As redes sociais influenciam amplamente sua imagem corporal

Pessoa com a barriga de fora e apertando sua cintura

Categoria: Autoestima

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Ainda que você pense que não, as redes sociais influenciam sua imagem corporal. Elas, indiretamente e inconscientemente, afetam sua saúde mental mais do que você pensa.

O que é imagem corporal?

Embora inclua como você percebe visualmente seu corpo, não se trata apenas de pensarmos que estamos bem.

Também compreende:

  • A maneira como se sente em relação ao seu corpo, particularmente a quantidade de satisfação ou insatisfação que tem em relação à sua aparência;
  • Se se sente ou não confortável com quanto espaço você ocupa;
  • Com que frequência se compara ou não fisicamente com os outros;
  • Seus pensamentos e crenças sobre seu corpo e;
  • Seu senso de como as outras pessoas o vêem.

Então ainda que esteja convencido de que seu corpo está bem, se você se preocupar constantemente com o que os outros pensam sobre sua aparência, ou geralmente se sentir desconfortável em sua própria pele, haverá problema de imagem corpora.

Leia também:  Por que as pessoas se comparam umas com as outras?

A influência das redes sociais na sua imagem corporal

Não é fácil entender o quanto as redes sociais são culpadas por seu problema de imagem corporal.

O Instagram, por exemplo, tem uma influência problemática na sua imagem corporal, principalmente se já estiver preocupado anteriormente. Particularmente quando se trata de visualizar, enviar fotos e buscar feedback.

É especialmente um problema entre os jovens, em uma época em que seus corpos estão crescendo e mudando de uma maneira que leva tempo para se acostumarem, além de estarem tentando estabelecer um identidade. É o momento em que há mais pressão para encontrar um lugar na sociedade.

O papel das redes sociais na desinformação alimentar

Outra forma preocupante pela qual as redes sociais afetam sua imagem corporal é por meio de informações prejudiciais e desonestas sobre dietas.

Isso não apenas idealiza silhuetas magras e musculosas, muitas vezes inatingíveis. Também promove formas não saudáveis ​​de alimentação e exercícios excessivos. Seja honesto. Você já considerou ou até mesmo iniciou uma dieta ou regime de exercícios obsessivos por causa de algo que viu ou leu em uma rede social?

As informações sobre dietas são completamente desonestas, com fotos alegando mostrar o resultado de um determinado regime que a pessoa na foto nem tentou. Ou até mesmo perigosas, como a promoção de alimentos não saudáveis.

Coisas como chás de desintoxicação e outros produtos que suprimem o apetite tem efeitos colaterais problemáticos, como grave diarreia.

As redes sociais são o único problema?

Muitas coisas afetam como você se sente em relação ao seu corpo. Outros fatores e experiências podem incluem:

  • Passar pela puberdade;
  • A relação com sua família dinâmica;
  • Comentários feitos por familiares e amigos sobre seu corpo;
  • Ser provocado ou intimidado por sua aparência;
  • Diferenças culturais em torno dos ideais de corpo;
  • Gênero e sexualidade;
  • Abuso sexual ou trauma quando criança.
Leia também:  10 maneiras de como ser mais carismático com as pessoas

Não gostar do próprio corpo é um problema para sua saúde mental?

As preocupações com a imagem corporal são uma experiência bastante comum, mas não são consideradas um problema de saúde mental em si.

Por outro lado, a preocupação com o próprio corpo é um grade fator de risco para outros problemas. Ela afeta a saúde física e psicológica e influencia a autoestima, humor, funcionamento social e ocupacional.

Também pode ocasionar ligações com:

  • Anorexia nervosa;
  • Transtorno dismórfico corporal;
  • Bulimia e transtorno de compulsão alimentar;
  • Transtorno de ansiedade generalizada;
  • Transtorno depressivo maior;
  • Transtorno obsessivo compulsivo;
  • Auto-mutilação;
  • Transtorno de ansiedade social;
  • Tricotilomania (distúrbio de arrancar os cabelos).

Como você pode proteger sua imagem corporal?

Se você está com dificuldades, existem maneiras de melhorar e proteger sua imagem corporal quando estiver online.

Seja gentil com o seu corpo

Ser gentil consigo ajuda a conter os pensamentos negativos, permitindo redefinir sua autoimagem sem julgamento ou vergonha. Como seriam seus pensamentos se falasse consigo mesmo do jeito que fala com seus amigos?

Limpe o feed de suas redes sociais

Às vezes você está tão ocupado rolando a tela do seu telefone que não se conscientiza do que está consumindo, e como isso o faz se sentir.

Publicidade

Por isso que é importante reservar um tempo para reavaliar as contas que segue, se livrando de qualquer coisa que perturbe sua imagem corporal. Em vez disso, siga contas e hashtags que promovam a positividade e façam você se sentir bem.

Leia também:  Como usar críticas indesejadas a seu favor?

Faça uma pausa

Estar atento nas redes sociais é interessante, mas aplicativos como o Instagram aumentam a tendência de comparar seu corpo com os outros.

Fazer uma pausa nas redes sociais ou limitar o seu uso é outra maneira útil de ajudar a aliviar a pressão quando estiver sobrecarregado. Isso lhe dará algum tempo e espaço para se concentrar, lembrando que nem tudo que vemos nas redes sociais é real.

Concentre-se na neutralidade do corpo

Construir uma imagem corporal mais saudável não significa que tenha que se sentir positivo o tempo todo. Mudar a forma como se vê leva algum tempo, e muitas vezes parece mais desafiador em alguns dias do que em outros.

A neutralidade corporal é um grande passo para a auto-aceitação. Ela permite que você se concentre e reconheça todas as grandes coisas que o corpo pode fazer, em vez de sua aparência. Engajar-se em movimento consciente é uma ótima maneira de praticar.

Busque orientação psicológica

Se você está lutando com sua imagem corporal, é melhor procurar algum apoio extra. Às vezes, a causa por trás da imagem corporal ruim nem sempre é direta, mas provém de problemas mais profundos que remontam à infância e ainda não estão resolvidos.

A terapia é uma forma comum de tratamento para problemas de imagem corporal e que ajuda a realinhar seu pensamento. Se o seu Psicólogo entender que você tem um distúrbio diagnosticável, como anorexia ou bulimia, vai encaminhá-lo para um psiquiatra .

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *