O que conta como uma traição no relacionamento romântico?

Mulher apontando para a tela de um celular enquanto discuti com o marido

Categoria: Infidelidade

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

“Traição” é uma daquelas palavras que acreditamos saber a definição com bastante clareza, até que chega o momento de explicá-la a outra pessoa. Como psicólogo de casais, penso nas definições que vi em livros, nas interpretações que observei durante as sessões, e nas crenças compartilhadas pela sociedade. Então parece haver muitas inconsistências.

Normalmente, inconsistências como essa tem consequências para a saúde mental, variando de incongruência pessoal a conflitos interpessoais mais amplos. Contudo, o que há de mais consistente nesses domínios é ver as pessoas afirmarem com confiança que sabem o que é uma traição.

Obter clareza sobre o que se qualifica um ato de infidelidade tem o potencial de melhorar a autoconsciência, a comunicação e a qualidade do relacionamento. Aqui estão algumas considerações que podem ajudar.

Traição é mais do que simplesmente sexo

Semelhante à tendência de associar excessivamente intimidade com sexualidade, o mesmo pode ser dito para casos amorosos. A maioria das pessoas associa traição a encontros sexuais contínuos com outra pessoa, enquanto que o significado é algo mais amplo.

Leia também:  O que leva um homem a pensar em traição?

Embora as violações físicas sejam tradicionalmente o exemplo de traição mais comumente aceito, há uma variedade de outras possibilidades, como as traições emocionais. Embora exista um desvio sexual singular, uma conexão emocional mais profunda vai se estender para além de uma noite.

Não precisa haver casamento para haver traição

Quando estamos confusos com os limites em nível pessoal, olhamos para além de nós em busca de exemplos. Em relação à traição, consideramos sua definição a partir de nossos entes e da nossa sociedade.

Muitos citam o que conta como traição no relacionamento romântico a partir do ponto de vista legal: “O adultério é uma forma de relação sexual extraconjugal entre uma pessoa casada e uma pessoa que não é parte do casamento.”

Essa definição é válida para alguns. Mas para outros, especialmente aqueles que estão em relações românticas não conjugais monogâmicas, é muito restrito.

Em grande parte dos casos há um elemento de sigilo

Uma das partes mais angustiantes de uma traição é que ela geralmente se forma e é mantida em segredo. Em relacionamentos com dinâmica de poder e/ou abuso doentios, o parceiro que descobre a infidelidade se sentirá desamparado e impotente.

O elemento oculto de um caso abala os pilares da confiança, um elemento crítico das parcerias saudáveis.

Leia também:  4 passos para como confessar um caso de infidelidade

A traição têm um efeito prejudicial à saúde mental

Os casos extraconjugais causam todos os tipos de angústia, em toda a gama de emoções humanas, desde a devastação até a raiva, todas as quais estarão ligadas à culpa e à vergonha. Os casos e o processo de cura que se segue levam a perda do senso de valor próprio, e até mesmo a incapacidade de confiar em si, em seu julgamento ou em sua intuição.

O parceiro traído luta com impactos na autoestima, confiança, senso de identidade, inseguranças quanto a própria aparência, etc. Ele também vai sofrer de depressão, ansiedade e sintomas semelhantes ao transtorno de estresse pós-traumático, incluindo flashbacks, hipervigilância e pesadelos.

A traição é sintoma de problemas de relacionamento subjacentes

Raramente um relacionamento sólido acarreta em um caso de infidelidade, já que as rachaduras em um relacionamento acontecem ao longo do tempo.

Quando os casais procuram a terapia para se curar da infidelidade, geralmente há uma história relacional que também precisa ser trabalhada. Embora a traição seja o resultado inesperado, será por meio de uma reflexão corajosa que a série de eventos que abriram o caminho para a traição serão entendidos.

O conceito de traição deve ser definido proativamente no relacionamento romântico

Assim como presumimos que sabemos o que é uma traição, também presumimos que o parceiro saiba. No entanto, isso está longe de ser verdade.

Há uma tendência entre os casais de verificar as “letras miúdas” quando surge um conflito. Então, é preciso ser mais proativo e definir os assuntos com o parceiro o quanto antes.

Leia também:  As mulheres traem quando uma destas 3 coisas acontecem

Cada pessoa precisa expressar o que entende por traição no relacionamento romântico. Ela pode ser definida, por exemplo, como o envolvimento com um indivíduo de uma maneira que vai contra um código de relacionamento previamente estabelecido.

Isso parece abranger intenções românticas ou não. Essa definição talvez funcione para você; no entanto, como somos todos únicos, ela pode variar. Afinal, cada indivíduo tem uma definição diferente do que é uma traição no relacionamento romântico.

O casal precisa se unir e criar uma definição compartilhada para, em seguida, estabelecer os limites. Será mais complicado se ambos tiverem diferentes limites de tolerância para tempo, atenção ou afeto direcionado a outro lugar.

Se você espera incluir isso em seu relacionamento romântico, aqui estão alguns pontos de discussão que você precisa considerar com seu parceiro:

  • Como você define uma traição?
  • O que se qualifica como uma traição?
  • O que está incluído em nosso código de relacionamento (por exemplo, valores, crenças, tradições)?
  • O que você precisa para acreditar que valorizo ​​nosso relacionamento?
  • Que limites precisamos para proteger nosso relacionamento?

Se surgir algum desconforto, por favor, não desanime. Os Psicólogo vão ajudá-lo a explorar melhor esse tópico e fortalecer o vínculo.

Publicidade

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *