas, se perceber que as discussões estão se transformando em eventos mais sérios ou aumentando de frequência, a terapia online é uma necessidade.

Publicidade

A terapia online enfatiza a ideia de que manter a saúde de um relacionamento é uma responsabilidade compartilhada, em vez de ser “culpa” ou problema para só uma pessoa resolver.

Ela também ajuda a reduzir os sentimentos de culpa ou vergonha que seu parceiro sentir se for o único que precise ir à terapia.

Dicas de como sugerir terapia online para o seu parceiro

Perceber que seu parceiro precisa de ajuda é uma coisa, mas saber como dizer isso à ele, é uma história completamente diferente.

Ao abordá-lo para discutir um assunto delicado como este, o mais importante não é apenas sobre o que você diz, mas como você diz e demonstra que se importa.

Antes de iniciar a discussão, examine por que decidiu conversar com ele sobre a terapia online:

  • É por preocupação?
  • Você quer que ele obtenha a ajuda de que precisa?
  • Ou você apenas quer que ele pare um comportamento que te incomoda?

A melhor maneira de dizer ao parceiro que você quer que ele faça terapia online é com amor e carinho, em vez de julgamento ou vergonha.

Leia também:  O que você pode e o que não pode esperar da terapia?

Para isso, leve em consideração alguns fatores:

Considere o momento

Converse com seu parceiro em um momento onde ambos estejam calmos.

Deixar escapar palavras desagradáveis no meio de uma briga, falar com seu parceiro quando ele estiver agitado ou estressado não trará resultados positivos;

Esteja no ambiente certo

Mencionar a necessidade de terapia online em um ambiente público é embaraçoso ou perturba seu parceiro.

Converse em um local privado, onde possa transmitir claramente suas preocupações, validar os sentimentos dele e se concentrar na discussão, sem interferência.

Escolha suas palavras com cuidado

Compartilhe o que você está observando, o que está sentindo e forneça razões claras pelas quais você acredita que seu parceiro precisa da terapia online.

Explique que se preocupa, deseja apoiar a saúde mental e o bem-estar geral dele, e a terapia online é uma forma benéfica de fazer isso.

Use declarações empáticas do tipo “eu” para enquadrar sua linguagem, com frases que começam com “estou preocupado” ou “percebi que”

Certifique-se de que sua recomendação não soe como um ultimato

Se você quer sugerir ao seu parceiro que ele precisa fazer terapia online, não o force ou diga que deve fazer algo. Isso o fará se sentir rejeitado, ofendido e atacá-lo caso se sinta intimidado.

Você não deve ameaçá-lo. Em vez disso, fale abertamente sobre suas preocupações.

Outra forma de abordar a conversa é perguntar se o seu parceiro já pensou na terapia online como uma ferramenta.

Para fazer isso, diga-lhe: “Você já pensou em conversar com um profissional? Ele tem ferramentas e técnicas que ajudam a gerenciar exatamente esse tipo de estresse”.

Essas declarações ajudarão a criar uma atmosfera de compreensão, preocupação e fazer com que seu parceiro sinta que é importante, em vez de acusado.

Leia também:  Por que a mudança na terapia leva tempo?

A linguagem certa também ajuda a desestigmatizar a ideia de fazer terapia online.

E se ele se recusar a fazer terapia online?

Mesmo que você tenha tentado a abordagem mais atenciosa e empática para incentivar seu parceiro fazer terapia online, pode não funcionar.

Isso acontece por vários motivos, incluindo:

  • O preconceito em torno da saúde mental;
  • A crença de que falar com você ou um amigo é suficiente;
  • Simplesmente não querer ou estar pronto.

Se o seu parceiro se recusar a ir à terapia online, mesmo quando você busca apoio adicional, então considere o que é melhor para você.

Depois de todo o esforço, se ele se recusar a procurar ajuda, lembre-se de que você não pode controlar o comportamento dos outros.

Pense em como os problemas de saúde mental dele estão afetando você. Então, considere estabelecer limites e cuidar de si mesmo.

Palavras finais

Embora seu parceiro possa não estar interessado na terapia online, há várias alternativas que podem ser mais atraentes. Vale a pena discutir essas opções.

Deixe-o saber o que é ou não aceitável em seu relacionamento. Embora ele decida não procurar ajuda, isso não significa que você deva tolerar comportamentos problemáticos.

Se os comportamentos do seu parceiro estão causando turbulência significativa, e ele continua a se recusar a ir à terapia online, mesmo que você o tenha pedido várias vezes, pergunte-se se esse é um relacionamento que você pode manter em sua forma atual.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *