A importância da lição de casa na terapia

Mulher em uma escrivaninha escrevendo em um caderno e fazendo uma lição de casa

Categoria: Terapia online

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Um processo de terapia não deve se restringir apenas aquela 1 hora que se passa dentro do consultório. Ela deve, essencialmente, incluir lições de casa. Porém, o que exatamente isso implica e a que propósito serve.

O que é a lição de casa na terapia?

A lição de casa na terapia compreende tarefas ou atribuições que o Psicólogo pede para o paciente concluir entre as sessões. Ela pode vir como uma planilha, uma tarefa a ser concluída ou um pensamento/pedaço de conhecimento que o paciente deve manter com ele durante a semana.

Alguns exemplos de lição de casa incluem:

  • Autorreflexão;
  • Leituras;
  • Exercícios escritos ou baseados no corpo (por exemplo, treinamento de relaxamento);
  • Envolver-se em novas experiências sociais ou de lazer;
  • Exercícios de terapia estruturada, como dessensibilização sistemática;
  • Conversar com pessoas específicas ou ensaiar conversas importantes;
  • Fazer mudanças no estilo de vida, como melhorar as escolhas alimentares ou aumentar a atividade física;
  • Aumentar o envolvimento com a comunidade ou com o voluntariado;
  • Pesquisar sobre recursos oferecidos pela comunidade e participar.

Por que receber lições de casa?

Muitos de nós temos lembranças negativas a respeito dos deveres de casa, seja na escola primária ou na universidade. Associamos tais memórias com obrigação, trabalho penoso, ou pior, elas podem desencadear sentimentos de inadequação ou perfeccionismo.

Então, por que um Psicólogo enviaria seus pacientes para um território mental potencialmente tumultuado?

Verdade seja dita, apenas uma fração da mudança pessoal realmente ocorre na sessão de terapia. Os pacientes aceleram enormemente seu progresso “experimentando” o que aprendem no consultório em suas vidas diárias.

Leia também:  Nem sempre a terapia é a melhor opção de tratamento

Sem mencionar que “trabalhar a terapia” no mundo exterior também economiza um pedaço significativo de mudança que, de outra forma, será feito somente no consultório.

Tipos de terapia que envolvem lição de casa

A lição de casa é atribuída como parte de qualquer tipo de terapia. No entanto, alguns Psicólogos podem utilizá-lo mais do que outros.

Por exemplo, a lição de casa na terapia é parte integrante da terapia cognitivo-comportamental (TCC). Ela é incorporada ao protocolo e à estrutura da TCC, assim como na terapia comportamental dialética (TCD), que é um subtipo de TCC.

Portanto, se você está vendo um Psicólogo que pratica TCC ou TCD, é provável que receba lições de casa para fazer regularmente.

Por outro lado, um exemplo de um tipo de terapia que geralmente não envolve tarefas de casa é a terapia de dessensibilização e reprocessamento dos movimentos oculares (EMDR). Ela é um tipo de terapia que geralmente se baseia no relacionamento entre o praticante e o cliente durante as sessões, e é uma modalidade que especificamente não depende de lições de casa.

No entanto, se o paciente estiver se sentindo rejuvenescido e bem após uma sessão de EMDR, por exemplo, o praticante pode pedir que ele escreva uma lista de situações onde uma cognição positiva surgiu.

Independentemente do tipo de terapia, o melhor tipo de lição de casa é quando você nem percebe que a recebeu.

Benefícios da lição de casa na terapia

Os benefícios da lição de casa na terapia:

Ajudam o Psicólogo a acompanhar seu progresso

A parte mais importante da lição de casa na terapia é a discussão de acompanhamento que acontece na sessão seguinte.

O tempo que você gasta revisando com seu Psicólogo como foi a semana que passou, se você completou sua lição de casa ou não e por quê, dá à ele um feedback valioso sobre seu progresso, bem como uma visão sobre como poderá apoiá-lo melhor.

Publicidade

Dá ao Psicólogo mais informações

A lição de casa na terapia é benéfica porque, no momento em que você se compromete a colocá-las em prática, já está trazendo uma versão melhor e mais forte de si mesmo do que aquela que o levou a buscar ajuda.

Leia também:  Por que um Psicólogo com menos experiência pode ser melhor?

A lição de casa dá ao Psicólogo uma visão interna de sua vida cotidiana, o que às vezes é difícil de se recapitular em uma única sessão. Certas tarefas o manterão pensando sobre o que deseja compartilhar nas próximas sessões, fornecendo assim, dados históricos para se revisar e abordar.

Elas capacitam o paciente

A sensação de poder que você pode obter ao utilizar suas novas habilidades, estabelecer novos limites e redirecionar suas próprias distorções cognitivas é algo que um Psicólogo não pode lhe dar durante a sessão de terapia.

Isso é algo que você dá a si mesmo. O principal benefício da lição de casa na terapia é que ela desenvolve suas habilidades, bem como a compreensão de que você pode fazer muitas coisas sozinho.

Outras vantagens

  • Acelerar o progresso e o alcance de metas;
  • Oferecer experiências de vida que complementem ou reforcem o que está sendo aprendido no consultório;
  • Economizar dinheiro, permitindo que os pacientes passem pelo processo de aconselhamento mais rapidamente;
  • Criar novas experiências que mudarão a forma como vemos a nós mesmos e nossa situação;
  • Auxiliar o paciente a reconhecer que é um agente ativo em seu processo de mudança;
  • Criar sentimentos de empoderamento;
  • Evitar que a terapia fique “presa”.

Pontos negativos da lição de casa na terapia

Por outro lado, a lição de casa na terapia pode ter um lado negativo. Sim, é verdade. Algumas consequências possíveis :

  • A lição de casa pode ser um veículo para agradar as pessoas, especialmente se uma pessoa já tiver um histórico disso;
  • A lição de casa pode reforçar tendências perfeccionistas ou obsessivas;
  • A lição de casa pode sobrecarregar uma pessoa com vergonha, especialmente se ela teve traumas relacionados à escola ou experiências intensamente desagradáveis ​​ao ser avaliada;
  • A lição de casa pode parecer excessivamente controladora para algumas pessoas com antecedentes de abuso ou trauma, talvez até desencadeando flashbacks emocionais ou raiva intensa;
  • A atribuição pode ser mal calculada, ou seja, não é adequada para as necessidades do paciente, resultando em uma experiência frustrante ou improdutiva;

Nesses casos, não fazer a lição de casa é a melhor escolha e, pelo menos, ser um tópico importante para abordar com o Psicólogo.

Leia também:  Com que frequência você deve fazer sessões de terapia online?

Dicas para sua lição de casa na terapia

A seguir estão algumas dicas que vai ajudar na lição de casa:

  • Reserve um tempo para a lição de casa: crie um horário designado para concluir a lição. O objetivo dela é mantê-lo vinculado aos objetivos entre as sessões. Use esse tempo para investir em si mesmo e despejar seus pensamentos e emoções na lição de casa, assim como faria na sessão de terapia;
  • Seja honesto: os Psicólogos não querem que você escreva o que acha que eles querem ler, ou o que eles acham que deve escrever. Seja honesto com eles e com você mesmo sobre o que está sentindo e pensando;
  • Pratique suas habilidades: Completar a planilha ou registro da lição de casa é importante, mas você também precisa estar disposto a colocar suas habilidades e aprendizados em prática. Seja aberto para tentar coisas novas e depois relatar se o que está tentando funciona para você ou não;
  • Lembre-se de que a lição de casa destina-se a ajudá-lo: A lição de casa na terapia ajuda a maximizar os seus benefícios e a obter o máximo valor do processo. Uma melhor adesão às lições de casa está ligada a melhores resultados no tratamento;
  • Converse com seu Psicólogo se estiver com dificuldades: a lição de casa na terapia não deve ser um trabalho. Se você achar que ela está se tornando uma tarefa monótona, converse com seu Psicólogo e deixe-o saber. Ele vai explicar a importância das lições para você, adaptar as atribuições de acordo com suas preferências ou alterar o curso do tratamento, se necessário;

Uma última palavra

Da mesma forma que a escola envolve trabalhos de classe e lições de casa, a terapia também envolve sessões presenciais e lições de casa.

Se o seu Psicólogo passou a lição para você, arranje tempo para fazê-la. Conclui-la de forma honesta vai ajudar você e seu Psicólogo a obter insights a respeito de seus processos emocionais e do progresso geral.

Mais importante ainda, vai ajudá-lo a desenvolver habilidades de enfrentamento, o que aumentará sua confiança, capacitá-lo e tornar seu processo terapêutico mais eficaz.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.