Os 9 componentes para alcançar uma felicidade mais duradoura

Silhueta de um casal saltando em uma praia

Categoria: Felicidade

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Sem dúvida que, experimentar um estado de bem-estar, é prazeroso. Melhor ainda se essa felicidade for mais duradoura.

A felicidade, diferente do prazer, pode ser relativamente impermeável às contingências de uma vida em constante mudança. Elas não é um estado transitório de sentimento e pode ser duradoura.

Tem muito menos a ver com circunstâncias externas favoráveis ​​do que com a forma como se vê o mundo e, mais importante, como você se vê nele.

Em última análise, sua auto-estima determina o quão feliz você será com a vida em geral.

A felicidade é algo potencialmente alcançável para qualquer pessoa, mas apenas se pudermos desenvolver a mentalidade intrínseca a ela.

No entanto, uma vez que, por meio da prática diligente e contínua, somos capazes de “dominar” esse estado ideal, ela pode ser sustentada independentemente das intermináveis ​​flutuações da vida.

Os componentes para uma felicidade mais duradoura

Aqui está o que você precisa para se tornar mais consciente e se dedicar proativamente, se quiser maximizar suas chances de alcançar uma felicidade mais duradoura:

  1. Segurança interpessoal: indivíduos socialmente isolados são propensos à ansiedade e depressão, exatamente o oposto do bem-estar. Sentir-se conectado aos outros, por meio de sua compreensão, empatia e apoio, fornece uma base sólida para se sentir “em casa” no mundo;
  2. Resiliência: muitas vezes referida como fundamental para sustentar a felicidade, embora todos estejamos sujeitos a dificuldades e perdas, é fundamental que nos recuperemos e continuemos atendendo aos desejos e necessidades que, pessoalmente, mais se relacionam com a nossa felicidade;
  3. Gratidão: desempenha um papel importante no pensamento positivo. Apesar de quaisquer obrigações, responsabilidades e fardos que possamos ter que suportar, ainda podemos nos considerar abençoados por termos recebido o dom da vida e, portanto, a liberdade de aproveitá-la ao máximo. Manter um diário de gratidão e enumerar tudo o que você pode pensar para agradecer é um método poderoso de manter essa atitude de apreço;
  4. Perdão: representa uma postura de vida que facilita o abandono de rancores, raiva e desconfiança. Defensivamente, você pode estar se apegando a esses sentimentos para se sentir vitimizado ou moralmente superior àqueles que o feriram. E, embora seu ressentimento possa ser justificado, ele interfere na aceitação permanente da realidade que conduz ao bem-estar;
  5. Compaixão: qualidade que torna possível perdoar os outros, e a si mesmo. É cada vez mais visto como o que é mais necessário para curar relacionamentos feridos, bem como suas próprias feridas psíquicas nunca curadas. Além disso, implica que você fará algum esforço para agir de forma altruísta em relação aos outros;
  6. Atenção plena: enquanto a depressão se relaciona com dúvidas sobre o passado e a ansiedade com a preocupação com o futuro, a atenção plena se preocupa com o presente. Feito corretamente, centrar sua atenção em sua experiência momento a momento permite observar e reconhecer pensamentos e sentimentos, sem avaliá-los ou ser derrubado por eles. Além disso, conscientemente e conscientemente, engajar-se neste procedimento se alinha com a positividade de longo alcance da felicidade;
  7. Autocuidado: é sobre viver um estilo de vida saudável e autodisciplinado, o que envolve adotar uma dieta nutritiva e bem equilibrada, participar de um regime de exercícios adequado e procurar reduzir a tensão ou conflito por meio de, digamos, respiração profunda e meditação, passando tempo na natureza ou encontrando ocasiões para sorrir e rir com amigos e familiares (e talvez estranhos também);
  8. Aventura: implica uma mentalidade corajosa na qual você não tem medo de experimentar coisas novas, mesmo que atualmente elas possam existir fora de sua zona de conforto. A felicidade tem a ver com vitalidade e renovação, não com a estagnação ou mesmice tipicamente ligada ao tédio;
  9. Significado e propósito: têm sido enfatizados regularmente por muitos especialistas que ponderaram e estudaram o espinhoso assunto da felicidade. Viver de acordo com seus valores e ideais, que podem evoluir e ampliar ao longo do tempo, é o que torna a vida de uma pessoa significativa. Ao contrário, uma vida sem objetivos pode parecer mesquinha, tediosa e inerte.
Leia também:  3 razões que levam uma pessoa a não ser feliz consigo

Muitos elementos anteriormente ligados ao bem-estar implicam um elevado senso de propósito. Portanto, é apropriado encerrar este resumo enfatizando que nada poderia ser mais fundamental para viver feliz do que viver uma vida com propósito.

E tal “busca de propósito” não tem ponto final. A felicidade é encontrada na jornada, não no destino.

Publicidade

Além disso, é fundamental reconhecer que perseguir exclusivamente fins vangloriosos e egoístas não resulta em felicidade. Então, eu acrescentaria que é estratégico e, de fato, nobre contribuir não apenas para o bem-estar dos outros, mas também para o bem-estar da sociedade, da cultura e do planeta.

Leia também:  A busca da felicidade: características de pessoas felizes

É assim que, finalmente, ascendemos ao nível espiritual da felicidade. E embora as definições do que é espiritual variem muito, é sempre algo além do que é pessoalmente gratificante.

Como humanos, essencialmente conectados a todos os outros humanos, o que funcionará melhor para nós deve ser o que, imediata ou definitivamente, funcionará para todos nós.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *