Não se permita permanecer em um relacionamento narcisista

Homem com cavanhaque e bigode olhando-se em um pedaço de espelho quebrado

Categoria: Narcisismo

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Os narcisistas são instintivos e intuitivos. Frequentemente eles seduzem sutilmente suas vítimas, de modo a mantê-las engajadas o suficiente para que não vão embora. O empurra e puxa, a confusão, o medo e suas mudanças de humor, tudo parece ser perfeitamente orquestrado para permanecer no controle de situações e pessoas.

Os narcisistas são abusadores emocionais. Eles controlam os outros para criar uma espécie de “suprimento narcisista”, gerando assim a atenção, a admiração e a confirmação de grandeza que precisam. Muitos narcisistas buscam isso compulsivamente, e podem não ter escrúpulos quanto à técnicas de manipulação que eles aplicam para obtê-lo.

Leia também:  Dicas para lidar com um narcisista no local de trabalho

A melhor forma de garantir um abastecimento contínuo é assegurando a fonte. Quando a fonte é o filho de um narcisista, então ele é doutrinado desde cedo sobre sua obrigação em fornecer o suprimento aos pais.

O “suprimento narcisista” também pode ser um parceiro romântico. Uma vez que o parceiro esteja fisgado e encurralado, o narcisista terá a certeza de que seu suprimento estará facilmente acessível.

Mais cedo ou mais tarde, e normalmente mais tarde, a vítima do abuso percebe que algo está errado no relacionamento. Elas passam a perceber que existe muito medo, o que os obriga a se comportar de acordo com os desejos de cônjuge narcisista.

Por que alguém permaneceria em um relacionamento dominado pelo medo?

Existe uma emoção dominante que mantém alguém em um relacionamento dominado pelo medo: a esperança.

Cônjuges de parceiro narcisista, por exemplo, anseiam por um relacionamento com amor e respeito. Porém, o parceiro narcisista domina o pensamento, o comportamento e as intermináveis sessões de terapia do cônjuge, levando a um ciclo sem fim.

Leia também:  Como você pode evitar se apaixonar por um narcisista?

Normalmente o cônjuge acaba acreditando que a culpa é sua e que, se mudasse, seria possível ter aquele relacionamento saudável que tanto deseja.

Só quando o cônjuge perde as esperanças é que consegue cortar as cordas usadas pelo narcisista para manipulá-la e seguir em frente.

Outro ponto é que cônjuges de parceiros narcisistas podem experimentar o estágio do “bombardeio do amor”, aquele início romântico totalmente exagerado do relacionamento quando se é bombardeado com pequenos e grandes gestos de amor.

Isso pode incluir mensagens sobre ser “almas gêmeas”, que estavam “esperando por você durante toda a minha vida” ou que “não podem imaginar como eu poderia ter pensado que era feliz antes de conhecê-lo”.

Mas esse estágio de bombardeio de amor é seguido por uma campanha contínua, focada na depreciação e críticas ao cônjuge. Pode começar com pequenos comentários, mas depois evolui para acusações desagradáveis.

Publicidade

A felicidade desaparece e dá espaço para o medo.

Leia também:  4 dicas de como se preparar para dizer não a um narcisista

Muitas pessoas permanecem nesse tipo de relação, mesmo durante todas essa fase de depreciação, porque o narcisista está habilmente acrescentando elementos românticos regulares para manter seu cônjuge interessado. Mas apenas o suficiente para manter a esperança com vislumbres do romance e da felicidade que uma vez experimentaram.

Já trabalhei com muitos pacientes que sabiam perfeitamente que o relacionamento com seus cônjuges não era benéfico para sua felicidade e bem-estar. Entretanto, o maior obstáculo foi superar a esperança e poder finalmente entender a realidade. Só então eles conseguiram iniciar seu processo de cura adequadamente.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

2 comentários em “Não se permita permanecer em um relacionamento narcisista”

  1. nossas seus artigos sobre nascisistas são perfeitos e descreve tudo que aconteceu comigo durante 15 anos de relacionamento de muito morde e asopra… tomei a decisão de me separar e estou com 15 dias de contato zero mais hj tive uma crise de abstinencia terrivel… mais com muita fé em DEUS superei e não liguei nem fui nas redes sociais dele pois eu o bloquiei para não ver….é quqse impossivel enterder que nunca fui amada nem um pouco por ele o pior fui traida sempre em fim doe muito me desejem sorte nessa nova fase obg….

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *